Detetada legionella no IPO de Lisboa

(dr) Legionella Control International

Foi detetada legionella no Instituto Português de Oncologia (IPO) de Lisboa. Para já, não há registo de pessoas infetadas.

A notícia foi avançada pela TVI24, citando fonte hospitalar, que adiantou que hospital já tomou todas as medidas necessárias face ao caso e garantiu a segurança de todos os utentes e trabalhadores do IPO.

Ao jornal Público, o presidente confirmou que “a bactéria foi detetada em alguns sítios do hospital, no âmbito das inspeções de rotina, mas foram tomadas as devidas medidas e não há nenhum doente isolado, ninguém está à espera de ver se tem legionella”. João Oliveira informou que “a água quente foi reaberta, com filtrações necessárias”.

No entanto, apesar da confirmação, indicou que “não há nenhum surto de legionelose no IPO” e que “não há nenhum doente infetado, não há nenhum doente com suspeita de infeção”.

“O que aconteceu foi a deteção nas pesquisas normais que se fazem regularmente à presença de legionella na água quente” em alguns sítios do hospital, como já aconteceu noutras alturas, disse João Oliveira.

João Oliveira explicou que “é comum” haver legionella nos sítios em que haja água quente, nomeadamente em depósitos, seja nos hospitais ou em casa. “A existência da legionella na água é frequente, a existência de doenças por legionella, designadamente pneumonia, é rara”, frisou.

“E é isso que está a acontecer neste momento, nós detetámos legionella, como é quase impossível não detetar na água, mas não temos nenhum doente sequer que suspeitemos de doença provocada pela legionella”, disse João Oliveira.

Na sequência da deteção da bactéria, foram tomadas “todas as medidas de precaução” que estão preconizadas nas diretrizes, nomeadamente a colocação de filtros, juntar alguns elementos à água, além de estarem a ser feitos regularmente os choques térmicos que são aconselhados também nestas circunstâncias.

“Tomámos essas medidas nos sítios em que agora detetámos a legionella”, adiantou o presidente do IPO de Lisboa.

A bactéria legionella é responsável pela doença dos legionários, uma forma de pneumonia grave que se inicia habitualmente com tosse seca, febre, arrepios, dor de cabeça, dores musculares e dificuldade respiratória, podendo também surgir dor abdominal e diarreia.

A incubação da doença tem um período de cinco a seis dias depois da infeção, podendo ir até dez dias. A infeção pode ser contraída por via aérea, através da inalação de gotículas de água ou por aspiração de água contaminada. Apesar de grave, a infeção tem tratamento efetivo.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

OMS analisa possíveis primeiros casos de infeção de animais para o homem

A Organização Mundial de Saúde (OMS) admite que pelo menos três infeções por Covid-19 nos Países Baixos possam ser os primeiros casos conhecidos de transmissão do novo coronavírus dos animais para o homem, tendo martas …

Na Suíça, é possível estar em teletrabalho e a empresa pagar parte da renda

O Tribunal Federal da Suíça condenou uma empresa de contabilidade a pagar parte da renda de casa a um funcionário que se encontrava em teletrabalho. Segundo revelou na segunda-feira o swissinfo e o Tages-Anzeiger, citados pelo …

Governo negoceia até mais 35 milhões em apoios para agricultura

A ministra da Agricultura disse hoje que está em curso a negociação de medidas adicionais para apoiar o setor agrícola, face ao impacto da covid-19, através do Programa de Desenvolvimento Rural (PDR), que podem mobilizar …

Moro não assinou exoneração de ex-diretor da Polícia, admite Presidência do Brasil

A Secretaria-Geral da Presidência brasileira admitiu na segunda-feira que o agora ex-ministro da Justiça Sergio Moro não assinou o decreto de exoneração de Maurício Valeixo da direção-geral da Polícia Federal, confirmando a versão original do …

Norte foi região que mais contribuiu para aumentar produtividade do trabalho no país

O Norte foi a região que mais contribuiu para aumentar a produtividade laboral entre 2000 e 2017, crescendo 20% quando a Área Metropolitana de Lisboa subiu 3,3%, revelou na segunda-feira a Comissão de Coordenação e …

Vai nascer uma praia fluvial nas margens do Alqueva em 2021

Uma nova praia fluvial começou a ser construída nas margens do Alqueva, devendo começar a funcionar no verão do próximo ano. Uma nova praia fluvial começou a ser construída nas margens do Alqueva, junto à aldeia …

Câmara de Bragança vai ajudar com até 100 euros a pagar renda

As famílias mais vulneráveis do concelho de Bragança vão poder contar com um apoio financeiro até 100 euros mensais para pagar a renda. A Câmara de Bragança vai ajudar as famílias do concelho em situação vulnerável …

Parlamento chumba lay-off para sócios-gerentes, mas acaba com teto de faturação ao apoio

A Comissão de Economia chumbou, esta terça-feira, o alargamento do lay-off simplificado aos sócios-gerentes. Por outro lado, aprovou o fim do teto de faturação para aceder ao apoio a estes portugueses. A proposta do PSD, BE …

Comissão Europeia admite que Portugal fica "em desvantagem" nas ajudas estatais

Margrethe Vestager, vice-presidente executiva da Comissão Europeia, admite que países como Portugal, com menor capacidade orçamental do que Estados-membros como Alemanha ou França, fiquem “em desvantagem” nas ajudas estatais em altura de crise gerada pela …

Comissão aprova levantamento da imunidade parlamentar a José Silvano

Fontes parlamentares dizem que o também secretário-geral do PSD é arguido no processo das falsas presenças no Parlamento. Silvano afirmou ter sido informado da decisão de levantamento da imunidade e que “nada tinha a opor”. A …