João Ferreira começou o dia a falar de habitação. E acabou a distribuir exemplares da Constituição aos mais jovens

theleft_eu / Flickr

O candidato presidencial apoiado pelo Partido Comunista Português (PCP), João Ferreira.

O candidato presidencial apoiado pelo PCP defendeu, este domingo, que o Presidente da República deve usar de todos os seus poderes para tentar que seja criada uma nova lei da habitação, tema que considera ser “um grave problema” nacional.

“O Presidente da República deve usar de todos os seus poderes e de toda a sua influência para salientar a urgência de uma nova lei“, defendeu João Ferreira, intervindo numa sessão sobre direito à habitação, na sociedade Voz do Operário, no centro de Lisboa.

O candidato comunista sublinhou que o Presidente da República não pode “olhar para o lado” e “ser alheio a esta realidade”, considerando que a habitação “tem de ser encarada como aquilo que é: um grave problema nacional”.

Para João Ferreira, o atual e anteriores Presidentes da República deviam ter-se empenhado nesta questão, não promulgando a lei do arrendamento urbano, “muito conhecida como a lei dos despejos“, que em conjunto com os vistos gold formou a “tempestade perfeita”.

“Com esta lei, em sintonia com os chamados vistos gold, com os benefícios fiscais para residentes estrangeiros, criou-se a tal tempestade perfeita de desregulamentação do mercado de arrendamento, de favorecer o crescimento do investimento financeiro no setor imobiliário, conduzindo a uma autêntica catástrofe para milhares e milhares de famílias, muitos despejados”, afirmou.

Segundo o candidato apoiado pelo PCP e pelo PEV, o parque habitacional em Portugal “ultrapassa em 700 mil fogos o número de famílias”, o que, para si, significa que o problema está em “políticas erróneas”.

“Aquilo que temos em Portugal é a concretização, na prática, do velho sonho liberal de deixar ao mercado a resolução dos problemas”, afirmou o comunista, sublinhando que o Presidente da República “não se pode resignar” perante milhares de famílias com problemas no acesso à habitação.

Antes da sua intervenção, foram ouvidos diversos testemunhos, entre os quais o de Romão Lavadinho, presidente da Associação de Inquilinos Lisbonenses, que disse que em Portugal apenas 2% da habitação é pública, enquanto noutros países ronda os 30%.

Falando no problema das rendas especulativas, Romão Lavadinho exemplificou que arrendar um T2 com 50 metros quadrados em Lisboa não fica abaixo de 1100 euros, o que é incomportável para a maioria dos portugueses.

Ao início da tarde, João Ferreira esteve com trabalhadores de uma superfície comercial na capital lisboeta. Em frente ao El Corte Inglés, o comunista apontou os problemas que enfrentam os trabalhadores com filhos neste novo confinamento, uma vez que os ATL estão fechados.

Segundo o semanário Expresso, este foi mais um exemplo para o candidato recordar a Constituição, pois esta “está do lado dos trabalhadores” no direito ao trabalho, mas também à conciliação da vida familiar e profissional.

Durante a sua intervenção, o comunista foi ainda questionado sobre se o Governo devia requisitar os serviços dos privados na Saúde, devido à situação caótica provocada pela pandemia. João Ferreira considerou que sim, “todos os meios devem ser mobilizados”.

Depois, o candidato apoiado pela CDU esteve presente, em Loures, numa sessão dedicada ao movimento associativo popular com a Associação de Moradores de Santo António dos Cavaleiros.

Contra os “valores individualistas que alguns querem fazer prevalecer, virando cidadãos contra cidadãos e cidadãos contra instituições” e a favor do “espírito de comunidade”, o eurodeputado lembrou o artigo da Constituição que garante o direito a constituir organizações de moradores, avança o jornal.

João Ferreira teve ainda tempo para debater a saúde mental dos jovens e das crianças, num encontro online no qual ouviu especialistas e psiquiatras sublinhar a importância de “acabar com a divisão entre saúde física e mental“.

O candidato acabou mais um dia de campanha no mercado do forno do tijolo, também em Lisboa, onde falou com jovens sobre as suas lutas, desde os direitos LGBT, os direitos das mulheres e os da defesa do ambiente (e onde acabou a distribuir exemplares da Constituição portuguesa).

  ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Portugueses comem duas vezes mais do que o recomendando

Os portugueses consumiram, em média, duas vezes mais calorias do que o recomendando para um adulto entre 2016 e 2020, ano em que a pandemia provocou uma redução do consumo de alimentos diário, mas ainda …

Aos 95 anos, a rainha Isabel II terá de abdicar da sua bebida favorita

A monarca foi aconselhada pelos médicos a abdicar do seu habitual martini de fim de dia, em antecipação a uma fase de agenda especialmente preenchida. Com 95 anos, a rainha Isabel II tem tido uma semana …

Médicos vão avaliar estado mental do atacante da Noruega

A investigação ao ataque com arco e flecha que na quarta-feira fez cinco mortos na Noruega reforçou, até agora, a tese de um ato devido a doença, anunciou hoje a polícia norueguesa. “A hipótese que foi …

Há mais de 100 anos, o Hawai teve uma monarquia - mas a força da princesa Ka'iulani não chegou para a preservar

Antes de morrer, com apenas 23 anos, a princesa Victoria Ka'iulani foi a última herdeira da coroa havaiana. A jovem era uma das últimas esperanças em manter a monarquia viva, mas nem a sua determinação …

Preço da luz no mercado regulado deverá subir 0,2% em 2022

O preço da eletricidade para os consumidores do mercado regulado deverá subir 0,2% no próximo ano face à média do ano em curso, segundo a proposta da Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE) hoje anunciada. “Para …

Governo recua e anuncia redução de imposto sobre combustíveis. Gasolina desce dois cêntimos e gasóleo um

Com a subida abrupta do preço dos combustíveis, o Governo anunciou esta sexta-feira à tarde que irá reduzir o ISP. Na prática, ao consumidor isto significa que o preço da gasolina vai baixar dois cêntimos …

Bolsonaro admite que chora sozinho na casa de banho

Num encontro organizado pela igreja evangélica Comunidade das Nações, em Brasília, na quinta-feira, o Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, admitiu que costuma chorar na casa de banho. “Quantas vezes eu choro na casa de banho, em …

Jogadores em greve no Brasil, presidente no Estádio da Luz

Crise financeira grave no Cruzeiro, jogadores não apareceram para treinar e o presidente estava em Portugal. O plantel do Cruzeiro não apareceu no treino marcado para a tarde desta quinta-feira. Na véspera, os jogadores já tinham …

"É devastador": os millenials que querem ter filhos, mas não têm condições financeiras

Têm três empregos, querem mudar de carreira ou estão a mudar-se para zonas distantes para ter alojamento mais acessível. Assim é a vida dos millenials, que fazem tudo para juntar dinheiro suficiente para sustentar uma …

Milionário Robert Durst condenado a prisão perpétua por matar melhor amiga

O tribunal de Los Angeles condenou o excêntrico milionário de 78 anos a pena perpétua, sem possibilidade de liberdade condicional, pelo homicídio em primeiro grau de Susan Berman (o equivalente a homicídio qualificado), segundo a …