“Impressora de pele” promete ajudar na cicatrização de queimaduras

Uma nova impressora 3D portátil é capaz de depositar “folhas de pele”, umas sobre as outras, e criar um curativo biológico para cobrir grandes queimaduras.

A nova impressora 3D foi desenvolvida por uma equipa de investigadores da Universidade de Engenharia de Toronto e do Sunnybrook Hospital, no Canadá.

Além de cobrir por completo queimaduras na pele de seres humanos, a tinta da impressora é composta por fibrina (uma proteína envolvida no processo de coagulação sanguínea) e células estaminais mesenquimais que se diferenciam em diferentes tipos de células especializadas, dependendo do ambiente. Isto faz com que o material promova a regeneração da pele e seja capaz de reduzir as cicatrizes.

Segundo o EurekAlert, o objetivo da união destes os dois “ingredientes” é que, além de promoverem a regeneração da pele, as feridas cicatrizam mais rapidamente, reduzindo a inflamação e melhorando a cicatrização.

Este avanço científico é um enorme passo para a equipa de investigadores, que lançou o primeiro protótipo da impressora para peles em 2018. Para já, os cientistas testaram a impressora em porcos com queimaduras de terceiro grau, nos quais as “folhas de pele” puderam ser colocadas com uma inclinação de até 45º.

“Anteriormente, conseguimos provar que é possível depositar células sobre uma queimadura, mas não havia nenhuma prova de que houvesse benefícios na cicatrização de feridas – agora demonstramos isso mesmo”, referiu Axel Guenther, líder da investigação, cujos resultados foram recentemente publicados na Biofabrication.

Atualmente, o tratamento de uma queimadura requer o transplante de pele saudável de outras partes do corpo para a ferida. No entanto, grandes queimaduras que cobrem o corpo inteiro representam um desafio muito maior. Além disso, as queimaduras mais graves são caracterizadas pela destruição da camada externa e interna da pele e, normalmente, cobrem uma parte significativa do corpo.

“No caso das grandes queimaduras, não temos pele saudável suficiente disponível, o que pode levar à morte dos pacientes”, refere o investigador Marc Jeschke.

A impressora 3D passou, desde 2018, por 10 reformulações. O protótipo atual inclui um cabeçote de impressão microfluídico de uso único para garantir a esterilização e uma roda flexível, que permite um melhor controlo de feridas mais amplas.

A equipa pretende “reduzir ainda mais a quantidade de quelóides” (lesões salientes e avermelhadas), além de ajudar na cicatrização de feridas. Os investigadores acreditam que este novo dispositivo poderá ser visto num ambiente clínico nos próximos cinco anos.

“Depois de usada numa sala de cirurgias, acho que esta impressora será um divisor de águas para salvar vidas. Com um dispositivo como este, podemos mudar a forma como praticamos os cuidados com queimaduras”, concluem os autores da investigação.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Mourinho: "Não preciso de fazer uma pausa, estou sempre no futebol"

O treinador português disse, esta segunda-feira, que "não necessita de fazer uma pausa", após deixar o comando técnico do Tottenham, e frisou estar "sempre no futebol". Embora não se tenha alongado muito, José Mourinho falou pela …

Regime sírio acusado de crimes contra a humanidade na Suécia

Quatro organizações não-governamentais apresentaram uma queixa junto da polícia da Suécia contra altos responsáveis do regime sírio por crimes contra a humanidade pelos ataques com armas químicas na Síria, em 2013 e 2017. A queixa foi …

Portugal, Lituânia e Malta são os únicos países da UE sem 5G

Portugal, Lituânia e Malta são os únicos países na União Europeia (UE) que ainda não têm qualquer oferta comercial de 5G, revelou o último relatório trimestral do Observatório Europeu do 5G, um organismo da Comissão …

Jair Bolsonaro diz que quem votar em Lula da Silva "merece sofrer"

No mês passado, o Supremo Tribunal Federal decidiu que Lula da Silva pode voltar a candidatar-se à presidência do Brasil e Jair Bolsonaro, o atual presidente do país, considera que quem votar em Lula "merece …

Covid-19. Plano Nacional inclui testes em centros comerciais ou empresas

O Plano Nacional para a Testagem Massiva prevê a realização generalizada de testes para deteção precoce do coronavírus, passando a estar disponível em centros comerciais, estações de transportes públicos ou empresas, e podendo pode ser …

Seul vai aceitar descarga de água radioativa de Fukushima (se o Japão cumprir certas condições)

A Coreia do Sul aceitará, caso sejam cumpridas algumas condições, o plano do Governo japonês para despejar gradualmente no mar águas tratadas, mas ainda radioativas, da central nuclear destruída de Fukushima, segundo o Governo sul-coreano. O …

CDS vai apresentar projeto sobre enriquecimento ilícito. PSD só apoia medida que seja "eficaz e constitucional"

O CDS-PP vai apresentar no Parlamento um projeto sobre o enriquecimento ilícito, anunciou o presidente do partido esta terça-feira, antecipando que a iniciativa se debruçará sobre o poder político, o poder judicial e o funcionamento …

Deputada Cristina Rodrigues propõe campanha contra pirataria de jornais

A deputada não inscrita Cristina Rodrigues recomendou, esta segunda-feira, ao Governo a divulgação de uma campanha nacional que promova o combate à pirataria de jornais e revistas e que aumente a fiscalização relativa ao crime …

Fuga a notificações judiciais deixa 15 mil pessoas à margem da lei

A Direção-Geral da Administração da Justiça (DGAJ) divulgou uma lista com 15.178 nomes de cidadãos e gerentes de empresas procurados por não prestarem contas dos crimes cometidos. Dessa lista, 7900 são homens, 1401 mulheres, 5665 pessoas …

EMA encontra possível ligação entre vacina da Johnson & Johnson e coágulos, mas benefícios superam riscos

A Agência Europeia do Medicamento (EMA) concluiu, esta terça-feira, que a vacina Janssen, do grupo Johnson & Johnson, tem uma "possível ligação" a casos muito raros de coágulos sanguíneos, mas insistiu que os benefícios do …