Jogar às escondidas revela maturidade das crianças

Criança a jogar às escondidas

Antes que comece a pensar: “Mas as crianças nem sabem brincar às escondidas”, só porque se escondem ao tapar a cara com as mãos, fique a saber que está errado.

Assim como não é totalmente correta a teoria de alguns psicólogos do desenvolvimento de que aquele é um sinal do egocentrismo típico dos mais pequenos. Ou seja, de que, nas idades pré-escolares, as crianças não teriam capacidade para distinguirem as suas perspetivas dos pontos de vista dos outros. Por isso é que acham que não vendo os outros, os outros não a vêem.

É que segundo uma nova investigação, realizada na Universidade da Califórnia do Sul (USC, em inglês), nos Estados Unidos, a teoria cai um pouco por terra. A brincadeira das escondidas é até um sinal de uma “maturidade” extraordinária dos mais novos.

Durante experiências realizadas em laboratório com crianças e adultos, os investigadores detetaram que os mais novos têm a “crença genuína de que a outra pessoa não pode ser vista, ouvida, ou abordada quando os seus olhos, ouvidos ou boca são obstruídos”, conforme revelam os autores do estudo, Henrike Moll e Allie Khalulyan, num artigo no site ‘The Conversation’.

“Apesar do facto de a pessoa em frente a elas estar bem visível [e a tapar os olhos com as mãos], elas negavam sem rodeios serem capazes de a ver”, afiançam os dois investigadores da USC.

Moll e Khalulyan concluem que “parece que as crianças jovens consideram o contacto mútuo dos olhos um requisito para uma pessoa ser capaz de ver a outra”, indo ao encontro da “ideia da bio-direccionalidade” e do pensamento “só posso ver-te se me conseguires ver também”.

“Quando uma criança se esconde cobrindo a cabeça com um lençol, esta estratégia não é resultado do egocentrismo”, ela “simplesmente insiste no reconhecimento e olhar mútuos”.

Esta aparente “exigência de reciprocidade” das crianças é a prova de que afinal não são nada egocêntricas, mas que parecem revelar uma postura “extraordinariamente madura” que pode até “ser considerada inspiracional”, dizem os autores do estudo.

“Os adultos podem querer olhar para estes pré-escolares como exemplos-modelo quando se trata de entender e de se relacionar com outros humanos”, escrevem, notando que as crianças parecem assim “primorosamente conscientes de que todos partilhamos uma natureza comum como pessoas que estão em constante interacção com os outros”.

ZAP // Move

PARTILHAR

RESPONDER

Governo vira-se para Rio para mudar a lei e garantir o novo aeroporto

O Governo está a preparar uma alteração à Lei para evitar que o projecto do novo aeroporto do Montijo seja chumbado. Uma medida que passará, necessariamente, pela necessidade de um entendimento entre PS e PSD …

"Entretenimento saudável". Santa Casa desvaloriza estudo sobre raspadinhas

O Departamento de Jogos da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa desvalorizou a investigação da Universidade do Minho que aponta para o vício das raspadinhas. Esta sexta-feira, um artigo científico publicado na The Lancet alertou para …

"Diga-lhe para ligar ao FBI". Autocarro com a cara do príncipe André circula em Londres

Um autocarro escolar, com a cara do príncipe André, andou a circular por Londres, esta sexta-feira, numa campanha da advogada Gloria Allred para pressionar o filho da Rainha a falar com o FBI. Esta sexta-feira, um autocarro …

Suspeito de terrorismo ouvido em tribunal (com o juiz a recusar ver os seus vídeos por não ter Internet)

O arguido Rómulo Costa, um dos oito portugueses acusados por financiamento ao terrorismo e recrutamento, adesão e apoio ao Estado Islâmico, foi interrogado, esta sexta-feira, na fase de instrução do processo que vai decorrer no …

FC Porto recorre do castigo de um jogo à porta fechada

O FC Porto vai recorrer do castigo de um jogo à porta fechada, aplicado pelo Conselho de Disciplina (CD) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) por ofensa a um agente desportivo. "O FC Porto vai recorrer …

Moita Flores investigado por corrupção. Antigo PJ fala em "coincidência" com empréstimo aos filhos

Francisco Moita Flores, antigo inspector da Polícia Judiciária e ex-presidente da Câmara de Santarém, está a ser investigado por suspeitas de corrupção. Há transferências de dinheiro de uma construtora para empresas a que esteve ligado …

SOS Animal vai constituir-se assistente no processo contra João Moura

A SOS Animal anunciou, esta sexta-feira, que se vai constituir assistente no processo criminal contra o cavaleiro tauromáquico detido, na quarta-feira, por suspeitas de maus-tratos a cães em Monforte, no distrito de Portalegre. Em comunicado, a SOS …

SMS de Rangel revelam teia de corrupção na Relação de Lisboa. Juiz Vaz das Neves tem empresa contra a lei

O ex-presidente do Tribunal da Relação de Lisboa, Luís Vaz das Neves, que foi constituído arguido na Operação Lex, tem uma empresa que se dedica à arbitragem extrajudicial de conflitos, o que constitui uma violação …

Presidente da PwC esteve em Lisboa para controlar danos do Luanda Leaks

O presidente mundial da PricewaterhouseCoopers (PwC) esteve em Lisboa, há duas semanas, para controlar os danos provocados pelo caso Luanda Leaks. Bob Moritz, presidente mundial da PricewaterhouseCoopers (PwC), esteve em Lisboa, há duas semanas, para perceber até …

CM Lisboa vai negociar avenças em parques para moradores da envolvente da Baixa

O presidente da Câmara de Lisboa afirmou, esta sexta-feira, que a autarquia irá tentar acordar com os operadores dos parques de estacionamento da envolvente da Zona de Emissões Reduzidas da Baixa-Chiado a criação de "avenças …