Feirense-Chaves adiado com jogadores já em campo. Liga convoca reunião de emergência

José Coelho / Lusa

O presidente da Liga Portuguesa de Futebol, Pedro Proença.

Os encontros entre Feirense-Desportivo de Chaves e Académico de Viseu-Académica foram adiados após terem sido identificados casos positivos entre jogadores. A Liga já convocou uma reunião de emergência.

O encontro Feirense-Desportivo de Chaves, da primeira jornada II Liga de futebol, foi esta sexta-feira adiado, por indicação da Direção-Geral da Saúde (DGS), informou o clube flaviense.

“O Conselho de Administração da SAD e a Direção do clube informam que a DGS [Direção-Geral da Saúde] não autorizou a realização da partida entre o CD Feirense e o GD Chaves, referente à 1.ª jornada da LigaPro”, lê-se numa nota dos flavienses, sem indicar mais pormenores.

Durante a manhã, o Desportivo de Chaves revelou que dois jogadores e dois elementos da equipa técnica do Desportivo de Chaves estavam infetados com o novo coronavírus e à hora do começo da partida chegou a informação de que o jogo não se deveria realizar.

Já com as duas equipas prontas para começar a partida, o árbitro João Gonçalves recebeu uma chamada telefónica e deslocou-se durante breves instantes ao túnel de acesso ao relvado.

Na transmissão televisiva da SportTV foi ainda possível ver os delegados da Liga Portuguesa de Futebol Profissional a falar ao telefone, juntamente com vários responsáveis dos dois clubes.

Já 27 minutos depois da hora prevista para o início do encontro, o árbitro apitou para que os jogadores recolhessem ao balneário, sem que tenha sido prestada qualquer informação oficial até ao momento.

O médio Guzzo e o guarda-redes Samu, e ainda os treinadores adjuntos Pedro Machado e Tiago Castro, testaram positivo “embora assintomáticos”, revelou, em comunicado, o clube transmontano.

Liga convoca reunião de emergência

O jogo Académico de Viseu-Académica foi suspenso, devido aos casos positivos de covid-19 nos viseenses, anunciou esta sexta-feira a Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP), que convocou para sábado uma reunião com os médicos de todas as equipas.

“A Liga Portugal informa que o jogo relativo à 1.ª jornada da Liga Pro [II Liga], entre o Académico de Viseu e a Académica, marcado para as 11 horas deste sábado foi suspenso, por determinação da ACES [agrupamento de centros de saúde] Dão Lafões, em articulação com a DGS [Direção-Geral da Saúde], depois de informado o departamento médico do Ac. Viseu”, lê-se no comunicado da Liga de clubes.

O organizador dos campeonatos profissionais informa que “esta decisão foi tomada após determinação dada pelo médico José Mota Faria, responsável da Autoridade de Saúde local, tendo em conta os três casos positivos de covid-19 que existem no Académico de Viseu”.

“Este facto, aliado à situação epidemiológica do concelho de Viseu, onde se regista uma transmissão comunitária ativa, levou à suspensão do jogo“, adianta a LPFP.

O organismo refere ainda que, “dada a urgência da situação, a Liga Portugal convocou os responsáveis médicos de todas as Sociedades Desportivas do futebol profissional, para uma reunião extraordinária, a realizar-se este sábado, às 10 horas”.

“Mais se informa que na segunda-feira, pelas 15 horas, a Liga Portugal terá uma reunião com o secretário de estado da Saúde, António Lacerda Sales”, concluiu o comunicado.

ZAP ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Sporting 2-2 Belenenses SAD | Líder salva virgindade nos descontos

A Belenenses SAD esteve a segundos de cumprir a promessa de Petit, que na antevisão da partida apontava para a primeira derrota do Sporting. Os “azuis” estiveram a vencer por 2-0, graças a uma eficácia …

Quatro anos depois, Danny recuperou a sua prancha. Estava a 2700 quilómetros

Um surfista australiano recuperou a sua prancha quatro anos depois de a ter perdido. Estava a 2700 quilómetros do sítio onde a tinha visto pela última vez. Danny Griffiths, um surfista habituado a ondas grandes, perdeu …

Os astronautas precisam de um frigorífico. Engenheiros trabalham num que funciona de "cabeça para baixo"

Para que os astronautas façam longas missões à Lua ou a Marte, precisam de um frigorífico, mas estes eletrodomésticos não são projetados para funcionar em gravidade zero. Os astronautas precisam de frigoríficos para as missões prolongadas …

A maior "cidade-fantasma" da China voltou a florescer (graças à educação)

Kangbashi, na Mongólia Interior, é considerada há muitos anos a maior "cidade-fantasma" da China. Agora, tem muito a agradecer a uma jogada inesperada, mas muito eficaz: o setor da Educação. Há alguns anos que Kangbashi, uma …

Carro da Tesla ajuda o FBI a capturar homem suspeito de atear fogo em igreja

As câmaras de um Tesla ajudaram as autoridades a prender um homem suspeito de atear fogo numa igreja na cidade de Springfield, no estado de Massachusetts. A congregação foi atacada mais de uma vez em …

Destemida e aventureira. Com apenas 18 anos, Simone Segouin ajudou a França a derrotar os nazis

Quando tinha apenas 18 anos, Simone Segouin juntou-se à Resistência Francesa para capturar as tropas nazis, sabotar os planos alemães e lutar contra o fascismo no seu país. Apesar de ter abandonado a escola bastante cedo, …

Orgulho e ciúmes. Corrida armamentista entre Coreias coloca ambiente de paz em risco

A relação entre a Coreia do Norte e a Coreia do Sul é conhecida por ser bastante conturbada, sendo que nos últimos anos já ocorreram alguns incidentes entre os países. Agora, as duas nações peninsulares …

"Estória mal contada": a saída de João Marques do Famalicão

Perto do final do campeonato feminino de futebol, o treinador das candidatas ao título abandona o emblema minhoto. Provavelmente porque vai liderar outra equipa minhota. Adeptos não gostaram. A Liga BPI, a primeira divisão nacional feminina …

Livre cede lugares à IL e ao Volt. Vasco Lourenço fala em "chicana política"

O Livre cedeu, esta quarta-feira, quatro lugares da sua comitiva no desfile que assinala o 25 de Abril à Iniciativa Liberal e ao Volt Portugal, depois da comissão promotora os ter informado de que não …

Pena de morte diminuiu. Execuções globais atingem o número mais baixo numa década

Globalmente, foram executadas 483 pessoas em 2020, o número mais baixo registado pela Amnistia Internacional (AI) numa década, marcando uma redução de 26% em relação a 2019 e 70% comparativamente a 2015. Segundo um artigo da …