Itália investiga empresas de entrega de comida. Há estafetas tratados “como escravos”

Itália está a investigar as empresas de entrega de comida online, com um promotor a lamentar que os estafetas que fazem as entregas, muitos deles imigrantes, são praticamente tratados “como escravos”.

Procuradores de Milão avançaram que quatro grandes empresas de entrega em Itália receberam 90 dias para melhorar o tratamento dispensado aos estafetas, incluindo o fornecimento de bicicletas seguras, seguros de acidentes, contratos de trabalho e treino, entre outras proteções de trabalho.

As autoridades avançaram ter emitido um total de 733 milhões de euros em multas.

A promotora Tiziana Siciliano disse, citada pela Associated Press, que as entregas “representam um elo fundamental, sem o qual os negócios não poderiam funcionar”.

A agência de notícias italiana LaPresse disse que três das quatro empresas emitiram declarações expressando surpresa e alegando que oferecem flexibilidade e segurança aos entregadores.

Com cafés e restaurantes fechados total ou parcialmente durante meses sob as restrições da pandemia de covid-19, estafetas a carregar caixas de comida ‘zumbiam’ pelas grandes e pequenas cidades para ajudar a manter inúmeros italianos alimentados e seguros nas suas casas.

As quatro empresas têm cerca de 60 mil funcionários que usam bicicletas e scooters, e quase nenhum destes trabalha com qualquer tipo de contrato, contribuições para pensões, férias remuneradas, licença médica ou cobertura de acidentes, disseram os procuradores em Milão.

Os estafetas ganham cerca de quatro euros por cada entrega, sendo que os promotores avançaram, numa conferencia de imprensa, que as empresas usam algoritmos para determinar quais os estafetas que recebem mais entregas, e esses são chamados para ainda mais trabalho.

“Não é mais tempo de dizer que são escravos, mas é hora de dizer que são cidadãos”, disse o procurador Francesco Greco aos jornalistas, acrescentando que os investigadores aplicaram “não uma abordagem moral ao assunto, mas legal”.

A indagação surgiu de uma investigação de 2019 sobre acidentes de rua envolvendo estafetas de entrega de comida através de bicicletas.

As empresas também estão sob investigação para determinar se podem ter violado as leis tributárias, disseram os procuradores.

  // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Estudo da Universidade do Minho defende legalização da prostituição em Portugal

Um estudo de um investigador da Universidade do Minho (UMinho) defende a legalização da prostituição em Portugal e denuncia a “ineficácia do modelo abolicionista” em vigor desde 1983, anunciou esta quinta-feira aquela academia. Em comunicado, a …

Dispositivo vestível impresso a 3D não precisa de ser carregado

Um grupo de especialistas desenvolveu um dispositivo vestível a que chamaram “dispositivo biossimbiótico”, que conta com vários benefícios. O novo dispositivo é impresso em 3D, personalizado e baseado em análises corporais dos utilizadores e ainda pode …

Microsoft encerra o LinkedIn na China devido às restrições locais

A Microsoft informou esta quinta-feira que irá encerrar a rede profissional LinkedIn na China até ao final do ano, justificando a decisão com a existência de um "ambiente operacional difícil", segundo a agência France-Presse (AFP). O …

Ceni anunciado mas adeptos avisam: "Só será treinador se falar connosco antes"

Mudança de treinador no São Paulo: saiu Crespo e regressou a "lenda" do clube, Ceni. Mas há palavras que não se esquecem... Mais uma mudança de equipa técnica no Brasileirão. Desta vez no São Paulo, que …

No Japão, milhares de idosos morrem sozinhos. Agora, um sistema ajuda na deteção de cadáveres nas casas

Monitorização dos edifícios permite perceber se há movimento dos ocupantes dentro das casas. Desta forma, é mais fácil evitar que corpos em decomposição permanecem no local ao longo de muito tempo. O Japão é um dos …

"Nunca tive tanto medo na minha vida". Ruth estava a dormir quando meteorito lhe caiu na cama

A mulher ficou assustada com o incidente, mas acabou por sair ilesa. Agora, pretende recuperar dos danos causados e admite que quer conservar a pedra. Parece ficção, mas a história aconteceu na cidade de Golden, no …

Corrida ao peru de Natal. Britânicos temem não ter a iguaria na mesa - e a culpa é do Brexit

No Reino Unido, há falta de mão de obra na agricultura e a criação de perus está a ser uma das áreas mais afetadas. Procura da iguaria natalícia já aumentou. Na quinta "Flower Farm", no coração …

Paulo Rangel vai candidatar-se à liderança do PSD "independentemente de qualquer calendário"

O eurodeputado Paulo Rangel vai anunciar que se candidata à liderança do PSD numa intervenção no perante os conselheiros esta noite. Paulo Rangel quer candidatar-se à liderança do PSD, segundo avançaram o Observador e a TVI. …

México venceu, apesar de não deixarem os jogadores dormir

Adeptos de El Salvador acrescentaram um episódio à rivalidade com o México. Corona começou no banco mas entrou logo aos 20 minutos. O México continua o seu percurso vitorioso rumo à fase final do Mundial 2022. …

“Esqueceram-se de nós". Bombeiros fazem greve de dois dias em novembro devido ao OE

Os bombeiros profissionais marcaram greve para os dias 11 e 12 novembro para contestarem a proposta de Orçamento do Estado para 2022, que "se esqueceu completamente" da classe, anunciaram hoje a associação e o sindicato …