Sporting e Póvoa: jornada com desacatos no basquetebol

Acusações de insultos racistas no jogo entre Oliveirense e Sporting. Acusações de agressões depois do Póvoa-Lusitânia.

A principal Liga portuguesa de basquetebol volta a aparecer nas notícias por causa de confusões. Depois da final conturbada da última época entre Sporting e FC Porto, e da falta de comparência do FC Porto já nesta temporada, agora aparecem confusões em dois jogos realizados no mesmo dia, no domingo passado: Oliveirense-Sporting e CD Póvoa-Lusitânia.

Comecemos por Oliveira de Azeméis, onde o Sporting ganhou o «jogo grande» da jornada, por 78-67. Os campeões nacionais estão no quinto lugar mas com menos três jogos disputados do que o líder CAB Madeira. A Oliveirense está no 10.º posto mas com menos quatro jogos do que os madeirenses.

Já no pavilhão foi visível a confusão entre adeptos da equipa da casa e a comitiva visitante. Mais tarde, Micah Downs escreveu que ouviu insultos racistas ao longo do jogo.

“O que aconteceu esta noite foi nojento. Os adeptos da Oliveirense gritaram e gesticularam numa atitude de extremo racismo. Chamaram os meus companheiros de macacos. O que vão fazer, Federação Portuguesa de Basquetebol?”, questionou o jogador do Sporting, na sua página no Twitter.

Diogo Ventura, também atleta do Sporting, comentou no Instagram: “Atitudes racistas não têm lugar no desporto! A partir deste triste momento, o jogo de hoje deixou de fazer sentido. A vitória de hoje ficou completamente em segundo plano!”

E publicou um vídeo com o momento «quente»:

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Uma publicação partilhada por Diogo Ventura (@d.ventura9)

 

O Sporting reagiu oficialmente, nesta segunda-feira. Repudia “de forma veemente os insultos racistas sofridos pelos atletas”, pede à Federação Portuguesa de Basquetebol e à Oliveirense para combaterem comportamentos discriminatórios e centra-se também no presidente da Oliveirense.

Horácio Bastos, em entrevista à rádio Renascença, acusou Travante Williams de provocar os adeptos locais, disse que o que aconteceu foi “uma coisa simples e normal” e assegurou que os insultos não foram racistas.

“Agora também isso está na moda e a qualquer momento falam em racismo, numa situação qualquer, ou outra esporádica que aconteça. Não foi o caso, portanto, penso que não haverá qualquer tipo de problema”, comentou o presidente da Oliveirense.

O Sporting classifica estas palavras como “irresponsáveis e inaceitáveis”.

CD Póvoa nega agressões

Mais a Norte, na Póvoa de Varzim, um jogo equilibrado terminou com a vitória do Lusitânia por 80-77, com confusão dentro do pavilhão e com queixas de alegadas agressões a jogadores da equipa açoriana.

O Clube Desportivo da Póvoa já publicou um comunicado, no qual garante: “Nenhum atleta do SC Lusitânia foi agredido por qualquer adepto do CD Póvoa antes, durante ou após o jogo. Qualquer acusação contrária, dará ao CD Póvoa a legitimidade de agir judicialmente.”

Tal como no caso da Oliveirense, o clube poveiro informa que um jogador do Lusitânia provocou jogadores e adeptos do CD Póvoa. “Tudo o que se seguiu foi consequência disso”, lê-se.

O CD Póvoa deixa ainda elogios ao “excelente trabalho e a célere intervenção” dos seguranças presentes no seu pavilhão, informa que se tem sentido “desrespeitado” ao longo das últimas três épocas, mas indica que vai aguardar “serenamente” o desenvolvimento do processo disciplinar.

  Nuno Teixeira, ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.