Identificado jogo de tabuleiro egípcio usado para comunicar com os mortos há 3.500 anos

Um cientista identificou um antigo jogo de tabuleiro egípcio, conhecido como tabuleiro Senet, que terá servido para comunicar com os mortos há 3.500 anos.

A peça faz parte da coleção do Museu Egípcio Rosacruz em San Jose, no estado norte-americano da Califórnia, e pode dar uma nova visão sobre a evolução do jogo no início do Novo Reino do Egito, frisa a nova investigação, cujos resultados foram recentemente publicados na revista científica especializada The Journal of Egyptian Archaeology.

De acordo com os textos antigos citados na investigação, citados pelo Russia Today, acreditava-se que o Senet oferecesse um vínculo com a vida após a morte.

Segundo os registos, estes painéis surgiram pela primeira vez há cerca de 5.000 e serviam, num momento inicial, como uma forma de entretenimento. Contudo, 700 anos após a sua invenção, a arte fúnebre do Antigo Egito começou a apresentar imagens que mostravam a pessoa que tinha falecido a jogar Senet contra adversários vivos.

Walter Cris, autor principal do estudo, acredita que o tabuleiro de San Jose pode refletir os primeiros momentos em que o tabuleiro foi redesenhado.

Senet significa “passar” e o arqueólogo considera que esta palavra poderia estar a referir-se à conotação religiosa do jogo em que o “ba” (força animada de seres falecidos) passa pelo “duat” (o submundo onde o espírito do falecido deveria deambular) ou à mecânica do jogo, onde as peças eram movimentadas de um lado para o outro.

Este é um dos jogos de tabuleiro antigos mais estudados pelos cientistas, mas há ainda muitas incógnitas por resolver. É composto por 30 quadrados dispostos num padrão de três por dez, sendo geralmente construído com madeira, marfim, louça ou uma combinação destes três materiais.

ZAP ZAP //

 

 

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

    • Caro John,
      Este seu comentário deixa-nos um pouco desorientados.
      Procurámos algum comentário seu que não tivesse sido publicado — não fosse o Akismet, ou um editor, te-lo enviado para o cantinho onde guardamos o spam. Em vão, só encontrámos comentários seus publicados.
      Ora, isso torna o seu presente comentário um disparate — com lugar cativo de pleno direito no tal cantinho do spam.
      Mas se para lá o enviássemos, o comentário deixaria de ser disparate, e voltaria a ganhar direito à luz do sol aqui onde o lemos.
      Enfim, paradoxos. Pelo menos é divertido.

RESPONDER

Sporting 2-1 Santa Clara | Super-Coates volta a ser herói

Arrancado a ferros… à campeão? O Sporting esteve a poucos segundos de registar o terceiro empate em casa, perante um Santa Clara que não foi em nada inferior aos “leões” e até conseguiu ser superior em …

Os gatos demonstram ser menos leais do que os cães (mas pode haver uma razão)

Ainda existe um estereótipo sobre a diferença entre cães e gatos. Normalmente as pessoas associam os cães a animais amorosos e leais, enquanto os gatos são tidos como distantes e indiferentes. Um novo estudo pode …

O mistério do "lago dos esqueletos" na Índia intriga cientistas há décadas

O Roopkund, localizado na parte indiana dos Himalaias, é um lago glacial com centenas de ossos humanos. E ninguém sabe como foram lá parar. Em 1942, um guarda florestal revelou ao mundo a existência deste lago …

A fronteira mais importante da China é imaginária: a Linha Hu

A Linha Hu, também conhecida como linha Heihe-Tengchong, é uma linha imaginária que divida a China em duas partes com áreas quase iguais. Estende-se da cidade de Heihe até Tengchong. Desenhada pela primeira vez em 1935, …

Algumas pessoas moram em aeroportos durante meses (ou até mesmo anos)

Aeroportos não servem de casa apenas para os sem-abrigo. Há pessoas que, involuntariamente ou não, ficam lá durante meses e, em alguns casos, até mesmo anos. Em janeiro, as autoridades de Chicago prenderam um homem de …

Senado da Carolina do Sul aprova fuzilamento como método de execução

Com esta decisão, a Carolina do Sul poderá converter-se no quarto estado do país a incorporar este método de execução de pena de morte, depois do Utah, Oklahoma e Mississípi. De acordo com a agência noticiosa …

"Oxigénio tornou-se ouro". Criminosos lucram com a sua escassez no México

A pandemia de covid-19 deixou a Cidade do México a atravessar uma grande escassez de oxigénio médico. Criminosos estão a aproveitar para lucrar com a situação. A capital mexicana registou um pico de infeções e hospitalizações …

Meteorito do tamanho de um damasco caiu em França (e os astrónomos precisam de ajuda para encontrá-lo)

Os entusiastas do Espaço estão a ser instados a procurar um meteorito do tamanho de um damasco que caiu no fim de semana passado no sudoeste de França.  O meteorito, com peso estimado em 150 gramas, …

Professora pediu a alunos para fingir que eram escravos e escreverem carta para África

Uma professora de uma escola secundária no Mississippi, nos Estados Unidos, está a ser alvo de críticas devido a uma fotografia de um trabalho de casa divulgada nas redes sociais. Foi pedido aos alunos do 8.º …

Obra de Churchill que pertencia a Angelina Jolie vendida por valor recorde

O quadro pintado pelo antigo primeiro-ministro britânico foi vendido por 8,3 milhões de libras. A pintura foi um presente de Winston Churchill para o presidente dos Estados Unidos, Franklin D. Roosevelt, e agora foi leiloada …