Lavar a loiça ou fazer jardinagem ajuda idosos a viverem mais tempo

Bastam pequenas mudanças nos hábitos do dia-a-dia – como ar um passeio na rua, lavar a loiça ou fazer jardinagem – para aumentar a longevidade na população mais idosa, concluiu uma investigação de uma universidade norueguesa.

A conclusão não é nova, mas a investigação, que acompanhou 36 mil pessoas, reforça investigações anteriores: a atividade física, ainda que moderada, tem benefícios para a saúde, por contraste com uma vida sedentária. Ainda assim, de acordo com o jornal britânico The Guardian, o ideal são os exercícios mais intensos.

“Os idosos, que podem não ser capazes de fazer muita atividade de intensidade moderada, apenas por se movimentarem e fazerem atividades de intensidade leve” terão benefícios para a saúde, disse Ulf Ekelund, professor e autor do estudo publicado na Norwegian School of Sport Sciences.

Os investigadores concluem mesmo que um curto período de atividade intensa é tão benéfico quanto períodos mais longos de atividade de baixa intensidade.

A investigação foi realizada com base em oito estudos, num total de mais de 36 mil pessoas acompanhadas, com uma média de idades de 63 anos. Os intervenientes foram seguidos durante entre cinco e seis anos. Mais de 2.000 morreram durante esse período.

Os participantes, cuja atividade foi monitorizada com aparelhos eletrónicos, foram divididos em quatro grupos, consoante o tempo despendido em exercício físico, tendo sido aferido o risco de mortalidade com base em fatores como a idade, sexo, massa corporal e estatuto socioeconómico. O mesmo teste foi repetido quando estas pessoas se sujeitaram a diferentes níveis de intensidade de atividade física.

As conclusões foram claras para os investigadores: face aos que se ficaram pelos 200 minutos diários de atividade física de pouca intensidade, o grupo de pessoas que passou cerca de 258 minutos por dia a mexer-se apresentou um risco de morte inferior em 40%, valor que sobe para os 56% no caso dos que despenderam 308 minutos, e para 62% nos que fizeram exercícios durante 380 minutos diários.

No caso da atividade moderada a intensa, a tendência foi semelhante. Em comparação com os que conseguiram fazer exercício durante apenas 90 segundos por dia, os que chegaram aos 6 minutos apresentaram menos 36% de risco de morte, percentagem que aumenta para 48% naqueles que atingiram os 38 minutos diários.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Mais 13 mortes e 257 infetados. Regia de Lisboa concentra 90% dos novos casos

Portugal regista este sábado 1.396 mortes relacionadas com a covid-19, mais 13 do que na sexta-feira, e 32.203 infetados, mais 257, segundo o boletim epidemiológico divulgado pela Direção-Geral da Saúde. Registou-se um aumento de 0,8% no …

Recibos verdes e sócios-gerentes já podem pedir apoio relativo a maio

O formulário para os trabalhadores independentes e sócios-gerentes pedirem o apoio criado no âmbito da pandemia covid-19, relativo a maio, fica hoje disponível na Segurança Social Direta, podendo ser entregue até 9 de junho. O prazo …

Director nacional da PJ defende "recompensa garantida" para Rui Pinto

O director nacional da Polícia Judiciária (PJ), Luís Neves, realça a colaboração de Rui Pinto como tendo sido essencial para apurar a "verdade material" no caso de pirataria informática que o envolve e defende, por …

Lufthansa aceita condições do resgate. Vai ceder aviões e perder "slots"

O Governo da Alemanha e a Comissão Europeia (CE) chegaram a um acordo sobre o resgate da Lufthansa e que poderá evitar a falência da companhia aérea, anunciaram, na sexta-feira, fontes próximas das negociações e …

Chipre vai pagar despesas das férias a turistas que ficarem infetados no país

O Chipre vai pagar o custo das férias aos turistas que testaram positivo depois de viajarem para o país. Entre as despesas está o alojamento, a alimentação e os medicamentos. O Chipre comprometeu-se a pagar todas …

Tribunais vão vender máscaras a um euro. "É uma margem de lucro de 45 por cento"

Os tribunais vão ter máscaras cirúrgicas à venda para advogados e testemunhas, de modo a garantir que podem entrar nas salas de audiência a partir de quarta-feira, dia em que a Justiça retoma as sessões …

Julgamento BES. Ministério Público acredita que provas da Suíça ainda podem ser utilizadas

O jornal Público escreve este sábado que os procuradores do Ministério Público (MP) acreditam ainda ser possível utilizar os elementos solicitados nas cartas rogatórias enviadas às autoridades suíças no julgamento do caso BES. O Ministério …

Salários mais baixos podem passar a ter lay-off pago a 100%

O Governo está a estudar a possibilidade de o regime de lay-off, desenhado especificamente para o contexto da pandemia de covid-19, passar a ser pago na sua totalidade (100%) para quem tem salários mais baixos. …

Bronca na Liga. Contestação adia 5 substituições e o Marítimo recusa assinar Plano de Retoma

Após dois dias intensos de reuniões, foi aprovado o Plano de Retoma do campeonato nacional para a disputa das últimas 10 jornadas da época 2019/2020. Mas apenas 17 clubes o assinaram. O Marítimo recusou fazê-lo, …

Igreja perdeu 50 milhões de euros com a pandemia (e há dioceses em lay-off)

Ao cabo de dois meses de paragem por causa da pandemia de covid-19, as missas regressam, neste sábado, mas com regras novas para evitar a propagação do coronavírus. Uma paragem que resultou num "prejuízo" de …