Enquanto Flamengo afasta regresso de Jorge Jesus, o “Galo” vem ao ataque

Rodrigo Antunes / Lusa

O treinador benfiquista afasta o cenário de uma saída precoce do Estádio da Luz. O Flamengo rejeita o regresso de Jorge Jesus, enquanto o Atlético Mineiro manifesta o seu interesse.

Jorge Jesus foi categórico: “Não vou sair por pé nenhum, não me sinto responsável por esta crise do Benfica”, disse o treinador na conferência de imprensa de antevisão ao jogo com o Arsenal, esta quinta-feira.

Por sua vez, Luís Filipe Vieira apenas admite a saída de Jorge Jesus caso seja o próprio a demitir-se, evitando o pagamento de uma indemnização choruda.

Enquanto isso, a imprensa brasileira vai especulando um eventual regresso do técnico ao país. O jornalista Pedro Henrique Torre, da ESPN, sugere que Jesus veria com bons olhos o regresso ao Flamengo. No entanto, o clube descarta essa possibilidade.

“Seria de um amadorismo, uma burrice sem tamanho. Desculpe, não sou burro, nem amador”, disse o vice-presidente do Flamengo, Marcos Braz, citado pelo portal UOL.

A verdade é que o Flamengo atravessa um bom momento de forma e está a apenas um jogo de se sagrar bicampeão pelas mãos de Rogério Ceni. Apesar de ser contestado por alguns adeptos do ‘Fla’, o antigo guarda-redes tem o voto de confiança de Marcos Braz.

O emblema do Rio de Janeiro joga esta quinta-feira contra o São Paulo para a última jornada do Brasileirão. O Internacional está a dois pontos da liderança e, caso vença, o Flamengo não tem outra hipótese senão ganhar o jogo desta noite.

Com o Flamengo fora da corrida por Jorge Jesus, é o Atlético Mineiro quem sonda o treinador benfiquista. Face à saída de Jorge Samapoli do comando técnico, o atual terceiro classificado do campeonato equaciona avançar por Jorge Jesus, embora também esteja de olho noutro português: Marco Silva.

O clube já terá inclusive contactado Bruno Macedo, empresário do treinador do Benfica. Todavia, ao que tudo indica, ambos os treinadores preferem manter-se na Europa, deixando o continente sul-americano para segundo plano.

  Daniel Costa, ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.