Isabel dos Santos vai apresentar queixa-crime contra presidente da Sonangol

Manuel Araújo / Lusa

Isabel dos Santos

A empresária angolana Isabel dos Santos vai apresentar uma queixa-crime contra o presidente da Sonangol, Carlos Saturnino, pelas “afirmações e alegações difamatórias” quanto à gestão da empresa petrolífera angolana.

Em entrevista ao Negócios, a ex-presidente do conselho de administração da Sonangol classificou de “normal” o facto da Procuradoria-Geral da República de Angola ter aberto um inquérito, na sequência das denúncias à sua gestão na petrolífera.

“Estou completamente confortável com o procedimento em si. Acho que é bem-vindo. Agora, foi com muito espanto que acompanhei as declarações feitas na conferência de imprensa. As palavras do presidente do conselho de administração atual, Carlos Saturnino, para mim, foram chocantes. Faltaram imenso à verdade”, salientou.

As declarações de Isabel dos Santos surgem na sequência das acusações feitas pelo seu sucessor, Carlos Saturnino, na conferência de imprensa realizada a 28 de fevereiro sobre o estado atual da Sonangol, no âmbito dos 42 anos de existência da companhia.

Nessa conferência de imprensa, Carlos Saturnino acusou a antiga administração de ter realizado uma transferência de 38 milhões de dólares já após ter sido exonerada, denúncia que já levou a Procuradoria-Geral da República a abrir um inquérito.

Fiquei muito dececionada com a conferência de imprensa. Estava à espera que falasse do futuro da Sonangol e dos resultados que se tinha conseguido atingir para, no fundo, perceber as soluções, mas em vez disso lançou-se num ataque direto ao antigo conselho de administração e à minha pessoa em particular. Vou apresentar uma queixa-crime. Estou neste momento a trabalhar com advogados nesse sentido e apresentarei essa queixa em função das afirmações e alegações que foram feitas. São difamatórias”, disse.

A empresária angolana disse que as palavras de Carlos Saturnino “faltaram à verdade de forma completa e total”, salientando que os factos “são simples e facilmente verificáveis”. “É um mentiroso”, acusou a filha do antigo presidente de Angola, José Eduardo dos Santos.

De acordo com o ECO, que cita a filha de José Eduardo dos Santos, Carlos Saturnino encontrou em Isabel dos Santos um “bode expiatório, para esconder o passado negro” da empresa e a “falência” em que a encontrou.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Governo grego apresenta legislação mais restritiva do direito de asilo

O Governo grego enviou na terça-feira ao parlamento uma proposta de lei que endurece os procedimentos para concessão de asilo, reforça os poderes de detenção e acelera as deportações, noticiou a imprensa. A proposta, de 250 …

Libertadores. Jesus veta acesso de funcionários do Flamengo ao derradeiro treino

Escreve a imprensa brasileira que Jorge Jesus vetou o acesso de funcionários do Flamengo ao derradeiro treino que antecede o jogo com o Grémio para a Libertadores, que vai decidir um dos finalistas da competição. …

Caso do bebé sem rosto. Médico suspenso não viu que menina tinha duas vaginas, um rim e espinha bífida

O Conselho Disciplinar do Sul da Ordem dos Médicos suspendeu preventivamente o obstetra envolvido no caso do bebé que nasceu, em Setúbal, com malformações graves. Entretanto, surgem novos dados sobre suspeitas atribuídas ao médico noutros …

Rede de imigração ilegal no SEF. Denúncias de corrupção eram antigas, mas ficaram na gaveta

A inspectora do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) que foi detida nesta semana, por pertencer alegadamente a uma rede de imigração ilegal, já tinha sido identificada num inquérito interno desta entidade, devido às mesmas …

Bancos querem passar a cobrar por grandes depósitos. Particulares escapam

BCP, Novo Banco e Caixa Geral de Depósitos defendem que é preciso cobrar aos grandes clientes por depósitos de grande dimensão. Particulares e pequenas e médias empresas escapariam desta medida. A ideia foi lançada pelo …

Filho de Bolsonaro já não vai ser embaixador em Washington

O deputado Eduardo Bolsonaro, filho do Presidente do Brasil, anunciou na terça-feira, na Câmara dos Deputados, que desistiu da sua indicação para embaixador do país em Washington, nos Estados Unidos (EUA). Na véspera, Jair Bolsonaro, que …

OE2020. Catarina Martins critica chantagem da Comissão Europeia a cada ano

A coordenadora do Bloco de Esquerda criticou esta terça-feira a chantagem da Comissão Europeia em relação a Portugal repetida a cada legislatura e a cada ano, reiterando a disponibilidade "para negociar um Orçamento do Estado …

Maior parte das escolas não cumprem lei de 2009 sobre a educação sexual

Grande parte das escolas não está a cumprir a lei de 2009 que define como deve ser dada a educação sexual no ensino obrigatório, do 1.º ao 12.º ano de escolaridade. A conclusão surge num relatório …

Pouco poder, mas algum. Deputados únicos podem desencadear revisão da Constituição

Os deputados únicos não têm poder para pedir a votação do programa de Governo, ao contrário dos grupos parlamentares, nem podem sozinhos censurar o Executivo, mas podem desencadear, como qualquer parlamentar, um processo de revisão …

Funcionários públicos esperam entre 100 e 280 dias para se poderem reformar. Processo pode ser acompanhado online

A atribuição das novas pensões de reforma aos funcionários públicos está a demorar, em média, entre 100 a 280 dias - ou seja, entre três e mais de nove meses. A revelação foi feita esta terça-feira, …