As colónias espaciais de Bezos flutuam, são auto-sustentáveis e até se podem parecer com Florença

O CEO da Amazon e fundador da empresa de transporte aeroespacial Blue Origin levantou o véu sobre os seus planos futuros, detalhando as suas ideias para a colonização do Espaço. Jeff Bezos sonha com “cápsulas” flutuantes próximas da Terra que possam abrigar pelo menos um milhão de pessoas cada.

Bezos, que discursava num evento na cidade norte-americana de Washington, começou por recordar que, no futuro, a Humanidade ficará sem energia na Terra. Contudo, explicou, se o Homem procurar energia na direção do Sistema Solar, terá recursos ilimitados.

O empresário considerou que o ideal não seria colocar humanos a viver noutros planetas, já que estes mundos se encontram muito longe da Terra, não têm gravidade suficiente e não são suficientemente grandes. Por isso, Bezos propôs a criação de colónias espaciais, que poderiam alojar cidades inteiras, áreas agrícolas e até parques.

Estes habitats especiais – a que chamou O’Neill – teriam que ser grandes o suficiente para conter cerca de um milhão de pessoas cada e estar perto o suficiente da Terra para que os seus cidadão pudessem viajar até ao seu planeta de origem.

Segundo sustentou o fundador da Amazon, estas colónias seria “lugares realmente agradáveis para se viver”, uma vez que seria, dotadas com um clima ideal durante todo o ano e com boas infraestruturas. Bezos disse que estes espaço poderiam mesmo imitar a arquitetura de algumas cidades históricas do planeta, como a da Florença, tal como se pode observar na imagens apresentadas.

No fundo, estas estruturas são uma espécie de “cápsula” flutuante, onde seria possível simular um ambiente sustentável semelhante aos da Terra, precisa o Business Insider.

“As crianças que estão aqui [no evento], e os vossos filhos, e os vossos netos, vão construir as colónias de O’Neill. O trabalho desta geração, o trabalho da minha geração é construir uma estrutura para que vocês possam alcança-la”, afirmo.

Para que a Humanidade possa viver no Espaço e para que possa também viajar até à Lua  são necessárias duas condições: a redução radical nos custos de lançamento e a exploração de recursos espaciais.

“As colónias são lindas. As pessoas vão querer lá morar”, vaticinou Bezos.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Mais um iluminado americano, que ficou rico sem saber como, e agora quer gastar o dinheiro também sem saber como. Talvez se olhasse para os seus funcionários, e para as críticas de que tem sido alvo, fosse mais interessante do que brincar aos astronautas. Ele e o Elon Musk faziam um rico par de (únicos) habitantes de Marte.

RESPONDER

Mais cinco minutos? Adiar o despertador não é uma boa ideia

Mais cinco minutos na cama ou acordar mal toque o despertador? Apesar de esse cochilo parecer inofensivo, a verdade é que adiar o despertador não é uma boa ideia. Se faz parte da equipa dos mais …

Há uma planta na Austrália que é masculina, feminina e bissexual

Cientistas da Bucknell University (Austrália) descobriram uma espécie de planta que pode ser masculina, feminina e bissexual. Os investigadores publicaram a descoberta na revista PhytoKeys e chamaram a amostra, que foi descrita em 1970, mas não …

Astrónomos descobrem a mais antiga colisão de galáxias conhecida

Uma equipa internacional de investigadores descobriram o exemplo mais antigo de uma colisão entre duas galáxias. A luz dessa fusão teve de viajar durante 13 mil milhões de anos para chegar até nós, uma vez …

Asteróide do tamanho da Torre Eiffel vai passar pela Terra. É a segunda maior aproximação em 120 anos

Na segunda-feira, dia de S. João no Porto, um asteróide muito grande - que pode ser tão grande como a Torre Eiffel - vai passar pela Terra a mais de 45 mil quilómetros por hora. O …

As eleições foram repetidas em Istambul. Erdogan voltou a perder (e por mais)

O candidato da oposição Ekrem Imamoglu ganhou hoje de novo as eleições municipais em Istambul, após a anulação de uma primeira votação, infligindo ao presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, o pior revés eleitoral em 17 …

No Azerbaijão, há chamas que ardem há quatro mil anos

Chamas altas dançam sem descanso num trecho de 10 metros de encosta. É o Yanar Dag - que significa "montanha em chamas" - na Península Absheron, no Azerbaijão. "Este fogo queimou 4.000 anos e nunca parou", …

A lendária Cidade Perdida do Deus Macaco é um refúgio de espécies "extintas"

A Cidade Branca, imponente sítio arqueológico detetado em 2012 nas selvas das Honduras, é também um "ecossistema prístino e próspero, cheio de espécies raras e únicas". A ONG americana Conservation International chegou a essa conclusão depois …

As mulheres têm mais doenças autoimunes do que os homens. A culpa pode ser da placenta

A hipótese da compensação da gravidez mostra que a evolução pode ter tido um papel importante no sistema imunológico das mulheres. Há cerca de 65 milhões de aos, depois da época dos dinossauros, surgiu o primeiro …

Cientistas conseguiram registar canto de uma das baleias mais raras do mundo

Cientistas conseguiram, pela primeira vez, registar sons de um pequeno grupo de baleias-francas-do-pacífico (Eubalaena japonica). Pela primeira vez, investigadores da Administração Oceânica e Atmosférica Nacional (NOAA) conseguiram gravar sons de um pequeno grupo de baleias-francas-do-pacífico (Eubalaena …

Único racismo português "é contra os ciganos" (e Portugal devia pedir-lhes desculpa)

O antropólogo e investigador José Pereira Bastos defendeu este domingo que Portugal deveria pedir desculpa aos ciganos e resolver o problema da habitação, apontando que não adianta de nada haver um Dia Nacional do Cigano. O …