Leite de diabo-da-tasmânia mata superbactérias

(CC0/PD) pxhere

Staphylococcus aureus, uma bacteria resistente aos antibióticos

Staphylococcus aureus, uma bacteria resistente aos antibióticos

Uma nova pesquisa da Universidade de Sydney, na Austrália, revela que o leite de diabo-da-tasmânia poderia oferecer uma arma útil contra superbactérias resistentes a antibióticos.

O marsupial, também conhecido como diabo-da-tasmânia, produz um leite que contém peptídeos importantes capazes de matar bactérias de infeções difíceis de tratar.

Os especialistas acreditam que o animal evoluiu este cocktail para ajudar a sua prole a crescer mais forte.

Os cientistas querem chegar a novos tratamentos que imitem estes peptídeos, e estão a digitalizar o código genético do diabo-da-tasmânia, a fim de recriar os compostos que combatem as infecções.

A investigadora Emma Peel, que trabalhou na pesquisa, disse ter encontrado seis peptídeos importantes.

Experiência

Os investigadores acreditam que os marsupiais são bons para estudar porque os seus bebés têm que prosperar num ambiente relativamente sujo.

As mães diabo-da-tasmânia dão à luz depois de apenas algumas semanas de gravidez. A pequena prole, em seguida, passa os próximos quatro meses numa bolsa.

A equipa de Sydney recriou os seis peptídeos encontrados no leite do animal, testando-os em 25 tipos de bactérias e seis tipos de fungos.

Um dos peptídeos sintéticos – Saha-CATH5 – pareceu ser particularmente eficaz para matar a superbactéria Staphylococcus aureus resistente à meticilina.

Também conseguiu matar outra bactéria resistente, chamada Enterococcus, resistente à vancomicina, bem como fungos Candida, vulgarmente envolvidos em infecções da pele.

Os especialistas concordam que precisamos urgentemente de novos medicamentos para combater infecções resistentes a tratamentos.

Uma revisão recente da Organização Mundial da Saúde alertou que, se não forem tomadas medidas, as superbactérias podem matar uma pessoa a cada três segundos em todo o mundo em 2050.

HypeScience

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. É pra verem que a Natureza encontra sempre soluções para tudo. Se fossem espertos, há muito tempo que os cientistas deviam era ficar sossegadinhos. Andam a tentar que as pessoas vivam até aos 500 anos mas esquecem-se de resolver primeiro um problema de resolução aparentemente tão simples como é a superpopulação e o excessivo consumo de recursos.

    • Eugenicista.
      Problema de população?! Deixa-me rir!!! AHAHAHAHAHAH
      Vivemos num planeta SUPER abundante e com espaço para todos, o problema são as grandes corporações mundiais, essas sim, tratam mal do planeta! Vá ao busílis da questão e ponha as suas ideias em ordem e não se deixe influenciar por esses gananciosos!

      • Há espaço para todos dependendo de quantos são esses todos e se você pensa que o planeta é SUPER abundante como afirma os recursos não são inesgotáveis ou será você mesmo o ganancioso?.

RESPONDER

Fórmula 1 quer atingir emissões zero de CO2 até 2030

A Fórmula 1 pretende reduzir a zero as emissões de CO2 até 2030, com base num plano que pretende “pôr em marcha de imediato”, anunciou esta terça-feira a Federação Internacional do Automóvel (FIA). O plano divulgado …

A Tesla vai lançar a sua misteriosa pickup “cyberpunk” elétrica ainda este mês

A nova Tesla Cybetruck já tem data de lançamento após um longo tempo de espera. O fundador da empresa, Elon Musk, anunciou que a carrinha "pickup" será revelada no dia 21 de novembro. O anúncio foi …

Asteróide "potencialmente perigoso" aproxima-se da Terra esta quarta-feira

Um asteróide com 147 metros de diâmetro, caracterizado pela NASA como "potencialmente perigoso" vai aproximar-se da Terra esta quarta-feira. Em causa está o corpo rochoso UN12 2019, explica a agência espacial norte-americana, dando conta que o …

Encontrado submarino da II Guerra Mundial que esteve perdido durante 75 anos (devido a um erro de tradução)

Uma equipa de exploradores oceânicos privada encontrou na costa do Japão um submarino do exército norte-americano do tempo da II Guerra Mundial, que estava desaparecido há 75 anos por causa de um erro num dígito …

Uma casa esteve a afundar-se no Tamisa para alertar para a subida do nível dos oceanos

No passado domingo, quem passou junto ao rio Tamisa, em Londres, não deverá ter ficado indiferente à típica casa dos subúrbios ingleses que se afundava perto da Tower Bridge. Felizmente, de acordo com a agência Reuters, …

A defesa de Lage é a melhor do Benfica em quase 30 anos

A defesa de Bruno Lage leva apenas quatro golos sofridos em 11 jornadas, o que faz dela a melhor defesa do campeonato e a melhor do Benfica desde a temporada de 1990/1991, escreve o jornal …

OE2020. “Não vamos para negociar”, esclarece Jerónimo de Sousa

O PCP vai reunir esta quarta-feira com o Governo com vista ao Orçamento de Estado para 2020. Jerónimo de Sousa esclareceu esta terça-feira que os comunistas não vão para negociar, sendo "manifestamente exagerado dizer que …

Benjamin "morreu" enquanto cumpria pena de prisão perpétua. Agora está vivo e quer a liberdade

Um norte-americano, de 66 anos, que cumpre pena de prisão perpétua por ter espancado um homem até à morte em 1996, pretendia ser libertado, uma vez que o seu coração parou por breves instantes. Em 1996, …

“Máfia do Sangue”. Ministério Público deixa Octapharma fora da acusação

O Ministério Público (MP) deixou a farmacêutica Octapharma fora da acusação da operação "O Negativo" por considerar que o ex-administrador Lalanda e Castro montou um esquema de corrupção para a venda de plasma ao Serviço …

Rio Nilo tem 30 milhões de anos. É seis vezes mais antigo do que se pensava

Um grupo de cientistas estudou diferentes sedimentos do rio, incluindo as rochas vulcânicas da região planáltica da Etiópia, e fez simulações computacionais para traçar a vida do rio até ao passado mais longínquo, contabilizou agora …