“The Old Gays”. Influencers idosos ganham cada vez mais fama nas redes sociais

@theoldgays / Instagram

Os influencers “The Old Gays”

Os seus movimentos podem ser um pouco mais lentos, mas os “The Old Gays”, o seu nome de utilizador, conquistaram o TikTok com mais de 5,5 milhões de seguidores.

“Estamos orgulhosos de sermos velhos gays”, afirma Bill Lyons, um dos quatro membros do grupo, em entrevista à CBS News. “Todos nos divertimos, todos nos rimos, e acabou por ser apenas um quarteto absolutamente maravilhoso”.

Os quatro idosos fazem parte de uma onda crescente de seniores que inspiram e esclarecem os seus fãs muito mais jovens, desde o TikTok até ao Instagram.

Estes surpreendentes famosos das redes sociais estão a tornar-se poderosos criadores de conteúdos e influencers — carinhosamente chamados “granfluencers”.

Segundo a entrevista dada pelos membros do grupo à CBS, eles estão a tentar espalhar positividade, a esmagar estereótipos e a ganhar dinheiro como sensações das redes sociais.

Um deles é Lyn Slater, de 68 anos de idade. Conhecido nas redes sociais como “Ícone Acidental”, este antigo professor de justiça social está a usar a moda para combater os estereótipos sobre o envelhecimento.

“Essa foi a razão pela qual me tornei popular e tive sucesso, porque estava a transmitir esta atitude. Vejam como sou fixe e tenho cabelos brancos e rugas, e não vou deixar que ninguém me faça ser invisível“, afirmou Slater. “Envolve sair da sua zona de conforto. Para mim, se eu não continuar a crescer, é quando vou murchar”.

Rahel Marsie-Hazen, especialista de marketing, ajuda as empresas a ligarem-se aos “granfluencers”, apresentando oportunidades de crescimento tanto para os mais velhos como para as marcas que procuram expandir os seus mercados.

As pessoas estão realmente desejosas de autenticidade“, sublinha Marsie-Hazen. “Portanto, pessoas de todas as idades estão à procura de pessoas reais com as quais se possam sentir conectadas”.

Os mais jovens sentem-se “realmente inspirados” quando vêm “granfluencers” a viver as suas vidas, a namorar, a viajar e a dançar, explicou a especialista. “Chegou a altura dos mais velhos que têm sido negligenciados até agora”, acrescenta.

E as novas parcerias podem significar uma bênção económica para os mais velhos. Podem ganhar entre 50 a dezenas de milhares de dólares por apenas um posto de comunicação social, disse Marsie-Hazen.

“Provavelmente trabalhei cerca de oito horas, e ganhei o meu salário anual de professor”, confirmou Lyn Slater.

Lonni Pike também faz parte do grupo e é conhecido por “Cabelo Cinzento e Tatuagens”. A sua confiança e positividade fizeram-na ganhar perto de um milhão de seguidores no TikTok.

“Tenho 57 anos e ainda me dizem que me vou arrepender de ter feito as minhas tatuagens”. Quer dizer, vá lá!” brinca Pike.

O influencer tatuado conta que é inspirador ouvir comentário de jovens mães que apreciam o seu trabalho.

“Elas pensam: Já não tenho medo de envelhecer”, diz Pike. “Não é preciso ter medo de envelhecer. Eu sou a mesma pessoa aos 57 anos que era quando tinha 25. Só tenho mais tatuagens e conduzo um carro melhor“, acrescenta. “A vida é demasiado curta para não sermos os melhores que podemos ser”, relembra.

 

View this post on Instagram

 

A post shared by Old Gays (@theoldgays)

O famoso quarteto “The Old Gays” têm uma relação de amizade há anos. Com idades compreendidas entre os 65 e os 78 anos, acumularam cerca de 750 milhões de visualizações.

“Os miúdos dizem: Quero que estes tipos sejam os meus avôs. Eles têm um grande respeito por nós, e isso é reconfortante para mim”, desabafa Lyons.

Era mais difícil ser jovem, porque se estava preocupado com o que as pessoas pensavam de nós, e aos 68 anos eu digo: É isto, querida. Sê tu próprio”, comenta Jessay Martin, outro membro do grupo.

Para eles, o termo “influencer” é mais profundo do que as suas estatísticas nas redes sociais. Dois sobreviveram à crise da SIDA nos anos 80 e estão a viver com o VIH.

Perdi 80% dos meus amigos em São Francisco“, disse Lyons. “E esta pandemia lembra-me agora o que estava a acontecer quando os meus amigos estavam a cair mortos à direita e à esquerda”.

Para estas novas estrelas das redes sociais, o dinheiro é bom, mas melhor do que isso é uma oportunidade de partilhar a sua alegria e ser apenas eles próprias.

“Gosto de citar David Bowie”, cocnlui Slater, “porque ele diz, o envelhecimento é quando nos tornamos na pessoa que sempre deveríamos ter sido”.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.