Líder da extrema-direita holandesa condenado por discriminação racial

Rijksoverheid / Phil Nijhuis / Wikimedia

Geert Wilders, líder da extrema-direita na Holanda

Geert Wilders, líder da extrema-direita na Holanda

O líder da extrema-direita holandesa Geert Wilders, julgado por ter prometido “menos marroquinos” no país, foi condenado por insulto e discriminação, mas absolvido de incitamento ao ódio, anunciou esta sexta-feira o juiz que presidiu ao processo.

O Ministério Público tinha pedido que Geert Wilders fosse condenado a uma multa de cinco mil euros, mas o tribunal decidiu não impor uma sentença porque a condenação é castigo suficiente para um deputado democraticamente eleito, explicou o juiz Hendrik Steenhuis.

“Neste caso, a questão mais importante era saber se Wilders pisou o risco. Este julgamento respondeu a essa questão”, disse.

Numa primeira reação através do Twitter, Wilders qualificou o veredicto de “loucura” e afirmou que os juízes odeiam o seu Partido da Liberdade (PVV).

O deputado não esteve presente na audiência, mas o advogado disse que vai recorrer da decisão.

Para o tribunal, as declarações de Wilders “fazem uma distinção entre a população marroquina e outros grupos da população da Holanda”.

“O caráter inflamatório da forma como as declarações foram feitas incitou outras pessoas a discriminar as pessoas de origem marroquina”, afirmou o juiz na leitura do veredicto.

Conhecido por posições anti-islâmicas e xenófobas, Wilders, 53 anos, foi julgado por declarações que fez numa reunião com militantes em 2014, na Haia, durante a qual questionou a audiência sobre se queria “mais ou menos marroquinos na [sua] cidade e no país”.

A audiência respondeu aos gritos de “Menos! Menos! Menos!” e o político retorquiu com um sorriso: “Vamos tratar disso”.

Segundo o Ministério Público, a polícia recebeu 6.400 queixas relativas àquelas declarações.

O julgamento realizou-se a poucos meses das próximas eleições legislativas holandesas, previstas para março, e traduziu-se nas sondagens por um aumento do apoio ao partido de Wilders, que já liderava em percentagem de intenções de voto.

Em média, os estudos de opinião atribuem 34 deputados ao Partido da Liberdade, mais dez que ao partido do primeiro-ministro liberal Mark Rutte.

Pouco antes de ser anunciado o veredicto, Wilders, que considerou este julgamento “uma farsa política”, afirmou que fosse qual fosse a decisão do tribunal vai “continuar a dizer a verdade sobre o problema marroquino e nenhum juízo, político ou terrorista”, o vai impedir.

/Lusa

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Podem ir dar uma volta com esta historia de “extrema-direita” como se fosse mau, nunca chamam comunas, os verdes, bloco de esquerda, etc, etc de extrema-esquerda porque???

    Quanto a Geert Wilders ser “xenófobo” vocês esqueceram-se de mencionar o PEQUENINO facto de a população Marroquina ser só 2% da população total da Holanda, mas mais de 40% dos Marroquinos a viver lá com idades entre 12 e 24 já foram presos!
    Mais de 60% dos Marroquinos a viver na Holanda com idades entre 17 e 23 desistem da escola sem qualquer qualificação para entrar no mercado de trabalho.
    O desemprego jovem dos Marroquinos a viver na Holanda é mais de 40%
    Mais de 60% dos Marroquinos lá com idades entre 40 e 64 vivem de subsídios do estado sem nunca terem trabalhado para isso!

    Em Janeiro de 2009 o governo Holandês assinou um programa governamental chamado “Juventude Marroquina em Risco” com 22 cidades que sofriam de altisimos índices que criminalidade juvenil Marroquina.
    Depois de 33 milhões de Euros gastos nesse programa… A criminalidade aumentou ainda mais…

    Aqui deixo a percentagem de Marroquinos envolvidos em crimes reportados por cidade:
    Den Bosch: 47,7%
    Zeist: 47,3%
    Gouda: 46,3%
    Veenendaal: 44,9%
    Amersfoort: 44,6%
    Den Haag, Ede, Leiden, Maassluis, Nijmegen, Oosterhout, Schiedam e Utrecht têm todos mais de 40%
    Agora lembro-vos a Holanda tem 16,4 milhões de habitantes, só cerca de 350,000 (2%) é que são Marroquinos.
    Se não são bons a matemática isto na pratica quer dizer que são super-representados, por outras palavras demasiado criminosos.

    Mas a comunicação social de esquerda olha para estes números, depois olha para quem diz “fora com eles” e a única coisa que tem para dizer é “xenófobo racista!”

    Depois admiram-se que Trump ganhou, e por toda a Europa os partidos de direita estão em alta nas sondagens, as pessoas já estão fartas das vossas mentiras, podem esconder, apagar, bloquear comentários como este mas já não enganam ninguém.

  2. Parabéns Cláudia

    Uma opinião bem formada e complementada com dados e factos ,
    O completo oposto das opiniões dos zombies liberalistas de esquerda, que somente repetem as mesmas frases e ideias com as quais foram hipnotizados.

  3. Se que o que escreve Cláudia Monteiro é verdade, mudei de opinião ao ler este artigo e dou o meus parabéns à Cláudia por informar os leitores.

RESPONDER

Cientistas criam massa que muda de formato assim que entra em contacto com a água

Da penne à fusilli: as pessoas adoram massas pelos seus formatos. Agora, uma equipa de cientistas liderada pelo Morphing Matter Lab da Carnegie Mellon University está a desenvolver massas planas que se transformam em formas …

Australiana fez uma cirurgia para remover as amígdalas (e acordou com um sotaque irlandês)

No dia 19 de abril, Angie Mcyen foi submetida a uma cirurgia para remover as amígdalas, um procedimento bastante simples que demorou apenas meia hora. Uns dias depois, acordou e apercebeu-se de que tinha um …

“Foi o crime do século“. Museu Britânico mostra o impacto do assassinato de Thomas Becket na Europa

Thomas Becket foi abatido dentro da Catedral de Cantuária por cavaleiros da comitiva do rei Henrique II. O assassinato, em 1170, causou ondas de choque em toda a Inglaterra. Agora, o religioso será recordado através …

Na Índia, ser-se rico ou pobre pode fazer a diferença no acesso à vacina

A Índia enfrenta uma grave escassez de vacinas contra a covid-19. Até ao momento, só 2,5% da população recebeu ambas as doses, enquanto 10% recebeu uma. Na Índia, as pessoas que vivem em cidades com fácil …

Ilha italiana torna-se "covid-free" e mostra-se pronta para receber turistas de todo o mundo

Numa altura em que vários países da Europa já começam a planear a abertura ao turismo de forma intensiva, há regiões que mostram já estar um passo à frente. É o caso da ilha de …

Política chinesa torna uigures reféns nas suas próprias casas

A China introduziu, em 2016, uma política de parentesco para promover a harmonia nacional e a unidade étnica, levando a que desde então mais de 1,1 milhões de funcionários do Estado ocupassem periodicamente as casas …

O palco de um dos maiores contos britânicos de sempre vai transformar-se num hostel

A Irlanda aprovou uma proposta para converter num hostel um dos pontos de referência de James Joyce mais icónicos de Dublin. O irlandês James Joyce é um dos maiores escritores da literatura britânica, sendo autor de …

Liz Cheney é a cara da oposição ao "trumpismo" no Partido Republicano

Esta quarta-feira, e depois de ter criticado o antigo Presidente dos Estados Unidos, a congressista Liz Cheney foi afastada de um cargo de liderança no Partido Republicano. Na noite desta terça-feira, e pouco antes de …

SC Braga punido com dois jogos à porta fechada por falta de habilitações de Custódio

O Sporting de Braga foi punido com dois jogos de interdição do seu estádio, após queixa da Associação Nacional de Treinadores de Futebol (ANTF), devido à falta de habilitações de Custódio, anunciou o Conselho de …

Marinha dos EUA faz apreensão de armas ilícitas no Mar da Arábia

A Marinha dos Estados Unidos apreendeu um carregamento ilícito de armas no Mar da Arábia, anunciou a Quinta Frota da Marinha americana. A apreensão do arsenal foi feita pelo navio USS Monterey na passada quinta-feira, dia …