João Soares contesta escolha de Pereira Gomes para as “secretas”

Manuel de Almeida / Lusa

-

O deputado e ex-ministro socialista defendeu, esta terça-feira, que o embaixador José Júlio Pereira Gomes deveria “renunciar já” à nomeação para secretário-geral do Sistema de Informações da República Portuguesa (SIRP).

“O senhor embaixador Pereira Gomes deveria renunciar, já, à possibilidade de vir a ocupar tal cargo. Facilitando ao senhor primeiro-ministro a tarefa de escolha de alguém para exercer aquelas funções”, escreveu João Soares na sua conta no Facebook.

Para João Soares, o diplomata, cuja nomeação é contestada pela ex-embaixadora de Portugal em Jacarta Ana Gomes, “não teve, infelizmente, um comportamento exemplar durante a crise timorense, bem pelo contrário”.

“Na minha opinião, o senhor embaixador Pereira Gomes não ‘quis protelar a decisão de partir [de Timor-Leste] até ao último momento’, bem pelo contrário”, acrescentou, citando, para o efeito, os testemunhos de dois jornalistas, Luciano Alvarez e José Vegar.

O deputado e ex-ministro da Cultura justificou esta posição também pela experiência de ter desempenhado, durante três anos, as funções de membro do Conselho de Fiscalização do SIRP, afirmando que respeita e admira o trabalho dos oficiais de informações dos serviços.

Na quinta-feira, a ex-embaixadora de Portugal em Jacarta e atual eurodeputada do PS Ana Gomes afirmou ao DN que ficou “muito surpreendida e apreensiva” com a escolha de Pereira Gomes pelo abandono de Timor-Leste em 1999, onde era chefe de missão portuguesa de observação.

A socialista referiu que, “não estando em causa o percurso profissional, falta a Pereira Gomes o perfil psicológico”.

“Tenho dúvidas de que o embaixador Pereira Gomes tenha capacidade para aguentar situações de grande pressão. Não inspira confiança e autoridade junto dos seus subordinados nos serviços de informações”, disse a eurodeputada, adiantando que já informou “quem de direito” do porquê da sua “apreensão”.

Horas depois, o diplomata reafirmou, numa carta ao DN, que deixou Díli por ordem do Governo.

No dia seguinte, o Público noticiou a apreensão do PSD, que tinha sido previamente consultado pelo primeiro-ministro, António Costa, com a escolha de Pereira Gomes.

Ainda na sexta-feira, o primeiro-ministro, António Costa, manifestou confiança no diplomata para o desempenho das funções de secretário-geral das ‘secretas’, explicando que foi isso que o levou a convidá-lo para o cargo.

No sábado, o líder do PSD, Passos Coelho, disse que o partido está atento às objeções que tem merecido a escolha do novo chefe das ‘secretas’, mas sublinhou não querer acrescentar nada que possa “adensar a polémica”.

Já hoje, o ministro dos Negócios Estrangeiros português defendeu que o novo secretário-geral do Serviço de Informações é uma “muito boa escolha” e mostrou-se confiante em que “todos os esclarecimentos serão dados” e “todas as questões serão esclarecidas”.

“Na minha opinião [José Júlio Pereira Gomes] é uma muito boa escolha [para secretário-geral do Sistema de Informações da República Portuguesa] e agora aguardamos tranquilamente a audição parlamentar”, disse Augusto Santos Silva à margem de um simpósio em que participou em Madrid.

O responsável governamental confirmou que o seu Ministério recebeu “no início desta semana” um pedido de informação da Comissão Parlamentar de Assuntos Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias sobre o chefe indigitado das ‘secretas’ portuguesas, estando os serviços que tutela “a proceder à pesquisa sobre os documentos, para serem entregues à Assembleia da República”.

// Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Em Chernobyl, estão a desaparecer "as memórias que as pessoas deixaram para trás"

Chernobyl é, atualmente, a maior atração internacional da Ucrânia e o novo presidente, Volodymyr Zelenski, já apresentou um projeto para trazer ainda mais turistas. No entanto, estão a desaparecer "as memórias que as pessoas deixaram …

Huawei afirma que a tecnologia 6G vai estar disponível daqui a 10 anos

O CEO da Huawei, Ren Zhengfei, assinalou, durante uma entrevista à CNBC, que a sua empresa está a trabalhar em redes móveis 6G, que estarão completamente desenvolvidas daqui a 10 anos.   "Trabalhámos em 5G e 6G …

Nazismo e comunismo classificados em pé de igualdade pelo Parlamento Europeu

No passado dia 19 de setembro, a União Europeia colocou comunismo e nazismo em pé de igualdade, depois de aprovar no Parlamento Europeu uma resolução condenando ambos os regimes por terem cometido "genocídios e deportações …

Conselho da Europa teme que polícia de Malta tenha “recusado provas” no caso da jornalista assassinada

Daphne Galizia era jornalista, acompanhava casos de corrupção no país e foi assassinada há dois anos. Pieter Omtzigt, relator do Conselho da Europa responsável pelo caso, diz que a abordagem da polícia e dos …

Itália quer mudar sede da final da Liga dos Campeões

A Itália quer que a final da Liga dos Campeões deste ano, marcada para o Estádio Olímpico Atatürk Olympic, mude de sede. Os últimos dias não têm sido fáceis para a UEFA. Depois dos incidentes racistas …

CNN coloca broa portuguesa entre os 50 melhores pães do mundo

A propósito das celebrações do Dia Mundial do Pão, que se celebra esta quarta-feira, a CNN fez uma lista com os 50 melhores pães do mundo e um deles é a broa portuguesa. A broa conhecida …

CP lança nova campanha: Lisboa-Porto por cinco euros e mais descontos até 80%

Há 10.300 bilhetes a custos muito reduzidos, anunciou a CP – Comboios de Portugal esta terça-feira. A nova campanha garante viagens nos comboios de longo curso Alfa Pendular e Intercidades “com 80% de desconto”, abrangendo …

"Níveis recorde". Glaciares suíços perderam 10% do seu volume nos últimos cinco anos

Os glaciares suíços perderam 10% do volume nos últimos cinco anos, a maior redução em cem anos, alertou esta terça-feira a Academia Suíça das Ciências. A Academia baseia-se nas medições feitas pelos peritos do painel intergovernamental …

Caso BPN. Relação condena dois dos absolvidos e agrava penas a outros dois

O Tribunal da Relação de Lisboa condenou esta quarta-feira dois dos três arguidos absolvidos no processo principal da falência do BPN, Ricardo Oliveira e Filipe Nascimento, e agravou as penas a dois dos 12 arguidos …

Operação Éter. Hermínio Loureiro entre as dezenas de autarcas arguidos

Hermínio Loureiro, ex-presidente da Câmara de Oliveira de Azeméis, está entre as dezenas de atuais e antigos autarcas que foram constituídos arguidos no âmbito da Operação Éter. Este processo levou à prisão preventiva do antigo presidente …