Irão emite mandado de captura contra Trump e pede ajuda à Interpol

Jim Lo Scalzo / EPA

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump

O Irão emitiu um mandado de captura e pediu à Interpol ajuda para a detenção do Presidente dos EUA, Donald Trump, e de outras pessoas que considera responsáveis pelo ataque que matou um general iraniano Qassem Soleimani.

O procurador de Teerão Ali Alqasimehr acusa Trump e mais de 30 outras pessoas pelo envolvimento no ataque aéreo, com um aparelho não tripulado (drone), no dia 3 de Janeiro, que matou o general em Bagdad, no Iraque.

Para além de Trump, o procurador Alquasimehr não menciona qualquer outro nome, mas sublinhou que o Irão continuará a desenvolver o processo de acusações contra os responsáveis pelo ataque, dizendo que enfrentam acusações de “assassínio e terrorismo”, segundo a agência de notícias estatal IRNA.

A Interpol, com sede em Lyon, França, ainda não respondeu aos pedidos de comentário a este pedido da justiça iraniana.

De acordo com a IRNA, Alqasimehr pediu à Interpol para pôr um “aviso vermelho” para Donald Trump e para os restantes elementos, o que representa o mais elevado nível grau na urgência da captura.

De acordo com os procedimentos da Interpol, se este pedido for aceite, terão de ser as autoridades policiais locais a realizar a detenção, em nome do país que a solicita.

Os avisos, contudo, não podem forçar as autoridades locais a realizar essas detenções ou a extraditar os suspeitos, embora possam levantar restrições às movimentações desses suspeitos.

Após receber um pedido, a Interpol reúne em comité para discutir se deve ou não compartilhar as informações com os seus estados membros, não tendo necessidade de divulgar publicamente nenhum aviso (embora regularmente o faça, através do seu site na Internet).

Tendo em conta o tipo de pedido feito pelas autoridades judiciais iranianas, é improvável que a Interpol atenda ao pedido do Irão, já que a sua orientação proíbe a organização de realizar intervenções ou actividades de natureza política ou militar, como será o caso deste ataque em Bagdad.

Os Estados Unidos realizaram um ataque aéreo em Bagdade, em 3 de Janeiro, que matou o Qassem Soleimani, o poderoso general que dirigia a Guarda Revolucionária do Irão e as suas actividades no Iraque, aumentando as tensões entre os dois países, levando as forças iranianas a retaliar com um ataque de míssil balístico contra as tropas norte-americanas na região.

Lusa // Lusa

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Este irão só passa vergonha, esse general que foi morto era um terrorista, e tbm era procurado vivo ou morto, que grande totó que o lider do irão é, Trump fez um favor ao mundo

  2. O sr. Trump deveria sim receber uma medalha. Já fez bem mais (ou menos) que o antecessor Obama para ser galardoado com o Nobel da paz. Menos guerras, menos mortos, menos presença armada no estrangeiro.

RESPONDER

Em 1925, "O Isolador" prometia bloquear qualquer tipo de distração

Procrastinar foi, é e sempre será um passatempo irresistível. Por isso, nos anos 20, houve quem apresentasse uma solução radical para evitar este problema: "O Isolador". De acordo com o site IFLScience, o chamado "Isolador" foi …

Seca no México revela uma igreja submersa há 40 anos

Uma igreja no estado de Guanajuato, no México, sobrevive entre a água e os peixes, como única testemunha de um povoado inundado por uma barragem há mais de 40 anos. Agora, devido à seca que …

Neymar prolonga contrato com o Paris Saint-Germain até 2025

O avançado internacional brasileiro Neymar renovou contrato com o Paris Saint-Germain até 30 de junho de 2025, informou hoje o tricampeão francês e vice-campeão europeu de futebol. “O Paris Saint-Germain tem o prazer de anunciar que …

Países usaram modelo do queijo suíço para conter a covid-19. Na Índia, alguns "buracos" eram demasiado grandes

A grande maioria dos países adotou a estratégia do queijo suíço para responder à pandemia. Na Índia, os "buracos" eram demasiado grandes em três das camadas mais importantes. Para responder à crise sanitária desencadeada pela covid-19, …

Primeira-ministra da Escócia declara que "haverá maioria pró-independência" no parlamento

A primeira-ministra da Escócia, Nicola Sturgeon, declarou hoje vitória nas eleições regionais, afirmando que "haverá uma maioria pró-independência" no parlamento escocês. Com as projeções a indicarem que o Partido Nacional Escocês (SNP), que lidera, foi o …

SOS Rio Paiva pede que se limite o número de visitantes à ponte e Passadiços do Paiva

A associação SOS Rio Paiva manifestou-se preocupada com o aumento da pressão turística e com a poluição, na sequência da inauguração da ponte suspensa em Arouca, e pediu que se limite o número de visitantes. A …

O seu antigo número de telemóvel pode ser usado para pirateá-lo

O seu antigo número de telemóvel pode ser usado para pirateá-lo, caso este ainda esteja associado a contas em sites ou redes sociais. Embora milhões de números de telemóvel sejam desconectados todos os anos, um novo …

Ataque à bomba contra escola feminina em Cabul faz 30 mortos e 79 feridos

A explosão de uma bomba junto a uma escola secundária para raparigas na zona ocidental de Cabul fez hoje pelo menos 30 mortos e 79 feridos, segundo um novo balanço feito pelas autoridades afegãs. “O número …

Tamám Shud. Exumação de corpo pode resolver um estranho mistério com 70 anos

As autoridades da Austrália aprovaram uma exumação do corpo de Tamám Shud - ou "Homem de Somerton" - e, em breve, o mistério de 70 anos pode estar resolvido. Em 30 de novembro de 1948, vários …

Costa, Von der Leyen na Cimeira Social no Porto

Vacinação no bom caminho com 25% da população da UE vacina

A Comissão Europeia anunciou este sábado que 200 milhões de doses de vacinas anticovid-19 chegaram já à União Europeia (UE) e 160 milhões de europeus já receberem a primeira dose, levando a que a vacinação …