Irão tentou colocar um satélite em órbita. Falhou pela quarta vez consecutiva

(h) IRIB / EPA

Um foguetão iraniano falhou este domingo a colocação em órbita de um satélite, o mais recente revés de um programa que, segundo os Estados Unidos, ajuda a República Islâmica a avançar no desenvolvimento de mísseis balísticos.

Ahmad Hosseini, porta-voz do Ministério da Defesa, disse que o Irão lançou o satélite para o espaço “com sucesso”, mas que não conseguiu colocar o Zafar 1 em órbita.

O lançamento do satélite de observação científica, a partir do porto espacial Imã Khomeini na província de Semnan, a cerca de 230 quilómetros a sudeste de Teerão, foi anunciado antes pelo ministro das Telecomunicações, Mohammad Javad Azari Jahromi.

O Governo admitiu depois que o lançamento “falhou”. “Mas somos INVULNERÁVEIS. Temos outros satélites iranianos incríveis a chegar”, adiantou na rede social Twitter.

Morteza Barari, chefe da agência espacial do Irão, indicou este dominho antes do lançamento que o aparelho, com 113 quilogramas e capaz de realizar 15 voltas completas à Terra por dia, devia ser colocado em órbita a 530 quilómetros do planeta e tinha sido concebido para estar operacional “mais de 18 meses”.

A sua principal missão será “recolher imagens”, disse o responsável, enfatizando as necessidades do Irão nesta área, em particular para estudar e prevenir terramotos e desastres naturais e desenvolver a agricultura.

O fracasso deste domingo ocorre depois de dois lançamentos falhados, os dos satélites Payam e Doosti, o ano passado, bem como de uma explosão de foguetões na plataforma de lançamento em agosto. Tal como frisa o Business Insider esta segunda-feira, esta é a quarta tentativa fracassada levada a cabo pelo Irão.

Os Estados Unidos alegam que tais lançamentos de satélites desrespeitam uma resolução do Conselho de Segurança das Nações Unidas que apela ao Irão para não desenvolver atividades relacionadas com mísseis balísticos capazes de transportar armas nucleares.

Teerão afirma não ter qualquer projeto para obter a arma atómica e que os seus programas balísticos e espaciais são legais e não violam qualquer resolução da ONU.

Os Guardas da Revolução iranianos revelaram também neste domingo um míssil balístico de curto alcance, que pode, dizem, ser projetado por um reator de “nova geração” concebido para colocar satélites em órbita.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

Descoberto "cemitério" de mamutes nos arredores da Cidade do México

Investigadores descobriram um "cemitério" com cerca de 60 mamutes nos arredores da Cidade do México, avança o Instituto Nacional de Antropologia e História (INAH) do país. De acordo com o site Live Science, a descoberta aconteceu, …

David Luiz confirma rumores. Regresso "vai acontecer se o presidente permitir e os adeptos quiserem"

David Luiz confirmou este sábado os rumores que davam conta que o Benfica e o jogador estavam a negociar um eventual regresso do brasileiro à Luz. Em entrevista ao desportivo Record, David Luiz confirmou a …

Cães treinados para proteger animais selvagens salvam 45 rinocerontes

Há inúmeras razões que explicam o motivo pelo qual os cães são conhecidos como o melhor amigo do Homem. Além de leais e inteligentes, dão sempre o corpo às balas, mesmo nos piores momentos. Quarenta e …

Fez-se história. Foguetão da SpaceX lançado com sucesso rumo à EEI

O primeiro foguetão concebido e construído por uma empresa privada, a SpaceX, de Elon Musk, levando a bordo dois astronautas foi lançado este sábado na presença do Presidente do Estados Unidos, Donald Trump. O lançamento decorreu …

"A Rússia não permitirá a privatização da Lua", avisa Roscosmos

A Rússia não permitirá a privatização da Lua, independentemente de quem avance a iniciativa, avisou o chefe da agência espacial russa (Roscosmos), Dmitri Rogozin, em entrevista ao jornal Komsomólskaya Pravda. "Não permitiremos que ninguém privatize a …

Plataforma flutuante extrai energia das ondas, do vento e do Sol

A empresa alemã Sinn Power criou uma plataforma marítima flutuante capaz de gerar energia renovável a partir de ondas, vento e energia solar. A plataforma híbrida combina turbinas eólicas, painéis solares e coletores de energia das …

Balneários proibidos e 3 metros de distância. As regras da DGS para a prática de exercício físico

A Direção-Geral da Saúde (DGS) recomenda uma distância mínima de três metros entre pessoas que pratiquem exercício físico, no âmbito das medidas de prevenção da pandemia de covid-19. A orientação, intitulada “Procedimentos de Prevenção e Controlo …

Astronautas da NASA já se preparam para voo histórico a bordo do foguetão da Space X

Dois astronautas da NASA já estão a equipar-se para o lançamento histórico de um foguetão concebido e construído pela empresa SpaceX, de Elon Musk, apesar de as previsões meteorológicas indicarem mais tempestades. Com o voo já …

Há dez anos, Portugal adotou a lei que permitiu o casamento entre pessoas do mesmo sexo

Portugal adotou há 10 anos a lei que permitiu o casamento entre pessoas do mesmo sexo, após um debate fraturante que remeteu para mais tarde a adoção de crianças por estes casais, possível apenas desde …

Trabalhadores da Autoeuropa temem perda de centenas de postos de trabalho

A entidade coordenadora das Comissões de Trabalhadores da Autoeuropa assumiu hoje, em comunicado, recear a perda de centenas de empregos no parque industrial, que está sem condições para trabalhar sete dias por semana, após a …