/

“Intenção de destruir” o povo uigur. Relatório independente acusa China de genocídio

17

Um relatório independente acusa o Governo chinês de violar todos os artigos da convenção da ONU no seu tratamento para com os uigures em Xinjiang e de ser responsável por cometer genocídio.

O relatório de 25 mil palavras, publicado por um thinktank não partidário com sede nos Estados Unidos, é um dos primeiros exames jurídicos independentes e não governamentais do tratamento dado pela China aos uigures sob a convenção do genocídio de 1948.

Segundo a convenção da ONU, assinada por 152 países, incluindo a China, uma decisão de genocídio pode ser feita se uma das partes violar qualquer um dos cinco atos definidos.

O relatório de terça-feira do Newlines Institute for Strategy and Policy revelou, de acordo com o jornal britânico The Guardian, que o Partido Comunista Chinês violou todos eles e acusou-o de demonstrar claramente uma “intenção de destruir, no todo ou em parte, um grupo nacional, étnico, racial ou religioso”.

“A intenção de destruir os uigures como um grupo é derivada de provas objetivas, consistindo em políticas e práticas estatais abrangentes, que o presidente Xi Jinping, a mais alta autoridade na China, colocou em ação”, lê-se no relatório.

Os cinco atos são: matar membros do grupo; causar sérios danos físicos ou mentais aos membros do grupo; infligir deliberadamente ao grupo condições de vida calculadas para ocasionar a sua destruição física total ou parcial; imposição de medidas destinadas a prevenir nascimentos dentro do grupo; e a transferência forçada de crianças do grupo para outro grupo.

Como evidência, o relatório citou relatos de mortes em massa, sentenças de morte seletivas e prisão de longo prazo de idosos, tortura sistémica e tratamento cruel, incluindo abuso sexual e tortura, interrogatórios e doutrinação, a detenção seletiva de líderes comunitários uigures e pessoas em idade reprodutiva, esterilização forçada, separação familiar, esquemas de transferência de trabalho em massa e a transferência de crianças uigur para orfanatos e internatos administrados pelo Estado.

“As pessoas e entidades que perpetram os atos de genocídio acima indicados são todos agentes ou órgãos do estado – agindo sob o controlo efetivo do estado – que manifestam a intenção de destruir os uigures como um grupo na aceção do artigo II da convenção sobre genocídio”, revelou o relatório.

As evidências disponíveis e verificáveis ​​foram estudadas por dezenas de especialistas em direito internacional, estudos de genocídio, políticas étnicas chinesas e na China.

Esta segunda-feira, o ministro das Relações Exteriores da China, Wang Yi, disse que as alegações de genocídio em Xinjiang “não poderiam ser mais absurdas”. “É um boato fabricado com segundas intenções e uma mentira total”, disse Wang. O Partido Comunista Chinês negou veementemente as atrocidades e abusos contra a minoria muçulmana uigur.

  Maria Campos, ZAP //

17 Comments

        • O que deu para perceber é que andas a dormir… eu não falei em partidos; falei em comunismo e, o partido comunista chinês é tudo menos comunista!!
          Pode ser que um dia chegues lá…

          • Escrevi eu sobre comunismo e dos partidos associados ao comunismo que impõe ditaduras, pelos vistos leste o que quiseste e ficaste ofendido.
            Tu é que começas com o “não há comunismo na china” de maneira a desconversar e a tentar virar o assunto para outro lado, contrapondo para eu ser obrigado a defender algo que tu atiras para o ar tentando enterrar este assunto em conversas paralelas (tambem conheço a tua escola). De certeza que vais continuar e cada vez mais ofendido e com ataques pessoais.

            A China é uma democracia de um só partido, que é comunista, no nome e nos estatutos, podes não gostar mas é a realidade.
            O partido comunista na China é quem governa um regime autoritario e que tem uma agenda de limpeza etnica como indicado nesta noticia.

            Ainda bem que fica aqui registrado a tua incapacidade de analise e continuo desconversar.

            Bons sonhos

            • 1°- Não fiquei ofendido – a incultura não me ofende.
              2°- Não sabes o que é o comunismo e confundes comunismo com partidos comunistas e pior, com o Partido Comunista Chinês!
              3°- A China é uma ditadura.

            • Ficaste muito ofendido, ao ponto de responder com insultos.

              Atacas e tentas inferiorizar quem escreve, metes assuntos no meio para desviar, no fim queres que a conversa siga outro rumo porque não te convem o tema.

              Lê a noticia e sê feliz no teu mundo

    • Olha lá o comunismo no seu nível maximo:
      “China torna-se o primeiro país do mundo a ter mais de mil multimilionários”
      zap.aeiou.pt/china-primeiro-pais-mil-multimilionarios-384888

      • E qual é o ser humano consciente que ignora que o comunismo é um acérrimo amante do capitalismo? Para eles, de Estado que uma vez caído em desgraça como na defunta URSS foi ver surgir de imediato grandes capitalistas russos até aí ignorados a comprar clubes de futebol e das mais variadas luxúrias por essa Europa fora, portanto um Estado dominado por uma pequena elite de privilegiados donos daquilo tudo, temos Angola, por exemplo, como caso mais recente. De resto comunismo de massas existe, são esses senhores que o afirmam, mas para aqueles que são escravos do seu Poder.

          • O oposto do comunismo; já agora eu gostava que o Eu me dissesse onde existe afinal o verdadeiro comunismo, é que é interessante que os defensores do comunismo quando se vêm atacados afirmam que o mesmo nunca foi posto em prática, mas, no entanto, defendem constantemente os ditadores daquele que vamos vendo na prática. Tenham então a coragem de chamar charlatões aos líderes comunistas e exponham por sua vez o que é o tal verdadeiro e invisível comunismo que dizem ser o bom para que todos possamos ficar esclarecidos.

            • Não sei!
              Eu nunca vi comunismo em prática em lado nenhum (talvez apenas nos kibutz em Israel), nem conheço nenhum “líder comunista”, mas, tens que perguntar aos comunistas!
              Uma coisa é certa, o Partido Comunista Chinês, de comunista, só tem o nome!!
              Claro que tais supostos lideres comunistas, além de capitalistas comodistas são charlatões e, é isso mesmo que eu estou constantemente a dizer!

  1. Limpeza étnica, amanhã vamos ter Ana Gomes, Mamadou, PCP, BE e muita rapaziada de esquerda numa manifestação exemplar gritando bem alto de que tudo aquilo é racismo e genocídio.

  2. Esta notícia deve ser a vergonha da cara do PR Marcelo Rebelo de Sousa, do PM António Costa e a de todos os membros do seu governo da altura, por terem vendido a Pátria ao genocida Xi Jinping e ao seu criminoso Partido Comunista chinês!
    Claro que a actual denúncia da situação do Povo Uigur é beneficiada pelo facto de as nações olharem a severa ditadura assassina chinesa com um novo olhar crítico após o vírus chinês de Wuhan ter perturbado o mundo inteiro. Porque o genocídio comunista está longe de ter começado no Turquestão Oriental. De facto, desde o começo da revolução cultural maoísta em 1949, que o PC chinês e o seu ignóbil timoneiro Mao Tsé Tung foram progredindo de massacre em massacre até 1959, data em que esse genocida invadiu e ocupou o pacífico Tibete, com um genocídio sistemático de milhões de pessoas, que subsiste até aos dias de hoje.
    Também hoje, se comemora o 62º aniversário da Revolta Nacional Tibetana de 1959, que começou no dia 10 de Março de 1959, quando uma revolta anti-chinesa da população tibetana rebentou em Lhasa, capital do Tibete, quando já estava sob o domínio do Partido Comunista chinês desde a invasão e ocupação do país em 1950, obrigando o 14º Dalai Lama, líder político e religioso do Tibete, a fugir pelos Himalaias para a Índia, ficando a residir desde então em Dharamsala.
    Bom seria que os portugueses se revoltassem também contra a política pró-chinesa do governo e do PR, que permitem que o genocida Xi Jinping e o seu ignóbil PC colonizem Portugal, se apropriem de bens do Estado, infestem a sociedade portuguesa de corrupção e sejam tratados como pessoas de bem, que nunca foram!
    É urgente abrir os olhos aos achinesados portugueses e mandar confinar esse maléfico regime de terror no interior das suas fronteiras originais, tal como estava antes de o mundo abrir as suas para a entrada da China comunista na Organização Mundial de Comércio, em Novembro de 2001. Para bem do mundo livre.
    Tibete Livre e Independente!
    Turquestão Oriental Livre e Independente!
    Mongólia do Sul Livre e Independente!
    Hong Kong Livre e Independente!
    China Livre do genocida Partido Comunista chinês!

    • Eh lá… quem vendeu Portugal o mais que pôde aos chineses foi o governo do Passos/Portas (até criaram os vistos gold para facilitar a entrada dos chineses mafiosos com capital) e, o PR da altura era o Cavaco!!
      No tempo do Costa/Marcelo, nada foi vendido!
      De resto, completamente de acordo.
      O pior foi mesmo a entrada da China na OMC em 2001! O mundo abriu as portas à maior ditadura à face da Terra e o resultado está à vista: eles aos poucos vão tomando conta de tudo (é ver o n° de empresas americanas e europeias que estão nas suas mãos) e agora até andam armados em colonizadores, tentado roubar territórios aos países vizinhos!…
      A democracia de Taiwan também não vai ter um futuro fácil…

  3. Neste momento China e India sao paises a expandir a suas fronteiras em busca de mais terra e mais alimentos para seu povo… e uma constante e nao vale a pena esconder… quando regimes politicos, como falar ou comentar se nao entendem ou nao querem entender as culturas desses paises…. A china com sempre fechada e com partido vermelho nas costas a controlar, a india com castas que nunca vai acabar… e nao e por acaso que sao este dois paises com mais populacao a nivel global. Pressao democrafica, pressao sobre recursos naturais, etc…Ja viram que por exemplo a india e dos paises que mais produz energia eletrica… logo progrsso e maior, logo sao precisos mais recursos, logo teem capacidade para transformar mais, logo polui mais. Entao? onde ficamos…

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE