Jovens italianos vão receber 500 euros do Governo para gastar em cultura

O Governo italiano decidiu oferecer um bónus de 500 euros a todos os jovens italianos, ou residentes legais no país, que façam 18 anos em 2016.

“Por cada euro destinado à segurança, deve ser investido mais um euro na cultura”, afirmou o primeiro-ministro italiano, Matteo Renzi, em novembro de 2015, citado pela ABC.

Nessa altura, o governante apresentou um pacote de investimento de dois mil milhões de euros para distribuir entre medidas de combate ao terrorismo e promoção da cultura.

Uma iniciativa destacou-se à partida no discurso de Renzi: oferecer um bónus de 500 euros a quem atingisse a maioridade no ano seguinte.

Agora, a ideia foi finalmente aprovada pelo Parlamento italiano, sendo o próximo dia 15 de setembro o ponto de partida para este projeto.

Todos os jovens italianos, ou residentes legais no país, que façam 18 anos em 2016 vão então receber esta “prenda” do Governo, que espera beneficiar cerca de 575 mil jovens.

O voucher pode ser descarregado através da Internet e pode ser usado em livros, bilhetes de cinema, concertos ou peças de teatro, entradas em museus ou parques nacionais até 31 de dezembro de 2017.

“A iniciativa envia uma mensagem clara aos nossos jovens, lembrando-os de que a comunidade os acolhe quando atingem a maioridade”, afirmou Tommaso Nannicini, subsecretário do Governo italiano, em declarações ao Corriere della Sera, citado pelo jornal espanhol.

“Também lembra quão importante é o consumo cultural, tanto para enriquecimento pessoal como para o fortalecimento da nossa sociaedade”, acrescentou.

No entanto, a iniciativa excluiu o setor da música, algo que não agradou ao presidente da Federação da Indústria Musical de Itália Enzo Mazza, destaca o El Mundo.

Num artigo assinado na versão italiana do Huffington Post, o responsável considera uma “descriminação” do Governo o facto de não se poder usar o voucher para comprar discos e músicas, tanto em formato físico como digital.

Inicialmente, esta ideia do Governo recebeu algumas críticas por ser considerada apenas uma “ação política” e que pretendia apelar ao voto destes jovens que agora já podem ir às urnas.

Apesar disso, a medida foi muito bem recebida pela comunidade jovem do país.

ZAP

PARTILHAR

RESPONDER

Pandemia fez com que quase metade dos portugueses poupe menos

Quase metade dos portugueses (48%) afirma poupar menos devido ao impacto da pandemia, embora mais de um terço assuma que a crise sanitária está a ter um efeito positivo nos seus gastos, segundo um estudo …

"Ministra da Insensibilidade Social". CDS pede a demissão de Ana Mendes Godinho

O CDS criticou este sábado a reação da ministra a Solidariedade Social à morte de 18 idosos num lar em Reguengos de Monsaraz e considerou que Ana Mendes Godinho desvaloriza o impacto da pandemia nos …

Esgotos de dois milhões de portugueses monitorizados para prever segunda vaga de covid-19

Os esgotos de dois milhões de portugueses estão a ser monitorizados para detetar a eventual presença do vírus da covid-19 e prever uma nova vaga. O Jornal de Notícias avança este sábado que a análise está …

Covid-19. Mais 198 infetados e 3 mortes em Portugal

Portugal registou nas últimas 24 horas mais 198 casos de infeção por covid-19 e três óbitos, de acordo com o boletim epidemiológico publicado pela Direção-Geral da Saúde (DGS). O boletim epidemiológico Direção-Geral da Saúde (DGS) desde …

Média já divulgaram publicidade institucional (mas Estado ainda não lhes pagou)

O Sindicato dos Jornalistas lamentou esta sexta-feira que o Governo não tenha disponibilizado os 15 milhões de euros relativos à compra antecipada de publicidade institucional, vincando que o executivo está em dívida com as empresas …

Autoridades admitem que extrema-direita vá vigiar manifestações antifascistas de domingo

A Frente Unitária Antifascista anunciou que vai organizar no próximo domingo duas manifestações - uma Lisboa (Praça Luís de Camões) e outra no Porto (Avenida dos Aliados). O mote é a luta contra o fascismo. Estas manifestações …

Marcelo não entende por que Portugal continua na "lista negra" do Reino Unido (e leu os relatórios de Reguengos)

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, disse, em declarações transmitidas pela RTP3, que não entende porque é que Portugal continua na "lista negra" do Reino Unido. Em declarações transmitidas pela RTP3 a partir de …

Estado só recuperou 21% dos créditos tóxicos do BPN

O Estado apenas recuperou 21% dos créditos tóxicos do Banco Português de Negócios, que derivaram da nacionalização da instituição bancária em 2008. Até final de 2019, o Estado só conseguiu recuperar 21% da carteira de créditos …

Novas matrículas "só" vão durar 45 anos (por causa das palavras obscenas)

O novo formato de matrículas entrou em vigor a 2 de março. As novas matrículas vão durar menos tempo do que poderiam porque não serão usadas combinações “que possam formar palavras ou siglas que se …

Novo lay-off conta apenas com 1% das adesões do simplificado

O sucedâneo do lay-off simplificado conta apenas com 1.268 adesões nas primeiras duas semanas. Este valor é apenas 1% do número de empresas que acederam ao primeiro apoio. Nas primeiras duas semanas desde a sua implementação, …