“Impertinente” e “dilatório”. Juiz não perdoa insistência do Benfica no caso dos emails

O Benfica foi multado em 204 euros pela insistência dos advogados do clube em pedirem o segredo dos emails que foram divulgados no Porto Canal e em vários sites, com um puxão de orelhas do juiz no arranque do julgamento em que os encarnados pedem uma indemnização de 17,7 milhões de euros ao FC Porto.

O requerimento do Benfica, onde se pretendia que os emails do clube não fossem discutidos em audiência pública, foi definido pelo juiz como “impertinente” e “dilatório”, conforme cita o Jornal de Notícias.

“Estão preocupados com o segredo do negócio, mas já viram mais de 30 gigas de segredos de negócio divulgados”, chegou a dizer o magistrado Paulo Teixeira, de acordo com o mesmo diário.

Em causa estão emails que foram inicialmente divulgados no Porto Canal pelo director de Comunicação do FC Porto, Francisco J. Marques, e que depois foram publicados em vários sites na Internet.

Os advogados do Benfica pretendiam que os emails fossem usados, apenas, como prova a seu favor no processo movido contra o FC Porto, onde se reclama uma indemnização pela divulgação dos mesmos.

Associar Benfica a “polvo como o Apito Dourado”

No início do julgamento da acção cível, o director de comunicação do Benfica, Luís Bernardo, assinalou em tribunal a “estratégia montada pelo FC Porto“, com a divulgação dos emails, com o intuito de associar os ‘encarnados’ a um “polvo como o Apito Dourado”.

Segundo Luís Bernardo, a divulgação dos emails confidenciais, “de forma programada”, obedeceu a uma “estratégia de desgaste” que prejudicou o Benfica em mais de 17 milhões de euros, dos quais 200 mil só no departamento de comunicação.

Luís Bernardo considerou ser “óbvio e claro” que essa estratégia foi delineada pela estrutura dirigente do FC Porto e que o director de comunicação do clube “assumiu o compromisso” de a executar.

Este responsável destacou também que os árbitros começaram a ter “medo” de marcar faltas a favor do clube da Luz.

O Benfica imputa ao FC Porto responsabilidades por “danos de imagem”, causados pela divulgação dos e-mails, atribuindo ainda co-responsabilidades ao presidente do clube, Pinto da Costa, aos administradores Fernando Gomes e Adelino Caldeira, a Francisco J. Marques e à FCP Média, empresa detentora do Porto Canal.

A SAD encarnada alega que a divulgação dos e-mails afectou a credibilidade do clube, prejudicando os seus interesses comerciais e chegando a provocar a queda de cotação das acções da SAD na bolsa.

O FC Porto alega que se limitou a divulgar informação de interesse público e que as mensagens de correio electrónico em causa revelam práticas deturpadores da verdade desportiva.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Pois… mas no caso EDP o juiz mandou destruir os emails trocados entre os meliantes. Justiça a dois tempos ou justiça da idade da pedra? O juiz é do FCP!

RESPONDER

Haaland tem cinco namoradas e meio mundo atrás dele (mas pode seguir o caminho da Red Bull)

Apesar do interesse de grandes clubes do futebol mundial, Haaland pode seguir o trilho da Red Bull e transferir-se para do Salzburg para o Leipzig. O norueguês é uma das maiores jovens promessas da atualidade. Erling …

PSD pondera propor fim dos debates quinzenais e torná-los mensais

O PSD está a ponderar apresentar uma proposta para acabar com os debates quinzenais com o primeiro-ministro e torná-los mensais. A proposta passa também pela substituição de um desses "duelos" atuais por um debate temático …

Segunda vítima mortal nos protestos de Hong Kong. Xi Jinping condena manifestações

O quarto dia consecutivo de protestos ficou marcado pela morte de um homem de 70 anos. Esta é a segunda vítima mortal desde o início das manifestações em Hong Kong. De acordo com a imprensa internacional, …

Governo prepara dois novos escalões de IRS para a classe média

O primeiro-ministro afirmou esta quinta-feira que o objetivo do Governo no próximo Orçamento é dar “um primeiro passo” para conferir uma maior progressividade no IRS e diminuir o peso deste imposto sobre os vencimentos da …

Dois procuradores do caso Tancos vão sair do DCIAP

Os procuradores Vítor Magalhães e João Valente, da equipa que investigou o caso Tancos, vão sair do Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP) no âmbito do movimento de magistrados do Ministério Público (MP), …

Cerca de 40% dos hospitais têm ruturas diárias de medicamentos

Os preços "excessivamente baixos dos medicamentos genéricos" são a causa mais importante identificada pelos hospitais para as ruturas de fornecimento. Quase 40% dos hospitais do Serviço Nacional de Saúde (SNS) indicam ter diariamente ruturas no fornecimento …

Secretário de Estado: despenalizações como a que absolveu o Benfica vão terminar. "Será inapelável"

João Paulo Rebelo assegurou que a entrada em vigor da lei de combate à violência no desporto evitará situações como a que levou à recente anulação do castigo imposto ao Benfica. O secretário de Estado da …

Morales quis dialogar. Presidente interina da Bolívia mandou-o calar-se

O ex-Presidente Evo Morales ofereceu-se para regressar à Bolívia para "ajudar a pacificar o país, não para ser candidato", mas Jeanine Añez, que assumiu a presidência interina do país, respondeu que Morales não pode participar …

Cientistas reconstruiram a cara mutilada de uma guerreira Viking

Um esqueleto encontrado num cemitério Viking em Solør, na Noruega, tinha sido identificado como sendo de uma mulher há vários anos, mas os especialistas não tinham a certeza se tinha sido verdadeiramente uma guerreira. Agora, a …

Banco de Portugal vai pagar ao Estado valor recorde em dividendos em 2020

O Banco de Portugal deverá pagar ao Estado cerca de 550 milhões de euros em dividendos em 2020. Este é o montante que está em cima da mesa, mas ainda é prematuro calcular o valor. A remuneração …