/

Erupção de La Palma. Cães salvos por um grupo misterioso

Um grupo misterioso – que se auto-denomina A-Team – afirma ter resgatado vários animais “presos” devido à erupção do vulcão Cumbre Vieja em La Palma, nas Canárias.

De acordo com o jornal britânico The Guardian, as tentativas de usar drones para salvar um grupo de cães “presos” pela erupção vulcânica parecem ter acontecido tarde demais. Isto porque um misterioso grupo já tinha resgatado os animais, recorrendo a métodos bastante menos tecnológicos.

A erupção do vulcão Cumbre Vieja – que começou a 19 de setembro – destruiu mais de duas mil propriedades, forçou a evacuação de mais de 7.500 pessoas e devastou as plantações de bananas de La Palma.

Além disso, o desastre fez com que vários cães na cidade de Todoque ficassem “presos” e uma equipa de especialistas da Aerocamaras chegou à ilha na semana passada para preparar uma operação de busca e salvamento, utilizando drones para largar alimentos e, depois de os animais se habituarem à presença dos aparelhos, levá-los por via aérea até um local seguro.

Mas a primeira busca realizada com os drones, na semana passada, não revelou qualquer sinal de presença dos animais. Tudo o que descobriu foram pegadas humanas.

Na quinta-feira, foi publicado um vídeo online que sugeria que os cães já tinham sido salvos. “Mantém-te forte, La Palma! Os cães estão bem”, lia-se num cartaz.

O recado estava assinado pela A-Team e o vídeo mostrava várias fotografias de cães.

Vimos o vídeo e confirmámos que é real, tal como as pegadas que encontrámos”, disse Jaime Pereira, o chefe executivo da Aerocamaras.

“O mais importante é que, de uma forma ou de outra, os cães saíram” e estão a salvo, continuou.

Pereira disse ainda que as suas equipas tinham visto o cartaz através das imagens dos drones, mas que não o tinham conseguido ler porque se tinha virado com o vento.

Percebemos que algo de estranho se estava a passar porque tínhamos verificado todas as áreas onde poderiam ter estado mas não encontrámos nada”, disse.

“Tudo o que queremos fazer agora é ver os cães, verificar se estão bem – e certificarmo-nos de que são realmente aqueles de que estávamos à procura”, concluiu.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Os membros da A-Team podem ter optado pelo anonimato para evitar qualquer punição por se aventurarem na zona de exclusão para resgatar os cães.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE