Li-Fi acaba de ser testada e é 100 vezes mais rápida do que o Wi-Fi

-

Já ouviu falar da Li-Fi? É uma tecnologia sem fios que transmite dados em alta velocidade utilizando “comunicação de luz visível” (VLC).

O método, que pode enviar muito mais dados do que uma torre de telecomunicações, foi inventado por Harald Haas, da Universidade de Edimburgo, na Escócia, em 2011, a transmissão é feita através da luz intermitente de um único LED.

O registo feito em experiências de laboratório era de 224 Gbps por segundo, o que equivale a cerca de 18 filmes de 1,5 GB sendo transferidos a cada segundo.

Agora, os cientistas finalmente levaram o Li-Fi – da junção de light e fidelity – para fora do laboratório. A tecnologia está a ser testada em escritórios e ambientes industriais em Talin, na Estónia, com transmissão de dados de 1 GB por segundo – 100 vezes mais rápido do que a média atual de velocidade do Wi-Fi.

Para utilizar a VLC, os investigadores projetaram uma solução de iluminação inteligente para um ambiente industrial, onde a comunicação de dados é feita através da luz visível entre 400 e 800 terahertz (THz).

Funciona basicamente como uma forma avançada de código Morse – assim como um determinado padrão de traços pode transmitir uma mensagem secreta, ligar e desligar uma luz LED em velocidades extremas – e imperceptíveis a olho nu – pode ser um método usado para escrever e transmitir dados em código binário.

Infraestrutura

Além das velocidades potencialmente muito mais rápidas, como a luz não pode passar através das paredes, a rede torna-se muito mais segura e há menos interferências entre os dispositivos.

Apesar destes benefícios, o Li-Fi não deverá substituir completamente o Wi-Fi nas próximas décadas, já que as nossas casas, escritórios e edifícios industriais já estão equipados com infraestruturas para fornecer Wi-Fi, e substituir tudo com a tecnologia Li-Fi não seria particularmente viável.

Ao invés disso, as duas tecnologias podem ser utilizadas em conjunto para alcançar redes mais eficientes e seguras, e a mudança maior deverá ocorrer aos poucos.

Haas e a sua equipa já estão a trabalhar numa forma comercial da tecnologia, a PureLiFi, que oferece uma aplicação para acesso seguro à Internet sem fios com uma capacidade de 11,5 MB por segundo, o que é comparável a primeira geração de Wi-Fi.

A empresa Oledcomm também está no processo de instalação de sua própria tecnologia Li-Fi em hospitais franceses.

Dentro de alguns anos, o sonho de Haas pode tornar-se realidade.

“Tudo o que precisamos fazer é encaixar um pequeno microchip em cada dispositivo de iluminação potencial e este, então, vai combinar duas funcionalidades básicas: iluminação e transmissão de dados sem fios”, descreve o visionário numa palestra do TED Talks em 2011. “No futuro, não teremos apenas 14 mil milhões de lâmpadas – teremos 14 bilhões de Li-Fis implantados por todo o mundo para um futuro mais limpo, mais verde e ainda mais brilhante”.

HypeScience

PARTILHAR

RESPONDER

O colossal drone solar da Boeing vai voar em 2019

A Aurora Flight Sciences, subsidiária da Boeing, vai lançar em 2019 o seu drone solar Odysseus, que terá a capacidade voar durante meses de forma autónoma e o objectivo de dar acesso Internet a todo …

Justiça brasileira proíbe TV de divulgar inquérito sobre morte de Marielle Franco

A decisão judicial de proibir a emissão de reportagens sobre a investigação do assassinato da vereadora carioca responde a um pedido da polícia do Rio de Janeiro e do Ministério Público. A emissora afirma que …

Relatório revela 71 locais com elevado risco de inundações em Portugal

Portugal tem 71 zonas com elevado risco de inundação, de acordo com um relatório da Agência Portuguesa do Ambiente (APA) que analisou fenómenos extremos ocorridos, fazendo previsões para o futuro. O relatório "Avaliação Preliminar do Risco …

Cinco pessoas mortas por intoxicação de CO em Vila Real

Cinco pessoas da mesma família morreram este domingo, devido a uma intoxicação, no concelho de Sabrosa, distrito de Vila Real, adiantou à agência Lusa fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro de Vila Real. A …

O discurso de ódio já está em Portugal

O diretor da Amnistia Internacional Portugal, Pedro Neto, alertou, em entrevista à agência Lusa, para a presença do discurso de ódio em Portugal, apontando o combate à discriminação como o maior desafio atual dos direitos …

Menino francês suicida-se após castigo por usar telemóvel na escola

Um menino de 11 anos suicidou-se na cidade de Beausoleil, perto do Mónaco, no sul da França, depois de ter recebido um castigo no colégio por ter usado o telemóvel na sala de aula. A criança, …

X-59: A nova aeronave supersónica experimental da NASA entrou em produção

A Lockheed Martin iniciou a produção do avião supersónico experimental X-59, um contrato, encomendado pela NASA, no valor estimado de cerca de 230 milhões de euros. O X-59 surgiu como a solução da empresa norte-americana para …

Hitler abraçou uma menina judia. 85 anos depois, a foto foi a leilão

Uma foto de 1933 mostra o ditador nazi ao lado de uma menina de seis anos de idade cuja avó era judia. A imagem, com uma dedicatória assinada por Hitler, foi arrematada em leilão por …

A Ciência determinou o pior ano da história da Humanidade

A Ciência determinou: 536 d.C foi o pior ano para a Humanidade. Esta é a conclusão de um estudo levado a cabo por uma equipa de cientistas da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos. Se alguém …

Há uma nova explicação para a dependência do álcool

De acordo com um novo estudo, a dependência do álcool tem uma relação direta com as alterações climáticas: quanto mais frio é o clima e menos sol há, mais as pessoas tendem a consumir bebidas …