Jejum intermitente pode ser tão eficaz na perda de peso como outras dietas

O jejum intermitente pode ser tão eficaz na perda de perda de peso como outras dietas alimentares, sugere um estudo piloto da Universidade Queen Mary, em Londres, que contou com a participação de 50 voluntários obesos.

O jejum intermitente consiste numa “janela alimentar”, fora da qual as pessoas não consomem alimentos. Nesta investigação, por exemplo, os voluntários fizeram todas as suas refeições diárias num período de oito horas, mas este regime alimentar pode ser feito em janelas mais longas de 10, 12 ou até 24 horas.

De acordo com a nova investigação, cujos resultados foram publicados na PLOS One, o jejum intermitente é um plano simples, fácil de seguir e os resultados na perda de peso são tão satisfatórios quanto os conseguidos com dietas mais complexas.

Para chegar a esta conclusão, a equipa de especialistas da universidade londrina acompanhou os 50 participantes durante 12 semanas. Durante este período, os investigadores fizeram contactos semanais com os voluntários via telefone e estes compareceram a uma clínica para serem pesados às 6 e 12 semanas.

Quase 60% dos participantes ainda seguiam o plano de jejum intermitente ao fim dos três meses e perderam, em média, 3,5 quilogramas. Mesmo aqueles que não conseguiram seguir totalmente o plano, conseguiram perder peso.

A equipa frisa que os resultados de adesão ao plano e perda de peso são encorajadores o suficiente para justificar um ensaio maior com acompanhamento a longo prazo.

“Atualmente, faltam planos simples de controlo de peso que as pessoas possam seguir. Neste estudo, mais de um quarto dos participantes perderam pelo menos 5% do peso corporal inicial em 12 semanas”, explicou Dunja Przulj, co-autor do estudo, citado em comunicado difundido pelo portal Eureka Alert.

Sara Silva Alves, ZAP //

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

    • Basicamente limitas as tuas refeições a um determinado períod do dia.
      Exemplo: 8 horas.
      Saltas o pequeno almoço e tomas a primera refeição às 12:00 (almoço). Á tarde lanchas normalmente e jantas ás 20:00. Depois não comes mais nada. Assim estás em “modo de alimentação” durante 8 horas, das 12:00 às 20:00, e em jejum durante 16 horas.

      Pessoalmente sigo este método há alguns anos e deu para me aperceber como na sociedade moderna somos encorajados a estar constantemente a comer. Uma ligeira sensação de fome é normal, não é uma crise para irmos logo a correr buscar um snack.

      • Basta procurar na net e no Pinterest e descobre-se que o jejum intermitente pode ser praticado de várias formas: o jejum 8/16, o jejum 6/18, o jejum 4/20, o jejum calórico de 500 cal/dia em 5 dias da semana e comer o quiser nos restantes 2 dias (por ex fim de semana). No jejum 8/16 escolhe-se só duas refeições principais:(pequeno almoço e almoço e algum lanche) ou (almoço e jantar). Segundo alguns autores quanto menos refeições por dia melhor e nunca comer em menos de 3 horas antes de deitar.

RESPONDER

As máquinas estão "muito longe" de serem mais inteligentes (mas muito perto de agir como pessoas)

A especialista em inteligência artificial Daniela Braga considera que as máquinas estão "muito longe" de substituírem totalmente os humanos ou serem mais inteligentes, mas estão "muito perto" de interagirem como as pessoas. "Acho que estamos muito …

Secreto e lucrativo, o mercado de venda de "fezes de cachalote" pode também ser violento

O âmbar cinza é altamente raro, mas também altamente valioso. Usada na indústria dos perfumes, o mercado deste material pode ser muito perigoso. Deixa na pele uma resina oleosa e tem um cheiro a tabaco, madeira, …

Empresa norueguesa garante que pode "parar" furacões antes que estes se tornam destrutivos

Especialistas ambientais advertem que o sistema de "cortina de bolhas" proposto pela empresa pode provocar efeitos indesejados. A OceanTherm, uma startup norueguesa, assegura que a sua nova tecnologia pode evitar que as tempestades tropicais se tornem …

Afeganistão: Familiares consideram "insuficientes" pedido de desculpas dos EUA

Familiares dos civis afegãos mortos por "engano" durante um ataque de um avião não tripulado 'drone' norte-americano no final de agosto em Cabul consideraram este sábado "insuficiente" o pedido de desculpas de Washington, numa entrevista …

Descoberta de pegadas fossilizadas em Espanha revela a existência de um "berçário" de elefantes

Pegadas fossilizadas foram encontradas numa praia no sul da Espanha e mostram o que pode ter sido o berçário de uma espécie extinta de elefantes. O local costeiro, situado na região de Huelva, estava normalmente coberto …

Morreu aos 98 anos o historiador, sociólogo e crítico de arte José-Augusto França

O historiador, sociólogo e crítico de arte José-Augusto França morreu este sábado, aos 98 anos, na casa de saúde de Jarzé, perto da cidade francesa de Angers, disse à Lusa a pintora Emília Nadal, sua …

Ventura: "Não vejo outra possibilidade senão a ministra da Saúde ou pedir desculpa ou ser afastada"

O Chega vai questionar formalmente o Governo pelo “facto de a ministra da Saúde ter utilizado um carro do Estado” para ir a uma ação de campanha no Porto na sexta-feira, anunciou este sábado André …

Ouvir 30 segundos de uma sonata de Mozart pode reduzir ataques de epilepsia

Ouvir a Sonata para Dois Pianos em Ré Maior (K448), de Wolfgang Amadeus Mozart, durante pelo menos 30 segundos, ajuda a reduzir a atividade elétrica cerebral associada à epilepsia resistente a medicação. Os resultados também sugerem …

Astrónomos resolvem mistério cósmico com 900 anos

Um mistério cósmico com 900 anos, em torno das origens de uma famosa supernova observada pela primeira vez na China no ano 1181, foi finalmente resolvido. Uma nova investigação, publicada dia 15 de setembro no The …

Bons hábitos alimentares podem reduzir a probabilidade de contrair covid-19

Um novo estudo indica que as pessoas que comem muitas frutas e vegetais podem ter menos probabilidades de contrair covid-19. Num pesquisa que envolveu 590 mil adultos, os investigadores descobriram que as pessoas que eram adeptas …