/

O “lago rachado” de Taiwan é famoso nas redes sociais (mas esconde uma realidade sombria)

3

O Lago Sol Lua já foi um ponto turístico popular de Taiwan. Porém, agora, o fundo do lago “rachado” é famoso por um motivo sombrio: uma das piores secas que atingiu a ilha em décadas.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

O leito do lago ressecado, com fendas que serpenteiam pelo chão, chamou a atenção dos influencers, que viajaram até ao local para tirar fotografias visualmente cativantes do terreno e publicá-las nas suas redes sociais.

No entanto, segundo conta o The New York Times, a situação é terrível.

Os moradores locais têm rezado ao deus Matsu por chuva depois de uma seca de um mês ter evaporado os reservatórios da ilha. Em algumas partes do lago, começou a crescer relva e molhes que normalmente flutuam estão presos na lama seca.

Sem água, os barcos de turismo ficam parados. “O nosso negócio está a menos 90% do que no ano passado”, disse Wang Ying-shen, presidente de um grupo de empresários que alugam barcos a visitantes.

As chuvas nos sete meses anteriores a fevereiro foram menos de metade da média histórica, depois de nenhum tufão ter atingido Taiwan em 2020, pela primeira vez em 56 anos, segundo o Governo.

As autoridades consideram a seca a pior em mais de meio século em Taiwan, que está a pressionar a indústria de semicondutores da ilha. Mais de 90% da capacidade de fabricação mundial dos chips mais avançados está em Taiwan.

Os agricultores que precisam de inundar os arrozais para cultivar arroz, raiz de lótus e outras safras sedentas foram duramente atingidos. “As flores e sementes de lótus que plantei não produzem bem”, disse Chen Chiu-lang, um agricultor na cidade de Tainan, no sul, num arrozal seco.

As famílias em áreas sob restrições de nível superior ficam sem água dois dias por semana. Incluídas estão a segunda maior cidade de Taiwan, Taichung, com 2,8 milhões de habitantes; Hsinchu, uma das maiores empresas globais de fabricação de semicondutores; e Tainan e Kaohsiung no sul.

O ministro da Economia, Wang Mei-hua, alertou que as restrições podem ser aumentadas.

As autoridades estão a perfurar poços extra e aviões militares estão a despejar produtos químicos que semeiam nuvens, na esperança de provocar chuvas torrenciais.

O ministério da Economia alocou 2,5 milhões de dólares de Taiwan (72 milhões de euros) em março para perfurar poços e construir instalações de dessalinização de água do mar.

  Maria Campos, ZAP //

3 Comments

  1. “aviões militares estão a despejar produtos químicos que semeiam nuvens, na esperança de provocar chuvas torrenciais.”

    Mas os chemtrails nao existem…. certo??

    • A tecnologia de aplicar químicos sobre as nuvens para que elas descarreguem a água é usada há muitas décadas. Não tem nada a ver com o que apregoas os maluquinhos das teorias de conspiração, de que estamos a ser envenenados com aviões comerciais. Será necessário eu perder o meu tempo para explicar isto?

    • Naaaa…existem lá agora!
      Isso é tudo invenção dos negacionistas e do movimento anti-vacinas.
      O Pai Natal é que tinha razão…

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.