Já é possível fabricar músculos, orelhas e ossos com uma impressora 3D

Wake Forest Institute for Regenerative Medicine

-

Cientistas do Instituto de Medicina Regenerativa Wake Forest, nos Estados Unidos, conseguiram criar uma impressora 3D que produz orelhas, pedaços de osso e músculos semelhantes aos dos tecidos humanos.

Batizado de Sistema de Impressão de Órgãos e Tecidos (ITOP na sigla em inglês), este equipamento possui o mesmo funcionamento de uma impressora 3D convencional, incluindo a produção dos objetos feita camada por camada.

Só que, ao contrário do plástico e da resina encontrada nestas versões, este novo dispositivo usa materiais biológicos muito semelhantes com aqueles encontrados no nosso corpo.

Atualmente, os modelos de impressoras que usam materiais biológicos não conseguem fabricar tecidos de tamanho ou resistência adequados a cada paciente, uma vez que esses produtos tendem a ser fracos e tecnicamente impossíveis de serem usados num transplante cirúrgico.

Além disso, os aparelhos não conseguem imprimir estruturas mais delicadas, como por exemplo vasos sanguíneos, o que torna ainda mais difícil transportar o oxigénio e os nutrientes essenciais para as células.

“As células não sobrevivem sem um vaso sanguíneo menor que 200 micrómetro [0,02 milímetros], uma medida que é extremamente pequena. Esta é a distância máxima. E não é apenas para impressão, é a natureza”, explicou ao Gizmodo Anthony Atala, líder da equipa de investigação responsável pelo projeto.

De acordo com Atala, o novo sistema de impressão supera este tipo de dificuldades, a começar pelos materiais biodegradáveis que se parecem com plástico e são usados para moldar a forma do tecido, assim como o gel à base de água que faz parte da estrutura da célula.

Por outro lado, existe ainda uma estrutura temporária externa que ajuda a manter o formato do objeto durante o processo de impressão. Para corrigir a questão do limite de tamanho, os investigadores inseriram microcanais que permitem o transporte de células para qualquer local da estrutura.

“A ITOP usa pequenas agulhetas para depositar com precisão o material biodegradável semelhante a plástico, que dá a forma ao tecido, e o gel composto por água e as células. Entre aquelas duas estruturas, forma-se uma malha de microcanais”, explicou o responsável ao Público.

“Estes microcanais permitem que o oxigénio e os nutrientes do corpo se difundam, o que mantém as estruturas vivas enquanto os tecidos desenvolvem os seus próprios vasos sanguíneos”, acrescenta.

Wake Forest Institute for Regenerative Medicine

-

Depois de impressos, estes órgãos 3D foram aplicados em animais para perceber se se conseguiam manter num ser vivo.

As orelhas foram implantadas na pele de ratos e, passados dois meses, além de continuarem com o mesmo aspeto, as orelhas conseguiram formar os tecidos da cartilagem e os vasos sanguíneos.

O mesmo aconteceu no caso dos fragmentos de osso e de tecidos musculares implantados no mesmo tipo de animais. No primeiro caso, os cientistas fizeram a impressão de um pedaço de osso de mandíbula humana, recorrendo a células estaminais e, no caso do músculo, usaram células precursoras de músculo de rato.

Segundo os investigadores, esta técnica de impressão 3D, explicada no estudo publicado na revista científica Nature Biotechnology, poderá ajudar pacientes que necessitam de reconstruções faciais.

Apesar de Anthony Atala não saber ao certo quando é que esta tecnologia vai poder ser usada na medicina regenerativa, as primeiras experiências mostram que as estruturas impressas podem ser funcionais.

“A nossa investigação indica que é possível imprimir osso, músculo e cartilagem para doentes. Vamos usar estratégias semelhantes para também imprimir órgãos”, conclui em declarações ao Público.

ZAP / Canaltech

PARTILHAR

RESPONDER

FC Porto 4-0 V.Setúbal | Hat-trick e goleada contra a crise

O FC Porto amealhou os seus primeiros pontos no campeonato, ao golear o Vitória de Setúbal por 4-0. Após uma semana difícil em que a palavra “crise” foi diversas vezes utilizada para referir a situação dos …

Há uma nova linha temporal do passado cataclísmico da Terra

Bem-vindos ao Sistema Solar primitivo. Logo após a formação dos planetas há mais de 4,5 mil milhões de anos, a nossa vizinhança cósmica era um lugar caótico. Ondas de cometas, asteroides e até protoplanetas seguiram …

Belenenses 0-2 Benfica | Rafa Silva destrói resistência azul

O Benfica foi ao Jamor vencer o Belenenses por 2-0, num jogo muito complicado para as “águias”, em especial no primeiro tempo, mas que acabou resolvido na etapa complementar. Rafa Silva foi o “abre-latas” de …

Cofundador do Alibaba paga 3,5 mil milhões para ser o único dono dos Brooklyn Nets

O cofundador do Grupo Alibaba, Joseph Tsai, vai pagar mais 3,5 milhões de dólares para ser o único dono da equipa de basquetebol norte-americana Brooklyn Nets, avança esta sexta-feira a Bloomberg. O multimilionário já detinha 49% da equipa, …

Instagram, Facebook e Whatsapp prejudicam saúde mental das crianças

Um estudo de investigadores da University College London demonstra que a utilização de redes sociais como o Instagram, o Facebook e o Whatsapp estão a causar danos ao bem-estar das crianças e jovens. A investigação, cujos …

Clínica da Opus Dei diz que homossexualidade causa gastroenterite

A Clínica Universitária de Navarra, que pertence à prelatura da Opus Dei, defende que a homossexualidade e a promiscuidade são causadoras de gastroenterite. No guia de atuação de urgência sobre esta condição médica, a Clínica Universitária …

Sporting anuncia saída de Bas Dost para o Eintracht de Frankfurt

O goleador holandês Bas Dost está de saída para o Eintracht Frankfurt, anunciou este sábado o Sporting. O clube alemão também já confirmou a transferência. O Sporting anunciou ter chegado a um princípio de acordo com …

Há centenas de esquilos pretos a invadir os Estados Unidos (e já se sabe porquê)

Biólogos do Reino Unido decifraram o mistério de todos os esquilos cinzentos (Sciurus carolinensis) que correm pelos Estados Unidos com pêlo preto. O pouco do código genético que faz com que as espécies de esquilo cinza …

Morreu Marium, o mais famoso dugongo da Tailândia. Comeu plástico

Quando foi resgatado, em abril, tornou-se uma estrela na Tailândia. O dugongo órfão, chamado Marium, acabou por morrer este sábado, devido a uma infeção causada pela ingestão de plástico, de acordo com os veterinários que …

Afinal, "cura milagrosa" para o cancro pode matar

O jornal britânico The Guardian denuncia o esquema do autoproclamado "Genesis II Church of Health and Healing" - que na verdade não é nem uma igreja nem uma instituição de saúde. Este sábado terá lugar em …