Inteligência artificial usada para detetar o cancro de ovário mais letal

Annie Cavanagh / Wellcome Images

Células cancerígenas

A forma mais letal de cancro no ovário foi detetada com sucesso com Inteligência Artificial, oferecendo esperança para tratamentos mais precisos para salvar vidas.

Os cientistas criaram uma ferramenta que procura aglomerados de células tumorais com núcleos de formato incomum – os “centros de controlo” no coração de cada célula.

Mais de sete mil novos casos de cancro de ovário são diagnosticados a cada ano no Reino Unido – e tem uma das piores taxas de sobrevivência de todos os tipos de cancro.



A taxa de sobrevivência normal além de cinco anos é de 53%, mas isto é reduzido para apenas 15% para pacientes com células deformadas. Os núcleos de formato estranho parecem ser uma indicação de que o ADN da célula se tornou instável, mas os testes convencionais podem facilmente ignorá-los.

Ao escolher mulheres com estas células incomuns, os investidores por trás da nova AI esperam desenvolver um sistema no qual os tratamentos sejam mais adequados aos pacientes com cancro.

“Usar este novo teste dá-nos uma maneira de detetar tumores com fraquezas ocultas na sua capacidade de reparar ADN que não seria identificado através de testes genéticos”, explicou Yinyin Yuan, que liderou o estudo no Instituto de Pesquisa do Cancro, citado pelo The Independent.

“Poderia ser usado juntamente com testes genéticos para identificar mulheres que poderiam beneficiar de opções alternativas de tratamento que visam defeitos de reparo de ADN, como os inibidores de PARP.”

Num estudo publicado na Nature Communications, os investigadores usaram a sua ferrament para testar amostras de tecido de mais de 500 mulheres com cancro de ovário. No total, a IA examinou quase 150 milhões de células.

Além de escolher o melhor tratamento, a investigação da equipa de Yuan também abriu novas possibilidades potenciais de imunoterapia.

As imunoterapias consistem em tratamentos que estimulam o sistema imunológico do corpo na luta contra as células cancerígenas. Os cientistas notaram que as células do sistema imunológico que ajudam a defender o corpo contra doenças não foram capazes de entrar nos aglomerados disformes.

Uma substância chamada galectina-3 estava presente em altos níveis nestes aglomerados e os cientistas concluíram que pode ser a chave para esta recém-descoberta “rota de fuga” do sistema imunológico.

A galectina-3 poderia, portanto, ser um novo alvo para as terapias, já que a sua remoção poderia deixar estas células mortais vulneráveis às células do sistema imunológico do corpo.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Em apenas três anos, a Austrália perdeu um terço dos seus coalas

A seca, os incêndios florestais e a desflorestação na Austrália levaram o país a perder um terço dos seus coalas nos últimos três anos. A Austrália perdeu cerca de 30% dos seus coalas nos últimos …

Há modelos matemáticos que preveem se uma música vai ser viral — os mesmos utilizados com a covid-19

O uso de modelos matemáticos para antecipar o nível de sucesso de uma música pode começar a ser usado, a partir da publicação do presente estudo, por artistas e editoras para melhorar o desempenho dos …

Alemanha. Funcionário de posto de combustível abatido a tiro por cliente que se recusou a usar máscara

Um homem de 49 anos matou um funcionário de um posto de combustível na Alemanha, após tentar comprar cerveja sem utilizar a máscara. No país, o uso deste equipamento de proteção é obrigatório para entrar …

Um violino gigante flutuou no Grande Canal de Veneza (ao som de Vivaldi)

No passado fim de semana, um violino gigante, com quase 12 metros de comprimento, desceu o Grande Canal de Veneza. A bordo estava um quarteto de cordas, que tocou Four Seasons de Vivaldi. O Noah's Violin …

Assembleia de credores aprova recuperação da Groundforce

Esta quarta-feira, os credores da Groundforce aprovaram a recuperação da empresa. Em causa está uma dívida de 154 milhões de euros. Os credores da Groundforce, reunidos esta quarta-feira em assembleia de credores, no tribunal de Monsanto, …

Europeus acreditam numa "guerra fria" entre os EUA e a China e Rússia

A maioria dos cidadãos da União Europeia (UE), 62%, considera que os Estados Unidos (EUA), com apoio das instituições comunitárias, estão numa nova "guerra fria" com a China, mas recusam envolvimento nacional, revelou um inquérito …

Desenho de Van Gogh esteve guardado mais de 100 anos. Agora, é exibido pela primeira vez

O Museu de Amesterdão, nos Países Baixos, ganhou um novo inquilino: Study for 'Worn Out', um desenho recém-descoberto de Vincent van Gogh. O holandês Vincent van Gogh ainda continua a impressionar o mundo inteiro com a …

No Afeganistão, as professoras estão prontas para desafiar o regime talibã

No Afeganistão, as professoras estão prontas para desafiar o regime talibã, com receio de que os avanços dos últimos 20 anos tenham sido conquistados em vão. A Vice falou com algumas professoras afegãs que garantem continuar …

Apenas um terço das crianças em 91 países tem acesso a uma alimentação adequada, alerta UNICEF

Apenas um terço das crianças com menos de dois anos em 91 países em desenvolvimento têm acesso aos alimentos que necessitam para um crescimento saudável, revelou um relatório da UNICEF, apontando que nenhum progresso foi …

Preços das casas voltaram a aumentar no segundo trimestre

Entre abril e junho, o índice de Preços da Habitação (IPHab) cresceu 6,6% em termos homólogos. A revelação foi feita esta quarta-feira pelo Instituto Nacional de Estatística (INE). O Índice de Preços da Habitação (IPHab) cresceu …