Independentistas ganham eleições autonómicas na Catalunha

. SantiMB . / Flickr

Manifestação pela independência da Catalunha

Manifestação pela independência da Catalunha

A primeira sondagem à boca das urnas divulgada este domingo pela televisão catalã TV3 indica que a plataforma independentista Junts pel Sí, do presidente Artur Mas, ganha as eleições autonómicas, mas a precisar da extrema-esquerda CUP para ter maioria absoluta.

A sondagem à boca das urnas da TV3 indica que a Junts pel Sí (Juntos pelo Sim) obteria entre 63 e 66 deputados (a maioria absoluta consegue-se com 68 deputados regionais), com a Ciudadanos a obter entre 19 e 21 assentos, e o Partido Socialista da Catalunha entre 14 e 16 deputados. O Catalunya Si que es pot (apoiada pelo Podemos) ficaria pelos 12 a 14 deputados.

De acordo com os dados, a Junts necessitaria de entre 11 a 13 deputados da CUP (Candidatura de Unidade Popular, esquerda radical antieuropeísta) para obter a maioria absoluta no parlamento catalão,

O resultado motivou os primeiros gritos de festa na sede de campanha do Junts pel Sí, de Artur Mas, que consideram estas eleições um referendo de facto sobre a independência. A Junts afirmou que iniciaria um processo de independência caso obtivesse essa maioria, sozinha ou com outra formação independentista (no caso, a CUP).

Na votação popular, a sondagem da TV3 diz que os independentistas (Junts pel Si e CUP) terão obtido cerca de 49,8% dos votos populares (com a formação de esquerda radical a obter 9,1%).

Em teoria, os catalães apenas vão escolher hoje – numas eleições antecipadas em cerca de 13 meses pelo atual presidente e líder da principal fação independentista, Artur Mas – a composição do novo Governo regional.

No entanto, a plataforma Junts pel Sí (Juntos pelo Sim) – que junta o partido de Artur Mas, a Convergencia Democratica de Catalunya (CDC), a Esquerra Republicana Catalana (ERC) e vários movimentos cívicos – considera que as eleições constituem um “plebiscito” sobre a independência da região.

Os dirigentes da Junts afirmam que, caso obtenham a maioria absoluta no parlamento (pelo menos 68 deputados regionais) iniciam um processo de negociações com Espanha, a União Europeia e os Estados-membros com vista à independência da Catalunha, no prazo de 18 meses. As outras forças políticas, com exceção da esquerda radical CUP, estão contra esta via.

Quase 5,5 milhões de eleitores catalães foram hoje às urnas para escolher os deputados ao parlamento regional da Catalunha, numas eleições autonómicas convertidas pelos partidos independentistas num “referendo de facto” sobre a independência da região.

Ainda de acordo com a sondagem à boca das urnas da televisão catalã, o PP da Catalunha terá ter conseguido entre 9 e 11 deputados regionais.

/Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

    • Portugal fechou-se durante mais de 50 anos… Um país que deu “novos mundos ao mundo” tem gente que prefere o isolamento de Portugal – “Cuba” da Europa

RESPONDER

Marcelo nada diz sobre eventual candidatura de Ana Gomes à Presidência da República

O Presidente da República recusou esta quinta-feira comentar, em Israel, uma possível candidatura presidencial da ex-eurodeputada do PS Ana Gomes. "Eu não faço comentários sobre a vida política portuguesa", justificou Marcelo Rebelo de Sousa, quando questionado …

Defeito nos travões força Metro do Porto a andar devagar. Falha foi detetada há um ano

O descarrilamento de um metro na estação de Campanhã foi provocado por um defeito nos patins eletromagnéticos. A avaria afeta vários veículos da frota do Metro do Porto. No passado dia 2 de janeiro, uma falha …

Soares da Costa acusada de ajudar hotel-fantasma a "sacar" 1,2 milhões de euros ao Estado

A Soares da Costa e dois ex-responsáveis de um dos maiores grupos de construção civil portugueses estão acusados de fraude e de branqueamento de capitais num processo judicial que envolve um hotel-fantasma, que nunca foi …

Chega vai organizar angariação de fundos para a pediatria do S. João (mas hospital não sabe de nada)

O partido Chega, liderado por André Ventura, vai realizar um jantar no Mercado Ferreira Borges, no Porto, esta sexta-feira, e anunciou que parte da receita reverte para o serviço de Oncologia Pediátrica do S. João. …

Isabel dos Santos também sai da Efacec. Era "o negócio mais vulnerável" da empresária em Portugal

A Efacec anunciou, nesta sexta-feira, que Isabel dos Santos decidiu "sair da estrutura accionista" da empresa, "com efeitos definitivos". Uma decisão que surge no âmbito do "Luanda Leaks" que implica a empresária no desvio de …

Há pessoas a fingir serem funcionários da Segurança Social

A Segurança Social está a alertar para situações de fraude e roubo por pessoas que se fazem passar por funcionários que prometem prémios. Esta sexta-feira, o Instituto da Segurança Social alertou para situações de fraude e …

Já chegaram à Assembleia da República quase 600 propostas de alteração ao Orçamento

Nos serviços do Parlamento já deram entrada quase 600 propostas de alteração ao Orçamento do Estado para 2020. A esquerda domina a lista de mudanças. O PCP foi o partido que mais alterações colocou em cima …

Brexit já recebeu luz verde da Comissão e do Conselho Europeu

A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, e o presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, formalizaram esta sexta-feira o Acordo de Saída do Reino Unido da União Europeia (UE), faltando agora apenas a …

Isabel dos Santos esteve em Portugal, mas saiu na hora da reunião entre procuradores

No mesmo dia, Isabel dos Santos chegou e saiu de Portugal, onde esteve em Lisboa para conceder "plenos poderes" aos seus representantes legais no processo de alienação do capital do Eurobic. Isabel dos Santos esteve em …

Invencível fora de portas. Benfica é quase caso único nas grandes ligas

O Benfica é uma das três equipas das grandes ligas europeias que ainda não perdeu fora de casa para o campeonato, esta temporada. As 'águias' venceram todos os oito jogos. Jogar em casa costuma ser um …