Já é possível saber se alguém está a mentir. Basta olhar nos olhos

Os olhos não mentem. Pelo menos é o que acham os investigadores da Universidade de Stirling, na Escócia, que criaram uma prova que diz se a pessoa está a mentir ou não com a monitorização dos movimentos oculares.

Os especialistas fizeram experiências com participantes que olhavam para um grupo de pessoas – uns conhecidos e outros desconhecidos. Os sujeitos do estudo tentaram mentir e ocultar a verdade a pessoas que conheciam, mas a máquina dos investigadores detetou quando estavam a mentir.

Os projeto foi batizado de ConFace e baseia o seu funcionamento na análise dos movimentos oculares enquanto o “mentiroso” olha para um ecrã de um computador. As conclusões da investigação foram publicadas em agosto na revista especializada Cognitive Research: Principles and Implications.

Liderado por Aisla Millen, investigadora de psicologia, ConFace pode ser muito útil nas rodas de reconhecimento, especialmente nos casos em que a testemunha pode estar a encobrir um possível culpado.

“Agentes usam rotineiramente fotos de rosto para estabelecer identidades-chave em crimes. Algumas testemunhas são honestas, mas muitas são hostis e intencionalmente escondem o seu conhecimento de identidades”, disse Millen. “Por exemplo, redes criminosas, como grupos terroristas, podem negar o que sabem para proteger uns aos outros, ou uma vítima pode ter muito medo de identificar o seu agressor”.

Especificamente, os investigadores usaram um processo conhecido como “teste de informação oculto” (CIT), que rastreia os movimentos dos olhos. Em cada teste, os participantes negaram conhecer uma identidade que lhes era familiar e rejeitaram corretamente rostos desconhecidos, pressionando um botão e dizendo “não”.

A maioria não conseguiu esconder a sua reação se reconhecesse um rosto. Além disso, determinou-se que, quanto mais pessoas tentassem esconder, mais “marcadores de reconhecimento” seriam produzidos.

“Em vez de procurar sinais diretos de mentiras, procuramos marcadores de reconhecimento nos padrões de fixação dos olhos. Por exemplo, a forma como as pessoas olhavam para uma foto de alguém que reconheciam em comparação com alguém que não conheciam”, explicou Millen. “Quanto mais indivíduos tentavam escondê-lo, mais marcadores de reconhecimento existiam. Estes resultados sugerem que é difícil esconder vários marcadores de reconhecimento de uma só vez”.

Não é um sistema novo, já que o CIT é usado no Japão. Na verdade, os principais especialistas japoneses no campo foram contatados para criar o ConFace. No entanto, pouco tem sido estudado sobre o seu uso e sucesso no reconhecimento facial.

ZAP //

 

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Os dinossauros tinham sangue quente ou frio? A resposta está escondida nas cascas dos seus ovos

Um dos grandes e antigos mistérios do estudo dos dinossauros é a questão sobre se o seu sangue era quente ou frio. A resposta for encontrada escondida nas cascas dos seus ovos. Tradicionalmente, acreditava-se que os …

Eureka. Trabalhadores foram despedidos e fábrica fechou, mas estão a apresentar nova marca em Milão

A empresa responsável pela marca Eureka Shoes, que fechou as lojas e a fábrica, e despediu 150 trabalhadores em Portugal, está agora a apresentar uma nova marca em Milão. No mês passado, a empresa de calçado …

Tribunal de Contas critica modelo de financiamento do Ensino Superior (e diz que Governo não cumpriu lei de bases)

No seguimento de uma auditoria ao método de financiamento do ensino superior, para o Tribunal de Contas (TdC), entre 2016 e 2018, o modelo de financiamento concretizado pelo governo não cumpriu o estipulado na Lei …

Cientistas encontram no Ébola um aliado inesperado contra os tumores cerebrais

Cientistas encontraram um gene do vírus do Ébola que mostrou ser útil no combate contra os glioblastomas, que são tumores cerebrais que reaparecem após serem eliminados. O gliobastoma é um tumor que cresce e espalha-se depressa …

Estivadores do Porto de Lisboa iniciam greve de três semanas

Os estivadores do Porto de Lisboa iniciam, esta quarta-feira, uma greve de três semanas em protesto contra os salários em atraso e incumprimento dos acordos celebrados por parte da Associação de Empresas de Trabalho Portuário …

Michael Vang. Passou despercebido por Portugal, mas carrega os sonhos de toda uma etnia

Michael Vang é dos pouquíssimos jogadores de origem Hmong a jogar futebol profissionalmente. Agora nos Estados Unidos, o jovem teve uma passagem apagada por Portugal. Os Hmong são um grupo étnico asiático originário das regiões montanhosas …

Há pessoas sem a parte olfativa do cérebro que conseguem cheirar (e cientistas não sabem porquê)

Cientistas encontraram casos em que as pessoas não tinham bulbo olfativo, a parte do cérebro responsável pelo olfato, mas mesmo assim conseguiam cheirar. Anosmia consiste na perda total ou parcial do olfato e esta é uma …

Cientistas detetam estranhos movimentos de gás na Via Láctea (em redor de algo "invisível")

Os astrónomos detetaram movimentos de nuvens de gás incomuns perto do centro da Via Láctea, que podem sugerir a presença de um desconhecido buraco negro de classe intermediária. Os investigadores que rastrearam os gases no centro …

Hackers podem facilmente piratear satélites (e transformá-los em armas)

Piratear satélites pode não ser assim tão complicado quanto pensamos. Os hackers podem simplesmente desligá-los ou até mesmo usá-los como armas. No mês passado, a SpaceX tornou-se a operadora da maior constelação de satélites ativos do …

Gelo a cair num buraco faz barulhos estranhos (e parece uma batalha de lasers)

Alguma vez pensou o que se ouve quando deixamos cair gelo num buraco gelado profundo? Já não precisamos de pensar mais - e já podemos ouvir. O vídeo do pedaço de gelo a cair num buraco …