Filhas de José Eduardo dos Santos pedem protecção policial para o pai. Médicos querem desligar as máquinas

(dr) Bruno Fonseca / 4SEE

José Eduardo dos Santos com a filha, Isabel dos Santos, na fila de trás, e com a actual mulher, Ana Paula dos Santos.

Isabel dos Santos e Tchizé dos Santos, filhas do ex-presidente angolano José Eduardo dos Santos que está em coma numa clínica em Barcelona, avançaram com um pedido de protecção para o pai no âmbito das suspeitas de envenenamento.

As duas filhas mais mediáticas do antigo presidente de Angola “apresentaram formalmente o pedido para que o pai seja protegido pelas autoridades no Centro Médico Teknon”, em Barcelona, Espanha, como avança a SIC Notícias.

Esta posição de Isabel dos Santos e Tchizé dos Santos surge depois de terem sido levantadas suspeitas de envenenamento.

Entretanto, as filhas de Zédu, como é habitualmente conhecido em Angola o antigo presidente do país, querem também impedir que as máquinas de suporte de vida do pai sejam desligadas.

Tchizé dos Santos revela à SIC Notícias que os médicos da clínica privada de Barcelona “estão a tentar convencer a família” a desligar as máquinas. “Parece-me que em Espanha existem leis da eutanásia e outro tipo de situações, que a família deve desligar as máquinas, deve autorizar os médicos ou pedir aos médicos para desligar as máquinas”, conta a ex-deputada do MPLA no Parlamento angolano.

“Eu, como filha, nunca irei permitir que ninguém desligue máquinas de um pai vivo, que tem o coração a bater normalmente, um coração que está bom, não teve ataque cardíaco, não teve AVC, tem a tensão boa”, refere ainda Tchizé dos Santos.

A antiga deputada acusa a clínica de “sequestrar José Eduardo dos Santos e antecipar-lhe a morte” e também lança farpas ao actual presidente de Angola, João Lourenço, realçando que quer “retirar benefícios políticos do caso”.

Note-se que é o Estado angolano quem está a pagar os custos do internamento de Zédu na clínica que é considerada de luxo.

Queixa por falta de socorro

Na mira de Tchizé dos Santos está ainda a actual mulher do ex-presidente angolano, Ana Paula dos Santos. A antiga deputada acusa a madrasta de querer “acelerar” a morte do pai de 79 anos.

Entretanto, Tchizé dos Santos também vai apresentar uma queixa por falta de socorro ao pai, como avança a CNN Portugal, notando que a ex-deputada “suspeita dos eventos” do dia em que José Eduardo dos Santos foi internado.

A filha de Zédu também vai pedir uma segunda opinião médica sobre o seu estado de saúde, de acordo com a mesma fonte.

Em comunicado, a família do antigo presidente angolano assumiu que este tem um quadro clínico “crítico e delicado”, apresentando “complicações neurológicas que resultaram da paragem cardiorrespiratória” que sofreu.

Zenu autorizado pela justiça angolana a visitar o pai

A contas com a justiça angolana, José Filomeno dos Santos, outro filho de José Eduardo dos Santos, deverá ser autorizado a viajar até Barcelona para visitar o pai.

Zenu, como é mais conhecido, foi condenado a cinco anos de prisão por crimes praticados enquanto presidente do Fundo Soberano de Angola (FESA) no chamado “caso dos 500 milhões”. Ele recorreu da sentença, mas tem o passaporte retido pela justiça.

Contudo, a Procuradoria-Geral da República de Angola e o Tribunal de Luanda deverão devolver-lhe o documento e levantar as medidas de coacção que recaem sobre ele, segundo apurou o Jornal de Negócios.

Nas redes sociais, alguns angolanos falam deste cenário como “um passaporte” para a fuga de Zenu à justiça.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.