Investidor chinês foi indicado ao Montepio pelo Governo

Mário Cruz / Lusa

Tomás Correia afirma que foi o Governo que encaminhou para o Montepio a proposta do investidor chinês que compraria, no ano passado, 60% da Montepio Seguros.

A negociação com a CEFC – China Energy Company Limited para investir no Montepio Seguros foi apresentada à Associação Mutualista Montepio Geral pelo gabinete do primeiro-ministro António Costa.

Segundo o Público, que avança informação que ficou registada em ata da Associação Mutualista Montepio Geral, a proposta chinesa foi encaminhada pelo Governo com o objetivo de “encetar conversações” com vista “a desenvolver parcerias nas áreas dos seguros e da banca”.

Essa intenção acabou mesmo por se concretizar, depois de um reunião da associação mutualista em setembro, com o acordo de venda de 60% da Montepio Seguros ao grupo chinês, e consta da ata 187 da reunião do Conselho Geral do Montepio – Associação Mutualista.

Nessa mesma ata, ficou registado o pedido de intervenção de Tomás Correia para informar a maioria dos conselheiros da existência de um grupo chinês interessado em desenvolver em Portugal uma parceria na área dos seguros e da banca, nomeadamente “com a alienação do Montepio Investimento e de parte do capital do Finibanco Angola”.

O jornal refere ainda que foi o próprio presidente da associação que confirmaria a origem dessa proposta, afirmando que tomara conhecimento desse facto “mediante proposta, encaminhada via Gabinete do senhor Primeiro-Ministro“.

Além disso, Tomás Correia afirmou que a seguradora Lusitânia ia continuar a funcionar como habitualmente “sem qualquer acordo de cooperação que visasse a utilização de um canal bancário”, aconselhando que se considere a hipótese de negócio com os chineses.

O Público adianta ainda que a CEFC pretendia “instalar um centro financeiro na Europa, sediado em Portugal, entrando a CEFC com capital na Lusitânia”. Uma aliança que, a seu ver, era “necessária para ganhar dimensão”, dadas as dificuldades existentes no mercado português.

Por sua vez, fonte oficial do gabinete de António Costa esclareceu que “o senhor primeiro-ministro recebeu no ano passado uma delegação do grupo CEFC que transmitiu o interesse empresarial de investir em Portugal”. No entanto, ao contrário do que está registado na ata, o responsável garante que “não foi abordado o tema Montepio Geral“.

Segundo o Jornal de Negócios, numa nota enviada esta sexta-feira pelo gabinete do primeiro-ministro, António Costa, o Governo demente que tenha sido a ponte de ligação entre o investidor chies e o Montepio.

Desmente-se formal e cabalmente a manchete de hoje do diário Público, conforme esclarecimento já ontem prestado ao respetivo jornal”, pode ler-se na nota.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Parar de comer quando se está cheio nem sempre é fácil (e há uma razão para isso)

Com alguns alimentos, parar de comer — mesmo quando se está cheio — nem sempre é fácil. Isto porque algumas destas comidas podem ter sido feitas de forma a que tal aconteça. Nenhum alimento é criado …

Há milhares de misteriosos buracos no fundo do mar da Califórnia

Surgiu um novo mistério perto da costa de Big Sur, na Califórnia, no fundo do Oceano Pacífico: há milhares de pequenos fragmentos redondos retirados dos sedimentos do fundo do mar.   A descoberta foi feita como parte …

NASA apresenta "mapa do tesouro" para encontrar água em Marte

Uma equipa de cientistas da NASA elaborou um mapa da água congelada que existe em Marte e que se acredita estar a apenas 2,5 centímetros abaixo da superfície do Planeta Vermelho - isto é, à …

Já se sabe como é que planetas florescem a partir de pequenos pedaços de poeira

Uma equipa de investigadores validou uma teoria que pode explicar como é que os planetas crescem a partir de pequenos pedaços de poeira interestelar. O crescimento de um pequeno pedaço de poeira até um planeta inteiro …

Rainha Isabel II está a procura de um gestor de redes sociais

A família real britânica está à procura de um gestor de redes sociais. O salário vai oscilar entre os 53 e 59 mil euros anuais por 37 horas semanais, de segunda a sexta-feira. A rainha Isabel II …

Cinco antepassados de crocodilos viveram há 150 milhões de anos na Lourinhã

Pelo menos cinco crocodilomorfos, antepassados dos crocodilos, viveram na região da Lourinhã há 150 milhões de anos, durante o período do Jurássico. Num artigo publicado na Zoological Journal of the Linnean Society, os paleontólogos Alexandre Guillaume, …

A radiação de Chernobyl está a deixar as vespas esfomeadas (e isso é má notícia)

A Zona de Exclusão de Chernobyl é a área em torno da cidade ucraniana de Pripyat, onde a Central Nuclear de Chernobyl entrou em colapso em 1986. Apesar de não haver humanos na região, e …

Beethoven deixou a 10.ª sinfonia inacabada (e a IA vai completá-la)

Um dos maiores dilemas da história da música é a obra inacabada de Ludwig van Beethoven (1770-1827), a "10ª sinfonia", com muitos músicos a esforçar-se para finalizá-la, utilizando alguns dos fragmentos disponíveis, mas sem sucesso. Desta …

Orcas bebé têm maior probabilidade de sobreviver se viverem com a avó

Crias de orca que vivam com a avó têm uma maior probabilidade de sobreviver quando comparadas às outras orcas. A experiência destas espécimes mais velhas é essencial para o grupo. Tal como nos humanos, as avós …

A "capital mundial das pessoas feias" mora na Itália

Piobbico, na Itália, é uma cidade medieval repleta de grandes edifícios de pedra cercados por florestas exuberantes. No entanto, a cidade é conhecida pela feiura dos seus habitantes. Esta cidade, com cerca de 2.000 habitantes, alberga …