Depois de três décadas de interrupção, Japão retoma pesca comercial de baleias

Baleeiros japoneses deixaram o porto de Kushiro, no norte do Japão, esta segunda-feira, para recomeçar a pesca comercial de baleias, depois de mais de três décadas de interrupção.

A saída de cinco barcos da ilha de Hokkaido acontece seis meses depois de o Governo nipónico ter anunciado que ia deixar a Comissão Baleeira Internacional (CBI), depois de ter levantado uma moratória em vigor sobre a pesca moratória da baleia.

“Acreditamos que as baleias são recursos marinhos como peixes e que podem ser usadas com base em critérios científicos”, disse um funcionário do Ministério da Agricultura, Florestas e Pescas.

A quota de captura até ao final deste ano está fixada em 227 baleias, menos do que as 333 que o Japão caçou na Antártida nos últimos anos, ao abrigo de um programa científico. O país compromete-se a não caçar em águas antárticas ou no hemisfério sul. A pesca será limitada às águas territoriais e à zona económica exclusiva do Japão.

O arquipélago asiático junta-se assim à Islândia e Noruega, únicos países que praticam a caça de baleia para fins comerciais, e abre caminho a duras críticas da comunidade internacional e das organizações defensoras dos direitos dos animais.

De acordo com a Euronews, esta permissão já está a ter impacto nos restaurantes nipónicos, com os chefs dos estabelecimentos a “afiar as facas e a adaptar as cartas”.

Por sua vez, a rádio e televisão pública islandesa Ríkisútvarpið (RÚV) avança que, este verão, pela primeira vez desde 2003, os pescadores não vão capturar baleias. A decisão estará relacionada com a dificuldade de exportar a carne deste animal precisamente para o Japão.

O Instituto de Pesquisa Marinha da Islândia também não prevê receber cetáceos este verão para fins científicos. Os pescadores dos baleeiros deverão assim focar-se, até setembro, na apanha de ouriços-do-mar. A caça à baleia no país nórdico deverá ser retomada na próxima primavera.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. 30 décadas de interrupção é como quem diz…
    Na realidade eles nunca pararam, apenas mudaram o nome de caça à baleia para apanha de baleias para estudo cientifico.
    com os mesmos números de cotas de caça.

  2. Enfim…
    Ah e tal a cultura asiática é milenar e muito evoluída e coisa e tal.
    Vai-se a ver e são tão bárbaros como os Vikings…
    Certo que os Celtiberos não são muito melhores…
    Mas enfim… lá deixamos as baleias em paz há 32 anos.
    Pelo menos na parte pobre do Califado de Córdoba…

RESPONDER

Rara cobra de duas cabeças e dois cérebros independentes encontrada na Florida

Uma rara cobra com duas cabeças e dois cérebros independentes foi resgatada no estado norte-americano da Florida por uma equipa de especialistas do organização Florida Fish and Wildlife Conservation Commission. Na rede social Facebook, a organização, …

Benfica 2-0 Belenenses SAD | Darwinismo rende arranque histórico

O Benfica cumpriu e venceu o Belenenses SAD por 2-0, no Estádio da Luz, na partida que encerrou a quinta jornada da Liga NOS. Foi o quinto triunfo benfiquista no campeonato em cinco partidas, o …

Uma tarefa doméstica está a poluir sorrateiramente o ambiente

O que vestimos e como lavamos as nossas roupas influencia o número de microfibras sintéticas que libertamos no meio ambiente. Há uma tarefa doméstica a poluir sorrateiramente o ambiente. Um novo artigo científico, publicado na PLOS …

A companhia aérea que faliu devido à covid-19 está de volta

A pandemia de covid-19 foi traiçoeira para muitas empresas. A Flybe, uma das primeiras vítimas, está agora a ressuscitar - e pode voltar a rasgar os céus já no próximo ano. A economia mundial foi muito …

Dormir bem antes de tomar a vacina da gripe pode ajudar a aumentar a sua eficácia

Segundo os especialistas, uma boa noite de sono pode mesmo ajudar a aumentar a eficácia da vacina da gripe, que neste ano ganha particular relevância em plena pandemia de covid-19. De acordo com Matthew Walker, autor …

Há um petroleiro abandonado há mais de uma década nas Caraíbas (e é uma "bomba-relógio")

Um navio de armazenamento de petróleo venezuelano está ancorado no Golfo de Paria, um trecho de mar fechado entre a Venezuela e a ilha de Trinidad, há mais de uma década. Antes de os Estados Unidos …

Portugal deve bater recorde de doentes em cuidados intensivos ainda esta semana

Portugal deverá ultrapassar, esta quarta-feira, o recorde de doentes em unidades de cuidados intensivos, alertou a ministra da Saúde, Marta Temido, em conferência de imprensa sobre a capacidade do Serviço Nacional de Saúde para combater …

A Budapest Eye foi restaurante por um dia (e com estrela Michelin)

Um restaurante com estrela Michelin em Budapeste, na Hungria, ofereceu aos clientes uma experiência gastronómica na famosa roda gigante Budapest Eye. Atraiçoado pela queda de faturação após o desaparecimento de turistas estrangeiros, o restaurante Costes, premiado …

Antigo ministro da Saúde Leal da Costa admite novo estado de emergência

O antigo ministro da Saúde Fernando Leal da Costa defendeu hoje que em algum momento deve ser decretado de novo o estado de emergência, para que o Governo possa tomar medidas na luta contra a …

Marcelo promulga uso obrigatório de máscara na rua por 70 dias

O Presidente da República promulgou esta segunda-feira o decreto da Assembleia da República que determina o uso obrigatório de máscara na rua, por um período de 70 dias, sempre que não seja possível cumprir o …