Jovem que matou violador vai ter de pagar indemnização de 150 mil dólares à família

3

Twitter

Pieper Lewis (E) e Zachary Brooks (D).

A adolescente norte-americana Pieper Lewis, de 17 anos, foi condenada pelo tribunal a pagar uma indemnização de 150 mil dólares à família do homem que a violou quando esta tinha apenas 15 anos de idade.

A jovem foi originalmente acusado de homicídio em primeiro grau pelo assassinato de Zachary Brooks, de 37 anos, em junho de 2020. Lewis matou o homem com 30 facadas. Um tribunal da Iowa tinha condenado a jovem a cumprir 20 anos de prisão.

Esta terça-feira, segundo o jornal The Guardian, a sentença foi revertida. Ainda assim, além dos cinco anos de pena suspensa, Pieper terá de pagar uma indemnização de 150 mil dólares à família de Zachary Brooks.

O tribunal norte-americano disse “não ter outra opção” que não obrigar a adolescente a pagar uma indemnização, salientando que é obrigatória sob uma lei estadual que foi confirmada pela Supremo Tribunal de Iowa.

Um antigo professor de Lewis, Leland Schipper, está a organizar uma campanha de angariação de fundos na página GoFundMe, que na quarta-feira já tinha ultrapassado o valor pretendido. O objetivo era angariar 200 mil dólares e, até ao momento, já vai em quase 350 mil dólares.

“Uma criança que acabou por ser atacada por homens com o dobro da sua idade que trocaram o seu corpo por drogas. Esses homens assaltaram fisicamente, violaram e traficaram Pieper em várias ocasiões. No dia 1 de junho de 2020, Pieper chegou ao limite e matou um dos homens que a explorou e violou, esfaqueando-o até à morte”, recorda o seu antigo professor.

“O nosso sistema está estragado. Serão necessárias décadas de advocacia e eleição de pessoas comprometidas em repensar e reimaginar o nosso sistema de justiça criminal, especialmente o nosso sistema juvenil, para reparar o sistema. Enquanto isso, Pieper precisa de nós agora. Se você puder, por favor, doe para ajudar Pieper!”, lê-se na descrição da campanha de angariação de fundos.

Na altura dos crimes, Pieper vivia na rua depois de problemas com a mãe adotiva. A adolescente diz ter sido raptada por um grupo de homens para tráfico sexual, no qual Brooks estaria envolvido.

“As minhas intenções nesse dia não eram sair à rua e tirar a vida de alguém. Na minha cabeça, eu não estava segura e senti-me em perigo – o que resultou nestes atos”, disse Pieper no julgamento.

  Daniel Costa, ZAP //

3 Comments

  1. O infeliz que impõe uma pena insana para que a víctima indemnize o agressor, merece que a sua familiar mais próxima seja alvo de uma acção dez vezes pior de algum outro parvo. Ainda falam em “justiça dos homens”….

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.