Instagram é a rede social mais prejudicial à saúde mental dos jovens

Um estudo revelou que o Instagram é a rede social que mais prejudica a saúde mental dos seus utilizadores, especialmente os mais jovens . Os resultados apontam que quem frequenta esta rede social tem mais distúrbios de sono, descontentamento com a própria imagem e o medo de perder alguma coisa.

O estudo foi feito pela Sociedade Real para Saúde Pública, do Reino Unido, e tinha por objetivo saber qual a rede social que tem maior impacto na saúde mental dos jovens, em questões como aceitação do corpo, ansiedade e solidão. E essa rede é o Instagram.

O questionário criado pelos investigadores mostrou que a aplicação de partilha de imagens afeta de forma negativa o sono, a perceção do corpo e o ‘fear of missing out’ (qualquer coisa como o ‘medo de perder alguma coisa’) dos usuários britânicos, principalmente mais jovens. A necessidade de estar sempre online para acompanhar as publicações dos amigos pode ser extremamente prejudicial, levando a comparações irreais, ansiedade e depressão.

Nesta pesquisa, 1.500 jovens britânicos, entre os 14 e os 24 anos, avaliaram como as plataformas de redes sociais que usavam impactavam questões como depressão, ansiedade, solidão e o senso de comunidade. O site com mais respostas positivas foi o YouTube, seguido pelo Twitter e Facebook. Já os aplicativos Snapchat e Instagram foram considerados os piores nestes quesitos.

Um problema presente em quase todas as redes foi o vício no uso das redes, que pode estimular a insónia. Só o Instagram tem 500 milhões de usuários ativos e mais de 95 milhões de fotos postadas e 3,5 mil milhões de gostos, diariamente.

“É interessante como o Instagram e o Snapchat, ambos focados no culto à imagem, foram indicados como os piores para a saúde mental e bem-estar. Parecem estar mais ligados ao sentimento de inadequação e ansiedade entre os mais jovens”, explicou Shirley Cramer, chefe executiva da Sociedade Real para Saúde Pública, ao Telegraph.

Um dos participantes do questionário apontou a constante preocupação com o que os outros pensam sobre as suas fotos e posts. Outro entrevistado contou também que passa muito tempo nas redes e acaba por perder o sono, atividades escolares e até oportunidades de sair com amigos e familiares.

“As plataformas que deveriam ajudar as pessoas a conectarem-se com outras podem, na verdade, estar a alimentar uma crise na saúde mental”, disse a equipa de pesquisa em comunicado.

Apesar disso, 1.479 dos jovens disseram que o Instagram também promove formas de expressão e a busca pela identidade pessoal, assim como Twitter e YouTube. O site de partilha de vídeos foi classificado como um meio para aumentar a consciencialização dos jovens. Já o Facebook foi listado como um importante meio para a busca de apoio emocional e coletividade.

Segundo Becky Inkster, investigadora honorária da Universidade de Cambridge, jovens e adolescentes sentem a necessidade de se sentirem confortáveis ao falarem sobre problemas pessoais e acabam por recorrer às redes sociais e ambientes online. “Como profissionais da saúde, precisamos de fazer todas as tentativas para entender as expressões, os léxicos e os termos da cultura da juventude moderna para melhor se conectar com os seus pensamentos e sentimentos”, explicou ao jornal.

Segundo o estudo, sete em cada dez dos jovens entrevistados acham importante que as redes sociais, como o Twitter e o Facebook, apresentem algum suporte sobre o assunto. No entanto, os alertas atuais são bastante discretos.

Em relatório, os especialistas sugeririam que os sites em questão procurassem alertar os utilizadores sobre os riscos relacionados com o comportamento e acesso constante, considerado vicioso, e ajudá-los a procurar ajuda, caso demonstre perigo à saúde mental.

“Alguns estudos já mostraram que as redes sociais podem ser tão viciantes quanto o cigarro e o álcool, e hoje elas são tão intrínsecas na vida dos jovens que é impossível ignorar os problemas que causam à saúde das pessoas”, disse Shirley.

De acordo com um porta-voz da ONG britânica Mental Health Foundation, essa é uma área que precisa de mais estudos. “Comparar-se com os outros é um problema ainda maior quando é a partir de publicações nas redes sociais, envolve comparar o irreal com a vida real”, disse ao Daily Mail.

// Move

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. As redes sociais são a muleta dos coxos mentais que precisam de atenção. Isolam-se do mundo real desconfortável para procurar um conforto artificial de “amigos” que “gostam” deles. A vida é dura, tirem o cu da cama e ponham os pés no chão.

RESPONDER

Horacio Cartes, ex-Presidente do Paraguai, alvo de mandado de prisão no Brasil

Um juiz do Brasil emitiu esta terça-feira uma ordem de prisão contra o ex-Presidente paraguaio Horacio Cartes (2013-2018), num caso relacionado com a Operação Lava Jato, informaram fontes oficiais. A decisão foi tomada pelo juiz brasileiro …

Ex-futebolista Koke detido em operação contra tráfico de droga

O antigo futebolista espanhol do Sporting é um dos 20 detidos pelas autoridades espanholas numa operação contra o tráfico de drogas. Esta operação foi desencadeada com 11 buscas simultâneas em Sevilha, Málaga e Granada, envolvendo 150 …

Brasil. Técnica que esteriliza o mosquito do zika e dengue será aplicada em 2020

O Brasil irá usar a partir do próximo ano mosquitos estéreis da espécie 'Aedes aegypt' para controlar a reprodução deste agente que transmite doenças como dengue e zika, anunciou a Organização das Nações Unidas (ONU). A …

FC Porto encaixa até 50 milhões com novo adiantamento de receitas televisivas

A SAD do FC Porto encaixou 30 milhões de euros com uma nova emissão de obrigações pela Sagasta, envolvendo a cedência de receitas futuras de direitos televisivos, e podem entrar mais 20 milhões em janeiro. Em …

Verdes denunciam depósito ilegal de amianto em aterros para resíduos não perigosos

Os Verdes questionaram o Governo sobre casos de depósito de amianto em aterros para resíduos não perigosos. Esta é uma prática ilegal segundo a legislação portuguesa. O Partido Ecologista "Os Verdes" entregou na Assembleia da República …

Autarquias desperdiçaram 128 litros de água por dia em 2018

A Câmara Municipal de Macedo de Cavaleiros encabeça a lista de entidades gestoras que mais água desperdiçam diariamente: 538 litros diários por ramal. Em 2018, a média de perda de água em Portugal continental situou-se nos …

Há mais de 100 mil crianças migrantes detidas nos EUA, garante a ONU

Mais de 100 mil crianças migrantes estarão atualmente em centros de detenção nos Estados Unidos (EUA), disse na segunda-feira um perito independente da Organização das Nações Unidas (ONU), esclarecendo que esta estimativa, que classificou como …

Milhares de manifestantes impedem abertura do parlamento do Líbano

Milhares de manifestantes bloquearam esta terça-feira os acessos ao parlamento do Líbano, obrigando a adiar novamente a análise de várias leis, como a que prevê uma amnistia a quem tem impostos em dívida, contestada por …

Huawei quer implementar 5G no Brasil

O Presidente do Brasil afirmou na segunda-feira que a gigante das telecomunicações chinesa Huawei pretende instalar a tecnologia de quinta geração (5G) no país, mas rejeitou que tenha sido feita uma proposta. O anúncio foi feito …

Benfica lança OPA para controlar SAD. Ações valorizam 70%

As ações da Benfica SAD estavam a valorizar 70%, para os 4,70 euros, um dia depois da Sport Lisboa e Benfica SGPS ter lançado uma Oferta Pública de Aquisição (OPA) sobre 28,067% do capital da …