Cientista encontra forma de criar um laser capaz de abrir um buraco no Universo

A tecnologia de laser pode atingir patamares impressionantes. Cientistas estão a tentar perceber como atingir uma potência na ordem dos petawatts, à qual nada sobrevive.

A ideia descrita no artigo publicado este mês na revista académica Physical Review Letters é que pode usar um espelho feito de plasma, o material ultra-quente encontrado no Sol, para focalizar o raio. O plasma é considerado o quarto estado da matéria, e é obtido a partir do sobreaquecimento dos gases.

Um espelho de plasma ajudaria a elevar a potência do feixe de energia. Além da matéria, acredita-se que o próprio tecido do espaço e do tempo poderia ser fragmentado. E tudo o que precisamos para chegar lá é um simples espelho.

Atualmente, o laser mais poderoso do mundo produz entre cinco e dez petawatts, e há planos para chegar aos 100 petawatts num futuro próximo.

Só que todo este poder destrutivo não é tão acessível quanto isso. Na verdade, a energia que cada um desses feixes de laser consome é algo como 5-5000 J, durante um tempo muito curto de tempo — entre um picossegundo e alguns femtossegundos. No entanto, o fluxo de energia é imenso.

Toda essa energia do laser é focada de modo a obter uma intensidade um pouco acima daquela necessária para criar um plasma. Ao atingirem um valor um pouco maior, e se a luz atingir apenas um eletrão, haverá energia suficiente para iniciar uma cascata de produção de elétrões-positrões a partir do vácuo.

Se a intensidade do laser subir um pouco mais, nem mesmo esse eletrão é necessário — a luz arrancará eletrões virtuais do vácuo, gerando cargas a partir do aparente nada do espaço vazio.

Contudo, chegar a essa intensidade, acima do laser mais poderoso do mundo, é muito difícil, porque falta um material que possa sobreviver tempo suficiente para focalizar a luz do laser. É aí que os espelhos de plasma entram.

A ideia é simples: quando a luz atinge o plasma, os eletrões são acelerados para frente e para trás, seguindo o campo elétrico da luz. Com isso, os eletrões absorvem e reemitem a luz na direção oposta. Por outras palavras, a luz reflete no plasma, que por sua vez tem como vantagem o facto de já ser uma matéria tão destruída. Por isso, o raio laser não pode danificar o espelho.

Inicialmente, pensava-se que os espelhos de plasma não poderiam atuar como um bom elemento de foco, mas com a ajuda de um supercomputador, novos modelos criados pelos cientistas mostraram que um espelho de plasma pode ser o caminho certo a seguir.

O investigador Henri Vincenti, autor do novo estudo, aproveitou estes avanços computacionais para adaptar este código e criar novas maneiras de aumentar a intensidade de alguns lasers.

O modelo de Vincenti é algo menos complicado do que parece. Os detalhes técnicos são relativamente simples e exigem um pulso a laser de baixa potência em terawatt para criar o espelho e, em seguida, basta atingi-lo com toda a potência disponível alguns picossegundos depois.

Isso é algo fácil para um laboratório de laser de alta potência. Resta agora esperar para ver se alguém está disposto a experimentar e então saberemos se, de facto, podemos fazer um buraco no espaço-tempo.

ZAP // Canaltech

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Medidas de contenção já salvaram 120 mil pessoas na Europa

As medidas de contenção adotadas por vários países europeus salvaram a vida de cerca de 120 mil pessoas na Europa, revela um novo relatório de investigadores britânicos. Um estudo do Imperial College London revela que as …

Ronaldo pode regressar a Manchester. PSG também está na corrida

O Manchester United pondera trazer Cristiano Ronaldo de volta ao clube. O internacional português também está a ser seguido atentamente pelo Paris Saint-Germain. Com a Juventus a enfrentar problemas financeiros devido à pandemia de covid-19, o …

Presidente da República prepara-se para renovar estado de emergência

O Presidente da República decide, esta quarta-feira, sobre o prolongamento do estado de emergência por novo período de 15 dias, com parecer do Governo que reunirá o Conselho de Ministros para esse efeito. A reunião do …

Fisco não se compromete com reembolsos rápidos do IRS

O prazo de entrega da declaração de IRS relativa a 2019 arranca esta quarta-feira e prolonga-se até 30 de junho. Neste momento, a Autoridade Tributária e Aduaneira não se compromete com reembolsos rápidos. De acordo com …

ASAE abre processos crime por preços de álcool, luvas e máscaras inflacionados em 400%

A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) abriu nove processos crime após encontrar situações em que os preços praticados de álcool, luvas e máscaras estavam inflacionados em 300% ou 400%. Estes são produtos maioritariamente usados …

Animais terrestres começaram a morrer muito antes da vida marinha no Permiano

Uma equipa internacional de geólogos e paleobiólogos descobriu evidências que poderão redefinir a linha do tempo estabelecida quando a vida começou a desaparecer na extinção do Permiano-Triássico. Há cerca de 252 milhões de anos, a grande …

Num clima de incerteza, Orçamento do Estado entra em vigor

O Orçamento do Estado para 2020 (OE2020) entra em vigor esta quarta-feira, depois de ter sido publicado ontem em Diário da República.  O documento foi promulgado, a 23 de março, pelo Presidente da República, depois de ter …

DGS admite 9.500 infetados, pico pode já ter ocorrido e Costa não descarta reabertura gradual das escolas

Na terça-feira, decorreu uma reunião à porta fechada que juntou o núcleo de especialistas da Direção-Geral de Saúde e do Instituto Ricardo Jorge com a elite política e os parceiros sociais. Alguns ficaram "otimistas", outros …

Os seus dentes podem contar a história da sua vida

Um novo estudo mostrou a forma como os nossos dentes podem ter sinais de eventos de vida e do nosso estilo de vida, desde o nascimento e dieta até tempos difíceis e a menopausa. A investigação …

Não há pautas. Notas do 2.º período vão ser enviadas diretamente aos alunos

As notas do 2.º período vão ser comunicadas diretamente aos alunos para salvaguardar a proteção de dados, uma vez que não se podem deslocar às escolas para consultar as pautas. O anúncio foi feito esta terça-feira …