IGAI abre processo ao protesto do Movimento Zero. Manifestante fez a saudação fascista

José Sena Goulão / Lusa

Protesto de policias, organizado pelo Movimento Zero

A Inspeção-Geral da Administração Interna (IGAI) anunciou, esta terça-feira, que abriu um processo administrativo à manifestação dos elementos das forças de segurança que pertencem ao Movimento Zero, tendo pedido informações à Polícia de Segurança Pública (PSP).

“A IGAI abriu um processo administrativo no âmbito do qual solicitou informações à Direção Nacional da PSP”, referiu esta entidade que fiscaliza a atividade das polícias, numa resposta enviada à agência Lusa.

Algumas centenas de elementos da PSP e da GNR pertencentes ao Movimento Zero protestaram durante cerca de 11 horas, esta segunda-feira, numa concentração que começou em frente à Assembleia da República e que depois se espalhou pelas principais vias de Lisboa, num desfile que durou cerca de duas horas e meia e bloqueou o trânsito em plena hora de ponta, não estando este percurso autorizado.

Depois de se manifestarem pelas ruas da capital e de uma passagem pelo Ministério da Administração Interna, os elementos das forças de segurança voltaram para junto da Assembleia da República, onde o policiamento foi reforçado durante a tarde com elementos da Unidade Especial de Polícia, após alguns manifestantes terem vestido o pólo de serviço da PSP e da GNR, bem como colocarem o boné da Guarda Nacional República, o que é considerado uso indevido da farda.

No protesto, ouviram-se incentivos à desobediência e a palavra de ordem mais ouvida foi “Cabrita rua”, referindo-se ao ministro da Administração Interna, a quem também foram dirigidos vários insultos.

Fonte da PSP disse à Lusa que o Comando Metropolitano de Lisboa vai apresentar uma participação ao Ministério Público, uma vez que a manifestação estava apenas autorizada para ser realizada junto do Parlamento.

Segundo o semanário Expresso, as autoridades estão também a tentar averiguar a identidade de um manifestante que foi fotografado a fazer a saudação fascista durante o protesto.

Em declarações ao jornal, fonte oficial da PSP respondeu que “todos os comportamentos estão sob escrutínio” e que certamente irá procurar “identificar as pessoas que tenham apresentado comportamentos que possam constituir ilícitos, sejam polícias ou não”.

A mesma fonte lembrou também que “qualquer manifestação de apoio a ideologias extremistas em Portugal constitui crime“.

Com o lema “Hora de agir – unidos somos a tempestade que os atormenta!”, a concentração foi organizada pelo movimento inorgânico Zero, que surgiu nas redes sociais e que congrega elementos da PSP e da GNR, e exige a atribuição do subsídio de risco e a atualização salarial. O protesto não teve o apoio oficial de vários sindicatos.

O ministro da Administração Interna já admitiu que estão a ser apuradas responsabilidades em relação ao comportamento de alguns elementos das forças de segurança na manifestação.

“Estou certo de que, quer no plano disciplinar, quer no plano do apuramento de responsabilidades de outro tipo, as instituições cumprirão as suas funções“, disse Cabrita.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Esse manifestante, caso seja algum agente de autoridade, deve ser imediatamente identificado, exonerado da sua função e ser impedido de exercer qualquer cargo público! Menos que isso é… nojneto!

  2. Em primeiro lugar não existe saudação fascista uma vez que o mesmo gesto já vem desde os tempos dos romanos ou até anterior. De qualquer forma uma vez que a UE equiparou o comunismo ao fascismo e muito bem está na hora de ilegalizar e acabar com todos os partidos que defendam esse tipo de ideologia que aliás matou e continua a matar muito mais gente no mundo que os nazis. O comunismo é uma das maiores pragas da humanidade!

RESPONDER

EUA. Casos de covid-19 podem ter sido subestimados em 60%

O número de casos de covid-19 nos Estados Unidos (EUA) pode ter sido subestimado em até 60%, com as infeções relatadas a representarem "apenas uma fração do número total estimado". Esta é a conclusão de um …

Portugal com mais seis mortes e 2316 novos casos de covid-19

Portugal registou, esta terça-feira, mais seis mortes e 2316 casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o último boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da DGS, dos 2316 novos …

Um quarto dos processos às companhias aéreas por falta de testes à covid já resultou em multas pagas

A Autoridade Nacional da Aviação Civil (ANAC) instaurou, entre 2020 e a semana passada, 539 processos a 40 companhias aéreas por transportarem passageiros para o território nacional sem o respetivo teste negativo à covid-19. Cerca …

Colômbia pede que a Venezuela seja declarada como país promotor do terrorismo

A Colômbia pediu esta segunda-feira aos EUA que declarem a Venezuela como país promotor do terrorismo por alegadamente "proteger" guerrilheiros colombianos do Exército de Libertação Nacional (ELN) e do Grupo Armado Residual (Gaor 33, composto …

Treze meses depois, Coreias voltam a falar ao telefone

As comunicações telefónicas estavam cortadas entre as duas Coreias desde junho de 2020, mas os dois países retomaram os contactos esta terça-feira. As duas Coreias retomaram esta terça-feira a comunicação telefónica 13 meses depois de ter …

Benfica: Kaio Jorge não quer jogar em Portugal (e alínea pode impedir saída)

Santos aceitou proposta vinda da Luz mas o jovem avançado prefere o campeonato italiano. E ainda há uma alínea no contrato que vai ser analisada. O Benfica apresentou uma proposta pela contratação de Kaio Jorge, com …

Quase 70% dos internados em UCI têm menos de 59 anos

Quase 70% dos doentes com covid-19 em unidades de cuidados intensivos (UCI) têm menos de 59 anos, revelou a Ordem dos Médicos, indicando que em enfermaria os doentes abaixo dessa faixa etária são cerca de …

Reunião no Infarmed. Especialistas propõem plano de quatro níveis (e a máscara cai no nível 2)

A sede da Autoridade Nacional do Medicamento (Infarmed), em Lisboa, voltou a acolher mais uma reunião de peritos esta terça-feira. Foi apresentada uma proposta de alteração da matriz de risco. Portugal não está em condições de …

Mais de 11.300 suspeitas de reações adversas às vacinas registadas em Portugal

Mais de 11.300 suspeitas de reações adversas às vacinas contra a covid-19 foram registadas em Portugal e houve 68 casos de morte comunicados em idosos, mas não está demonstrada a relação causa-efeito, segundo o Infarmed. De …

Incêndios "sem precedentes" devastam Sardenha

Condições climatéricas adversas e severas, como altas temperaturas e ventos fortes, estiveram na origem dos incêndios florestais que se registaram em vários países do sul do continente europeu, como Itália, Espanha, França ou Grécia. A ilha …