A Inteligência Artificial pode provocar uma guerra nuclear, defende Robert Work

Robert Work defende que o risco do uso de sistemas de Inteligência Artificial a nível militar reside no seu envolvimento na decisão de lançar um ataque nuclear.

Para Robert Work, ex-secretário adjunto da Defesa dos Estados Unidos, os sistemas de Inteligência Artificial não devem estar envolvidos no controlo de armas nucleares, uma vez que estas são lançadas com base em determinados parâmetros e indicadores.

Um artigo recente da Breaking Defense explica que, em algumas situações, a Inteligência Artificial pode interpretar certos fatores que não são perigosos como ameaças, e esta é, para Robert Work, uma “perspetiva preocupante”.

O artigo cita como exemplo o sistema russo Perimetr, um sistema criado na URSS de controlo automático de ataques nucleares de retaliação. Este sistema, ao considerar uma atividade sísmica como explosões nucleares, pode enviar um pedido ao quartel-general militar e, se não receber resposta, poderá dar ordem de lançamento de mísseis balísticos intercontinentais.

Work afirma que a utilização militar da Inteligência Artificial pode ter consequências desastrosas mesmo que esta não esteja diretamente envolvida na gestão das armas nucleares. Esse poderá ser o caso, principalmente, da sua utilização na análise de informações de reconhecimento, bem como nos sistemas de alerta precoce.

O ex-secretário adjunto da Defesa dos Estados Unidos aponta para um cenário de pesadelo se uma IA comandar uma operação de ataque nuclear de um país.

“Imagine ter um sistema preditivo de IA num sistema de comando e controlo nuclear a ser lançado com base em certos parâmetros. Essa é uma perspetiva muito, muito, muito mais alarmante do que qualquer coisa que possa pensar em termos de armas individuais”, garantiu o ex-responsável, citado pela Sputnik News.

Ainda assim, Robert Work assinala que a Inteligência Artificial pode beneficiar os militares. No entanto, ressalva que o seu uso deve ser limitado e que não se deve estender às armas nucleares.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Cientistas reverteram principal sintoma da esquizofrenia em camundongos

Um medicamento que está atualmente a ser desenvolvido para tratar a leucemia reverteu (em camundongos) um sintoma de esquizofrenia anteriormente intratável: o enfraquecimento da memória de trabalho. A memória de trabalho é um processo cerebral fundamental usado …

Para as criaturas marinhas, as doenças infecciosas são a sentinela da mudança

Uma recente investigação analisou as mudanças nas doenças relatadas em espécies submarinas num período de 44 anos. A conclusão não surpreende: a saúde dos oceanos está a piorar a passos largos. A compreensão das tendências oceânicas …

Solidariedade e ambiente. Nos EUA, já é possível doar as suas peças Lego

Nunca somos demasiado velhos para brincar com peças Lego. No entanto, se estiver a ficar sem espaço para as arrumar e estiver à procura de uma forma de garantir que os seus blocos acabam em …

Eis os primeiros smartphones pensados e fabricados em África

https://vimeo.com/365789486 No Ruanda nasceram os primeiros rebentos do grupo Mara, que anunciou o lançamento dos seus dois primeiros smartphones. São os primeiros a serem totalmente fabricados em África. Estes são os dois primeiros smartphones totalmente fabricados em …

Siza Vieira recebe Grande Prémio da Academia de Belas-Artes francesa

O arquitecto Álvaro Siza Vieira recebeu o Grande Prémio de Arquitetura da Académie des Beaux-Arts, pelo conjunto do seu percurso, no valor de 35 mil euros. “É uma grande honra, porque é um prémio importante. É …

Para os jovens refugiados, um telemóvel pode ser tão importante quanto comida ou água

Entre 2015 e 2018, mais de 200.000 jovens não acompanhados reivindicaram asilo na Europa. Muitos deles, agora na União Europeia, têm uma coisa em comum: os seus smartphones. Não são apenas ferramentas para entretenimento nem uma …

Cientistas observaram pela primeira vez porcos a usar ferramentas

Uma equipa de cientistas registou pela primeira vez uma família de javalis das Visayas, num jardim zoológico em Paris, a usar paus para cavar e construir ninhos. Os porcos não gostam só de chafurdar na lama …

Transição verde: o mundo tem muito a aprender com uma pequena cidade na Islândia

Uma pequena cidade no norte da Islândia tornou-se quase neutra em dióxido de carbono (CO2). Uma equipa de cientistas viajou até ao país insular nórdico para descobrir como podemos aprender com esta cidade. Atualmente, as cidades …

Adolfo Mesquita Nunes não será candidato à liderança do CDS

Adolfo Mesquita Nunes anunciou este domingo que não será candidato à liderança do CDS. A garantia foi deixada pelo próprio, na sua página pessoal de Facebook, depois de ter sido desafiado por António Pires de …

Afastado desde a noite eleitoral, Rui Rio volta para lançar suspeitas sobre a RTP

Afastado dos holofotes desde a noite eleitoral e sem dizer se se vai recandidatar à liderança do PSD, Rui Rio recorreu ao Twitter para comentar as suas suspeitas sobre a RTP. O líder social-democrata recorreu às …