Líder da extrema-direita holandesa condenado por discriminação racial

Rijksoverheid / Phil Nijhuis / Wikimedia

Geert Wilders, líder da extrema-direita na Holanda

Geert Wilders, líder da extrema-direita na Holanda

O líder da extrema-direita holandesa Geert Wilders, julgado por ter prometido “menos marroquinos” no país, foi condenado por insulto e discriminação, mas absolvido de incitamento ao ódio, anunciou esta sexta-feira o juiz que presidiu ao processo.

O Ministério Público tinha pedido que Geert Wilders fosse condenado a uma multa de cinco mil euros, mas o tribunal decidiu não impor uma sentença porque a condenação é castigo suficiente para um deputado democraticamente eleito, explicou o juiz Hendrik Steenhuis.

“Neste caso, a questão mais importante era saber se Wilders pisou o risco. Este julgamento respondeu a essa questão”, disse.

Numa primeira reação através do Twitter, Wilders qualificou o veredicto de “loucura” e afirmou que os juízes odeiam o seu Partido da Liberdade (PVV).

O deputado não esteve presente na audiência, mas o advogado disse que vai recorrer da decisão.

Para o tribunal, as declarações de Wilders “fazem uma distinção entre a população marroquina e outros grupos da população da Holanda”.

“O caráter inflamatório da forma como as declarações foram feitas incitou outras pessoas a discriminar as pessoas de origem marroquina”, afirmou o juiz na leitura do veredicto.

Conhecido por posições anti-islâmicas e xenófobas, Wilders, 53 anos, foi julgado por declarações que fez numa reunião com militantes em 2014, na Haia, durante a qual questionou a audiência sobre se queria “mais ou menos marroquinos na [sua] cidade e no país”.

A audiência respondeu aos gritos de “Menos! Menos! Menos!” e o político retorquiu com um sorriso: “Vamos tratar disso”.

Segundo o Ministério Público, a polícia recebeu 6.400 queixas relativas àquelas declarações.

O julgamento realizou-se a poucos meses das próximas eleições legislativas holandesas, previstas para março, e traduziu-se nas sondagens por um aumento do apoio ao partido de Wilders, que já liderava em percentagem de intenções de voto.

Em média, os estudos de opinião atribuem 34 deputados ao Partido da Liberdade, mais dez que ao partido do primeiro-ministro liberal Mark Rutte.

Pouco antes de ser anunciado o veredicto, Wilders, que considerou este julgamento “uma farsa política”, afirmou que fosse qual fosse a decisão do tribunal vai “continuar a dizer a verdade sobre o problema marroquino e nenhum juízo, político ou terrorista”, o vai impedir.

/Lusa

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Podem ir dar uma volta com esta historia de “extrema-direita” como se fosse mau, nunca chamam comunas, os verdes, bloco de esquerda, etc, etc de extrema-esquerda porque???

    Quanto a Geert Wilders ser “xenófobo” vocês esqueceram-se de mencionar o PEQUENINO facto de a população Marroquina ser só 2% da população total da Holanda, mas mais de 40% dos Marroquinos a viver lá com idades entre 12 e 24 já foram presos!
    Mais de 60% dos Marroquinos a viver na Holanda com idades entre 17 e 23 desistem da escola sem qualquer qualificação para entrar no mercado de trabalho.
    O desemprego jovem dos Marroquinos a viver na Holanda é mais de 40%
    Mais de 60% dos Marroquinos lá com idades entre 40 e 64 vivem de subsídios do estado sem nunca terem trabalhado para isso!

    Em Janeiro de 2009 o governo Holandês assinou um programa governamental chamado “Juventude Marroquina em Risco” com 22 cidades que sofriam de altisimos índices que criminalidade juvenil Marroquina.
    Depois de 33 milhões de Euros gastos nesse programa… A criminalidade aumentou ainda mais…

    Aqui deixo a percentagem de Marroquinos envolvidos em crimes reportados por cidade:
    Den Bosch: 47,7%
    Zeist: 47,3%
    Gouda: 46,3%
    Veenendaal: 44,9%
    Amersfoort: 44,6%
    Den Haag, Ede, Leiden, Maassluis, Nijmegen, Oosterhout, Schiedam e Utrecht têm todos mais de 40%
    Agora lembro-vos a Holanda tem 16,4 milhões de habitantes, só cerca de 350,000 (2%) é que são Marroquinos.
    Se não são bons a matemática isto na pratica quer dizer que são super-representados, por outras palavras demasiado criminosos.

    Mas a comunicação social de esquerda olha para estes números, depois olha para quem diz “fora com eles” e a única coisa que tem para dizer é “xenófobo racista!”

    Depois admiram-se que Trump ganhou, e por toda a Europa os partidos de direita estão em alta nas sondagens, as pessoas já estão fartas das vossas mentiras, podem esconder, apagar, bloquear comentários como este mas já não enganam ninguém.

  2. Parabéns Cláudia

    Uma opinião bem formada e complementada com dados e factos ,
    O completo oposto das opiniões dos zombies liberalistas de esquerda, que somente repetem as mesmas frases e ideias com as quais foram hipnotizados.

  3. Se que o que escreve Cláudia Monteiro é verdade, mudei de opinião ao ler este artigo e dou o meus parabéns à Cláudia por informar os leitores.

Irão pediu vistos aos EUA para ir à Assembleia Geral da ONU "há meses", mas nenhum foi entregue

O Presidente do Irão ainda não recebeu visto de entrada nos EUA, podendo estar em risco a participação de Hassan Rohani na Assembleia Geral das Nações Unidas, noticiou esta quarta-feira a agência de notícias estatal …

Livre: Aparecer nas sondagens é sair da "invisibilidade"

"Estarmos nas sondagens significa que nós estamos com altas hipóteses de eleger [deputados]", referiu na quarta-feira Joacine Katar Moreira, em declarações à agência Lusa, no Jardim Augusto Monjardino, em frente à Maternidade Alfredo da Costa …

Coreia do Sul retira oficialmente o Japão da lista preferencial de comércio

A Coreia do Sul retirou esta quarta-feira oficialmente o Japão da sua lista de parceiros comerciais preferenciais, após a mesma medida ter sido aplicada por Tóquio, num agravamento de tensões diplomáticas entre os dois países. A …

Vaticano pede julgamento de dois padres por alegados abusos sexuais

A Santa Sé anunciou na terça-feira que enviou para a justiça os casos de dois padres italianos suspeitos de abuso sexual, que alegadamente ocorreram num seminário no Vaticano. "O procurador de justiça do Vaticano [equivalente ao …

Donald Trump nomeia Robert C. O’Brien como novo conselheiro de Segurança Nacional

Donald Trump nomeou esta quarta-feira Robert C. O’Brien, que servia até agora como negociador de reféns para o governo, como novo conselheiro de Segurança Nacional dos EUA. Assim, O’Brien vai substituir John Bolton, que foi despedido …

Galamba avisa: não vai haver cabo submarino se centrais a carvão de Marrocos não forem penalizadas

O estudo sobre a interligação entre Portugal e Marrocos está atrasado, não havendo nenhuma data prevista para a sua conclusão, de acordo com o Governo. O cabo submarino tem um custo estimado de 700 milhões de …

Presidente do maior sindicato da PSP acusado de ter agredido adepto do Boavista

O presidente da direção da Associação Sindical dos Profissionais da Polícia (ASPP), Paulo Rodrigues, está entre os 11 polícias que vão a julgamento esta quarta-feira acusados de agressão a um adepto do Boavista. O julgamento terá …

PAN propôs medidas ambientais que já estão em vigor

No capítulo do programa eleitoral do PAN dedicado ao Ambiente, o partido faz propostas que já estão implementadas, como os sistemas de certificação do pescado e restrição do tráfego aéreo em período noturno. Na área "Crise …

Madeira. Sondagem da RTP indica que PSD perde maioria absoluta

De acordo com uma nova sondagem da Universidade Católica para a RTP, o PSD pode perder a maioria absoluta na Madeira, enquanto que o PS pode aumentar o número de assentos no parlamento regional. Uma nova …

Secretário de Estado da Proteção Civil constituído arguido e demite-se

Artur Neves, secretário de Estado da Proteção Civil, apresentou o pedido de demissão ao Ministro de Administração Interna esta quarta-feira. "Na sequência do pedido de exoneração, por motivos pessoais, do Secretário de Estado da Proteção Civil, …