Autoridades japonesas levantam alerta de tsunami após sismo de 6,8

A Agência Nacional de Meteorologia do Japão levantou o alerta de tsunami dado, esta terça-feira, depois de um sismo de magnitude de 6,8 na escala de Richter na zona costeira do noroeste do país.

Segundo as autoridades, o alerta foi oficialmente anulado às 01h00 locais (17h00 em Lisboa), poucas horas depois do terramoto que atingiu grande parte do norte e do centro do Japão, sem provocar danos maiores ou ferimentos graves.

O Governo do Japão chegou a pedir aos residentes da zona que abandonassem as suas casas e procurassem refúgio na sequência do terramoto.

O sismo foi sentido na região às 22h22 locais (14h22 em Lisboa), com epicentro a dez quilómetros de profundidade, de acordo com a Agência Meteorológica do Japão.

Pelo menos duas réplicas foram registadas na zona, uma com magnitude de 3,8 graus e outra de 4 graus na escala de Richter.

O epicentro do sismo foi localizado no mar, próximo da costa noroeste do Japão e em frente ao limite das províncias de Niigata e Yamagata, com uma profundidade de dez quilómetros.

O Japão situa-se na junção de quatro placas tectónicas e é atingido todos os anos por cerca de 20% dos sismos violentos registados no planeta.

Os japoneses mantêm viva a memória do tsunami de 11 de março de 2011 que, depois de um sismo de intensidade 9 ao largo do arquipélago, causou a morte de 18.500 pessoas e provocou o acidente nuclear de Fukushima.

  // Lusa

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.