Cientista encontra forma de criar um laser capaz de abrir um buraco no Universo

A tecnologia de laser pode atingir patamares impressionantes. Cientistas estão a tentar perceber como atingir uma potência na ordem dos petawatts, à qual nada sobrevive.

A ideia descrita no artigo publicado este mês na revista académica Physical Review Letters é que pode usar um espelho feito de plasma, o material ultra-quente encontrado no Sol, para focalizar o raio. O plasma é considerado o quarto estado da matéria, e é obtido a partir do sobreaquecimento dos gases.

Um espelho de plasma ajudaria a elevar a potência do feixe de energia. Além da matéria, acredita-se que o próprio tecido do espaço e do tempo poderia ser fragmentado. E tudo o que precisamos para chegar lá é um simples espelho.

Atualmente, o laser mais poderoso do mundo produz entre cinco e dez petawatts, e há planos para chegar aos 100 petawatts num futuro próximo.

Só que todo este poder destrutivo não é tão acessível quanto isso. Na verdade, a energia que cada um desses feixes de laser consome é algo como 5-5000 J, durante um tempo muito curto de tempo — entre um picossegundo e alguns femtossegundos. No entanto, o fluxo de energia é imenso.

Toda essa energia do laser é focada de modo a obter uma intensidade um pouco acima daquela necessária para criar um plasma. Ao atingirem um valor um pouco maior, e se a luz atingir apenas um eletrão, haverá energia suficiente para iniciar uma cascata de produção de elétrões-positrões a partir do vácuo.

Se a intensidade do laser subir um pouco mais, nem mesmo esse eletrão é necessário — a luz arrancará eletrões virtuais do vácuo, gerando cargas a partir do aparente nada do espaço vazio.

Contudo, chegar a essa intensidade, acima do laser mais poderoso do mundo, é muito difícil, porque falta um material que possa sobreviver tempo suficiente para focalizar a luz do laser. É aí que os espelhos de plasma entram.

A ideia é simples: quando a luz atinge o plasma, os eletrões são acelerados para frente e para trás, seguindo o campo elétrico da luz. Com isso, os eletrões absorvem e reemitem a luz na direção oposta. Por outras palavras, a luz reflete no plasma, que por sua vez tem como vantagem o facto de já ser uma matéria tão destruída. Por isso, o raio laser não pode danificar o espelho.

Inicialmente, pensava-se que os espelhos de plasma não poderiam atuar como um bom elemento de foco, mas com a ajuda de um supercomputador, novos modelos criados pelos cientistas mostraram que um espelho de plasma pode ser o caminho certo a seguir.

O investigador Henri Vincenti, autor do novo estudo, aproveitou estes avanços computacionais para adaptar este código e criar novas maneiras de aumentar a intensidade de alguns lasers.

O modelo de Vincenti é algo menos complicado do que parece. Os detalhes técnicos são relativamente simples e exigem um pulso a laser de baixa potência em terawatt para criar o espelho e, em seguida, basta atingi-lo com toda a potência disponível alguns picossegundos depois.

Isso é algo fácil para um laboratório de laser de alta potência. Resta agora esperar para ver se alguém está disposto a experimentar e então saberemos se, de facto, podemos fazer um buraco no espaço-tempo.

ZAP // Canaltech

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

Responder a Pedro Cancelar resposta

A supergigante Betelgeuse é mais pequena e está mais perto da Terra do que se pensava

De acordo com um novo estudo feito por uma equipa internacional de investigadores, podem ser necessários mais 100.000 anos até que a estrela gigante vermelha Betelgeuse morra numa explosão de fogo. O estudo, liderado pela Dra. …

Mulheres menos propensas à covid-19 por respeitarem mais o distanciamento social

Uma das razões pelas quais as mulheres podem ser menos vulneráveis ​​a infeção pelo novo coronavírus deve-se ao facto de serem mais propensas a aderir às políticas de distanciamento social, sugeriu uma nova pesquisa. Uma pesquisa …

Braga 3 - 0 AEK | Minhotos de gala conquistam atenienses

O Sporting de Braga iniciou a sua participação no Grupo G da Liga Europa com uma vitória. Na recepção aos gregos do AEK de Atenas, os minhotos mostraram ser muito mais equipa e ganharam por …

Capitalismo vai arruinar o planeta até 2050, alertam cientistas

Um grupo de cientistas alerta que se continuarmos com este capitalismo desenfreado, o nosso planeta vai sofrer consequências a nível climático e ambiental. Até 2050, o planeta Terra pode sofrer seriamente às mãos do capitalismo desenfreado. …

Os novos faróis inteligentes da Audi levam-no ao cinema sem sair do carro

Os novos faróis LED da Audi levam-no ao cinema sem sair do carro, já que são capazes de projetar imagens na estrada ou em paredes. A novidade é lançada na nova linha de SUVs elétricos da …

FC Porto foi "histriónico" e não se portou bem, escreve-se em Manchester

Jornal inglês alega que os elementos do FC Porto foram exagerados, turbulentos e não tiveram um comportamento adequado. Não há uma única palavra sobre o árbitro. Na manhã seguinte à derrota (3-1) do FC Porto em …

De passagem secreta a cemitério de carros. Túnel sob Nápoles "esconde" veículos enferrujados da II Guerra

No centro de Nápoles, em Itália, há veículos e motocicletas abandonados e enferrujados dos anos 1940 alinhados num túnel a mais de 30 metros abaixo dos seus pés. A Piazza del Plebiscito foi nomeada após uma …

Primeira ministra islandesa interrompida por um terramoto quando dava uma entrevista em direto

Um terramoto de magnitude 5.6 interrompeu uma entrevista em direto da primeira ministra islandesa ao The Washington Post. Mas Katrin Jakobsdottir reagiu à situação de forma tranquila: "Isto é a Islândia". Katrin Jakobsdottir estava a dar …

O voo mais longo do mundo está de volta (e agora é ainda mais longo)

O voo da Singapore Airlines que partia de Singapura com destino até Nova Iorque, foi uma das vítimas do covid-19 e ficou suspendo a 23 de março. Agora, é possível viajar nesta rota novamente, e …

Obras de cinco museus de Berlim vandalizadas no início do mês

Sarcófagos egípcios, pinturas do século XIX e esculturas em pedra de três dos principais museus de Berlim foram atacados com uma substância líquida oleosa a 3 de outubro, dia em que se festejaram os 30 …