Ivan Safronov. Ex-jornalista russo foi preso por traição (mas ninguém lhe diz o que fez)

Seis meses depois de ter sido preso, um antigo jornalista russo acusado de traição ainda não sabe o que fez de mal – e os investigadores também não lhe dizem. 

De acordo com a agência Reuters, o ex-jornalista russo Ivan Safronov, de 30 anos, escrevia sobre assuntos militares como repórter antes de começar a trabalhar na agência espacial russa em maio do ano passado. Em julho, foi detido e preso, acusado de passar segredos militares à República Checa.

Ivan Safronov, cujo tratamento provocou protestos entre alguns jornalistas russos, pode ser condenado a até 20 anos de prisão.

“Eles dizem que cometi um crime em 2017, mas não dizem exatamente o que fiz – dizem-me para lembrar”, disse Safronov, numa entrevista publicada esta segunda-feira pelo jornal Kommersant, onde trabalhava. “Passei três meses a tentar desenterrar algo sobre mim mesmo, mas não me lembrava de nenhum crime”.

Safronov, que disse não poder comunicar com os seus parentes próximos porque todos eram testemunhas, sugeriu que as acusações estavam ligadas ao facto de conhecer um jornalista checo com quem se encontrou em Moscovo em 2010.

Quando o checo deixou a Rússia no final de uma visita de trabalho, montou uma agência de informação para outros meios de comunicação com análises e revistas da imprensa. Safranov recebeu possíveis tópicos de cobertura e textos enviados de 2017 a 2019 com base em “informações de fontes abertas”.

“A investigação considera-se um espião checo”, disse, observando, em declarações ao jornal britânico The Guardian, que só soube dos factos do caso pelo depoimento público. “Pedi à investigação que me mostrasse os textos em que se baseiam as acusações contra mim, mas não me mostraram nada.”

“Os investigadores veem o facto de eu conhecer [o jornalista] como recrutamento, as suas mensagens como missões de inteligência e um segredo de estado foi de alguma forma encontrado nas minhas respostas”, disse.

Safronov garantiu que não tinha acesso a segredos de estado como jornalista e que os investigadores lhe disseram que “a acusação não está ligada ao trabalho jornalístico”.

Os ex-colegas de Safronov no Kommersant consideram as acusações “absurdas” e disseram que era possível que estivesse sendo punido por escrever sobre temas delicados.

O seu pai, que também cobriu assuntos militares para o Kommersant, tinha enfrentado o escrutínio do FSB sobre artigos que revelavam problemas com projetos de armas russos e vendas internacionais. A sua morte em 2007, após cair de uma janela do seu prédio em Moscovo, foi considerada suicídio.

Maria Campos, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Irão disponível para negociações sobre acordo nuclear nas próximas semanas

O Irão retornará às negociações sobre a retomada do acordo nuclear de 2015 nas próximas semanas, avançou o Ministério dos Negócios Estrangeiros esta terça-feira, apesar das suspeitas das potências ocidentais sobre a estratégia de Teerão …

Depois do Loon, nasce o Taara. Projeto usou lasers para transmitir 700TB de dados

Depois da morte do Projeto Loon, no início do ano, nasceu o Projeto Taara, que utilizou lasers para transmitir 700TB de dados através do rio Congo. O projeto muda, o nome é diferente, mas a missão …

Vizela - Paços de Ferreira bateu recorde de assistência na I Liga

Maior número de adeptos do campeonato também foi registado nesta jornada, no Benfica-Boavista; mas em termos de ocupação do estádio, o Vizela deixou longe toda a concorrência. Desde os anos 80 do século passado que não …

150 anos antes da viagem histórica de Colombo, um frade italiano escrevia sobre a America

Por volta do ano 1340, Galvano Fiamma registou, na sua Cronica universalis, a existência de terras a oeste da Gronelândia habitadas "por gigantes". Trata-se da primeira menção documentada do continente americano no Mediterrâneo, cerca de …

Os antigos compadres zangaram-se de vez. Trump puxa os cordelinhos nos bastidores para correr com McConnell

A relação de altos e baixos entre os dois azedou de vez depois de McConnell ter reconhecido a vitória de Joe Biden. Trump quer agora que um Republicano concorra contra McConnell pelo cargo da liderança …

Bombeiros embrulharam a maior árvore do mundo em papel de alumínio. Tudo para a proteger

O incêndio consumiu milhares de acres na Califórnia e o National Park Service viu-se obrigado a intensificar os seus esforços para proteger as jóias naturais, incluindo as maiores árvores do mundo. Os incêndios Colony e Paradise …

EUA trocaram "guerra implacável" por "diplomacia implacável" no Afeganistão, diz Biden

O Presidente dos Estados Unidos (EUA), Joe Biden, disse esta terça-feira à Assembleia Geral das Nações Unidas (ONU) que o país se está a concentrar na "diplomacia implacável" e no encerramento de uma era de …

Presidente de El Salvador autodenomina-se "Ditador de El Salvador"

O Presidente de El Salvador, Nayib Bukele, alterou no domingo a descrição do seu perfil no Twitter para "Ditador de El Salvador", passando depois para "Ditador mais 'cool' do mundo mundial", situação registada após os …

Ordem dos Médicos abre processo disciplinar contra Fernando Nobre

O Conselho Disciplinar Regional do Sul da Ordem dos Médicos abriu um processo contra Fernando Nobre, por causa das suas declarações numa manifestação de negacionistas em frente à Assembleia da República. A Ordem dos Médicos (OM) …

Crise da energia obriga UE a enfrentar dependência do gás natural

Os países europeus estão a tentar proteger os consumidores de energia, numa região onde, desde o início do ano, os preços do gás aumentaram 250%, resultado de uma série de forças económicas, naturais e políticas.  Na …