Liberdade no mundo atingiu o pior nível da última década

Zouhir Al Shimale / EPA

A Síria está no fundo da Tabela e surge designada como um país “não livre”.

Em 2017, a liberdade do mundo atingiu o pior nível em 12 anos. Esta é a conclusão do relatório da organização não-governamental Freedom House.

Divulgado esta terça-feira, o relatório anual sobre direitos políticos e liberdades civis centra-se sobretudo na crise da democracia a nível global. O documento, intitulado “Freedom in the World 2018: Democracy in Crisis”, sublinha que a democracia está “sob ataque e a recuar em todo o mundo”.

A organização não-governamental Freedom House analisou 195 países em todo o mundo e em 71 deles detetou um “claro declínio”, com apenas 35 países a apresentar alguns progressos.

Dos 195 países avaliados neste estudo, 88 (45%) foram classificados como “livres”, 58 (30%) como “parcialmente livres” e 49 (25%) como “não livres”. De acordo com a Freedom House, o ano passado foi o 12º ano consecutivo de queda da liberdade global.

Segundo o Diário de Notícias, dos 49 países “não livres”, a Síria é o que se posiciona no fundo da tabela, com uma pontuação abaixo de dez, numa escala de 100.

“Estados outrora promissores como a Turquia, a Venezuela, a Polónia e a Tunísia estão entre aqueles que experimentaram declínios nos padrões democráticos; a recente abertura democrática em Myanmar (antiga Birmânia) ficou permanentemente arruinada por uma chocante campanha de limpeza étnica contra a minoria Rohingya”, lê-se no relatório.

Michael J. Abramowitz, presidente da Freedom House, considera que a democracia está a enfrentar a sua mais grave crise em décadas. A garantia de eleições livres e justas, os direitos das minorias, a liberdade de imprensa e o Estado de direito estão, nas palavras do presidente, “sob ataque em todo o mundo“.

Ainda assim, o relatório destaca como um grande desenvolvimento de 2017 o “recuo dos EUA como defensor e exemplo de democracia”, devido “às evidências de ingerência russa nas eleições presidenciais norte-americanas de 2016, às violações de princípios éticos básicos pelo novo Governo e a uma redução da transparência governamental”.

Abramowitz afirma que as principais instituições da democracia norte-americana estão a ser “maltratadas por uma Administração que tem tratado a tradicional separação de poderes do país com desdém”.

A Turquia passou do grupo dos países “parcialmente livres” para o dos “não livres”, quando o Presidente Erdogan “alargou e intensificou a perseguição aos seus alegados opositores, iniciada após uma tentativa falhada de golpe de Estado em julho de 2016, com consequências extremas para os cidadãos turcos”, consta no relatório.

Segundo a organização não-governamental, nos últimos 12 anos – desde que o recuo da liberdade começou, em 2006 – foram 113 os países que assistiram a um claro declínio dos direitos políticos e liberdades civis. Só 62 registaram um claro aumento.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. desde 1991 que a liberdade em grande parte das democracias de os ditos países livres,começou a retroceder, deixou de existir o motivo ! a guerra fria terminou,o urso soviético comunista morreu e com isso a necessidade de mostrar que temos uma sociedade mais livre e equilibrada,assustador o facto de certas pessoas so verem isso agora !!!!!

RESPONDER

Cientistas conseguiram manter tecido cerebral de cobaias vivo durante semanas

Cientistas japoneses conseguiram manter partes de tecido cerebral de cobaias vivas e viáveis durante 25 dias, isoladas numa cultura, graças a um novo método. De acordo com o Science Alert, a chave para o sucesso foi …

Arqueólogos descobrem 25 sítios que comprovam presença militar romana no Norte e na Galiza

Investigadores portugueses e galegos descobriram 25 novos sítios no Norte de Portugal e na Galiza que “comprovam arqueologicamente” a presença militar romana nos dois territórios, correspondendo a maioria dos locais a “acampamentos militares”, revelou hoje …

EUA poderão manter alguns efetivos na Síria para proteger poços de petróleo

Os EUA planeiam deixar alguns efetivos no nordeste da Síria para proteger instalações petrolíferas e garantir o combate contra um possível ressurgimento do grupo extremista Estado Islâmico (EI), disse hoje o secretário de Defesa dos …

Polícias realizam manifestação conjunta em Lisboa a 21 de novembro

Elementos da PSP e da GNR realizam a 21 de novembro, em Lisboa, uma manifestação conjunta para exigirem ao novo Governo "a resolução rápida" dos problemas que ficaram por resolver na anterior legislatura. Com o lema …

Sérvia punida por racismo no jogo com Portugal

A UEFA condenou nesta segunda-feira a Sérvia a disputar o próximo jogo da fase de qualificação para o Euro 2020 à porta fechada, por manifestações racistas na partida com Portugal, disputada em Belgrado, que terminou …

Juve Leo lança críticas à direção: Um clube sem rumo e que precisa de bodes expiatórios

Depois de o Sporting rescindir os protocolos com a Juventude Leonina e com o Diretivo Ultras XXI devido à "escalada de violência" recente, a Juve Leo reagiu em comunicado com duras críticas à direção de …

Um terço dos fogos deste ano tiveram como causa queima e queimadas

Um terço dos incêndios florestais registados este ano e investigados tiveram como causa queimadas e queimas, revela o último relatório do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF). O relatório provisório de incêndios rurais, …

De Nova Iorque a Sydney em 19 horas. Avião da Qantas bate recorde

O primeiro voo comercial direto entre as cidades de Nova Iorque e Sydney, com mais de 19 horas, terminou, este domingo, na cidade australiana. O teste realizado pela companhia aérea Qantas faz parte do Project Sunrise, …

Marcelo ficou "muito impressionado" pela destruição do furacão Lorenzo nos Açores

O Presidente da República visitou, este domingo, o porto das Lajes das Flores, que ficou destruído após a passagem do furacão Lorenzo pelos Açores, mostrando-se "muito impressionado" pela destruição "massiva". "Muito impressionado com aquilo que foi …

Sporting é o terceiro clube com mais jogadores da formação espalhados pela Europa

O Sporting é o terceiro clube com mais jogadores da sua formação a atuarem nas ligas europeias e o emblema português mais representado nas 'big 5', segundo o observatório de futebol do Centro Internacional de …