Jovem dá à luz gémeos 120 dias após morte cerebral

(dr)

Frankielen da Silva Zampoli

Frankielen da Silva Zampoli

Em morte cerebral, a jovem Frankielen da Silva Zampoli foi mantida viva durante 120 dias, no estado brasileiro do Paraná, para dar à luz gémeos.

A brasileira tinha 21 anos e estava grávida de gémeos quando teve uma hemorragia cerebral. A família e os médicos do Hospital Nossa Senhora do Rocio, em Campo Largo, na Região de Curitiba, decidiram mantê-la viva, mesmo depois da morte cerebral, para salvar os dois bebés, que nasceram esta segunda-feira.

Foram 123 dias de batalha pela vida. Frankielen chegou ao hospital com uma hemorragia grave no cérebro e, três dias depois, os médicos declararam a morte cerebral.

A jovem não tinha mais hipóteses de viver, mas, dentro dela, batiam mais dois corações: o de Azaphi e o de Ana Vitória. A gestação estava apenas no início, portanto os médicos tinham o desafio de manter o corpo da mãe a funcionar, para que os dois bebés se desenvolvessem normalmente.

“Precisávamos de manter a pressão adequada da mãe, a oxigenação adequada e manter todo o suporte hormonal e nutricional”, explica o médico Dalton Rivabem.

Cada minuto, cada avanço, cada resposta: foi uma gravidez monitorizada 24 horas por médicos, enfermeiros, nutricionistas, fisioterapeutas e outros profissionais da saúde.

Frankielen foi atendida pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Entre os cuidados, estava uma ecografia todos os dias. O principal desafio, contam os médicos, era fazer com que os bebés sentissem o afeto que a mãe não podia dar. Para isso, família e os médicos acariciavam a barriga da jovem, conversavam e cantavam para os bebés.

“Trouxemos canções para as crianças. Cantávamos: Nós amamos vocês, um dia de cada vez”, conta a musicoterapeuta Érika Checan.

Foi no hospital, cercada de carinho, que Frankielen ficou durante os sete meses de gravidez e até os médicos não poderem esperar mais. Os bebés nasceram com a saúde compatível com a de prematuros.

Agora, os bebés estão isolados porque precisam de muitos cuidados, principalmente por causa do risco de infeção. Ana Vitória, que nasceu com 1,4 quilos, é maior do que o irmão Azaphi, que veio ao mundo com 1,3 quilos.

Os médicos dizem que ainda é cedo para dizer se os gémeos vão ficar com alguma sequela, mas o histórico dos bebés aponta para uma boa recuperação.

“Foi um momento muito bom, de muita felicidade, dia após dia. Lá dentro, a felicidade transborda, dá ânimo às nossas vidas. Não tem preço. Da minha esposa, vai ficar a saudade e a aprendizagem”, explica o pai, Muriel Padilha.

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Emocionante, grandioso, admirable y muchas palabras más para describir este acontecimiento.La Ciencia , la labor y empeño de médicos y personal que acompañó y cuidó de todos los detalles para que este milagro provocado fuera posible. ¡¡¡ A todos muchos aplausos.!!!!
    Y a esos bebés que encuentren en el seno familiar todo el amor y contención necesaria para que crezcan sanos y felices. Al descubrir la posibilidad de nacer y crecer que esa madre les generó , mismo desde esa situación, casi artificial, más la querrán y agradecerán. También , por supuesto a la Ciencia y los Médicos que lo hicieron posible.

    • Cara Teresa,
      Obrigado pelo reparo. Na realidade, os gémeos nasceram após 7 meses de “gravidez”, mas a mãe foi mantida viva por 120 dias. Está corrigido.

RESPONDER

Rio abre o jogo sobre o futuro do PDS. Não se recandidata se fizer "igual, pior ou muito pouquinho melhor"

Líder social-democrata deu a conhecer o que é, para o próprio, um bom resultado nas próximas autárquicas, recusou-se a falar sobre as movimentações internas no PSD, expôs o papel do partido na votação do OE …

Nuno Espírito Santo admite que "muita coisa correu mal", mas não escapa às críticas

O Tottenham saiu derrotado por 3-0 do embate com o Chelsea. Nuno Espírito Santo reconheceu os problemas na equipa, que foi duramente criticada por Roy Keane. O Chelsea manteve-se no comboio dos líderes da Liga inglesa, …

Críticas às novas tabelas da ADSE em várias áreas da Saúde

A nova tabela da ADSE, que entrou em vigor a 01 de setembro, tem enfrentado críticas de vários setores da Saúde, desde dentistas a nutricionistas, principalmente pelos valores atribuídos a alguns atos, exclusões e restrições. A …

Cuba é o primeiro país a vacinar crianças a partir dos dois anos

Depois de um drástico aumento de casos e mortes em crianças, a estratégia de vacinação em Cuba mudou. Com o objetivo de ter mais de 90% dos 11 milhões de habitantes imunizados até Dezembro, as autoridades …

Penálti que deu vitória ao Sporting devia ter sido repetido

Um penálti convertido por Pedro Porro deu a vitória, este domingo, ao Sporting. Especialistas entendem que a grande penalidade devia ter sido repetida. O Sporting CP conquistou uma vitória sofrida, este domingo, após derrotar o Estoril …

Marques Mendes: Governo vai abrir discotecas e acabar com limite à lotação no comércio e restaurantes

Marques Mendes considera também que a task force para a vacinação deve ser extinta em Outubro e que em Dezembro deve ser decidida uma terceira dose para os cidadãos acima de 65 anos. No seu habitual …

OE2022: Governo negocia englobamento obrigatório de rendimentos no IRS

O englobamento obrigatório de rendimentos no IRS é uma medida que está incluída no programa do Governo e é um dos temas de grande interesse no núcleo comunista. O assunto está a ser negociado no …

Falcao marcou mas o protagonista foi o árbitro: "Já nem sei quem viu amarelo"

Falhas na comunicação com os outros árbitros e confusão numa suposta expulsão, após 13 cartões amarelos: um jogo que Cordero Vega não vai esquecer. Radamel Falcao estreou-se neste sábado pelo Rayo Vallecano e já terá reunido …

Descoberta de ossos com mais de 120 mil anos pode revelar a primeira evidência de uma fábrica de roupa

Uma equipa de arqueólogos encontrou aquela que pode ser a primeira evidência de uma fábrica de roupa. A descoberta foi feita numa caverna em Marrocos e foi datada de há cerca de 120 mil anos. Emily …

Câmaras de videovigilância nas ruas portuguesas disparam em oito anos

Desde que foram autorizadas pela primeira vez em território nacional, os sistemas de videovigilância com recurso a câmaras nos espaços públicos tem sido cada vez mais requisitado pelas forças de segurança. Em 2009 foi autorizada pelo …