Inteligência Artificial deteta obesidade a partir do Espaço

Detetar a obesidade a partir do Espaço: sim, é possível. Investigadores estabeleceram recentemente uma relação de causalidade entre edifícios e Espaços verdes e a prevalência da obesidade numa cidade.

A obesidade tornou-se um problema de saúde comum e uma preocupação mundial. Influenciada por uma série de fatores, como o ambiente físico e urbano em que vivemos, a obesidade é uma ameaça que tem sido alvo de vários estudos por parte da comunidade científica.

Agora, os cientistas usaram a Inteligência Artificial (IA) e imagens de satélite de cidades dos Estados Unidos para mapear esta relação entre o ambiente urbano e a obesidade. Por outras palavras, detetar a obesidade a partir do Espaço.

“Propomos um método para avaliar de forma abrangente a associação entre a prevalência da obesidade em adultos e o ambiente construído que envolve a extração de características físicas da vizinhança a partir de imagens de satélite de alta resolução”, explicou a equipa num novo artigo, publicado no JAMA Network.

Investigadores da Universidade de Washington recorreram a cerca de 150 mil imagens de satélite de alta resolução do Google Maps e alimentaram uma rede neural convolucional (CNN), um tipo de Inteligência Artificial que usa a aprendizagem para analisar e identificar independentemente padrões dentro do conjunto de dados de que dispõe.

Esta experiência evidencia o potencial de uma ferramenta que recorre a imagens captadas no Espaço para fazer estimativas relativamente à obesidade da população de uma cidade. Mas como? Os algoritmos desta rede neural foram treinados para detetar espaços verdes, estradas ou dimensões e tipologia de edifícios.

A este tipo de dados urbanos foi ainda somada informação relativamente aos rendimentos das famílias que vivem nos diferentes bairros. Com esta informação, os investigadores conseguiram apurar se uma determinada cidade está ou não devidamente equipada para potenciar o exercício físico da população. Este dado facilitou, por sua vez, a tarefa de apurar dados quanto à obesidade média de uma cidade.

Apesar de não ser a primeira vez que os cientistas fazem algo deste género, esta é a técnica e o esforço mais abrangente até agora.

Segundo o ScienceAlert, as características do ambiente explicaram quase dois terços da variação da prevalência de obesidade, embora o nível de sucesso tenha variado de cidade para cidade (sendo o mais alto de 73,3%, em Memphis).

Este tipo de análise a “olho no céu” nunca é perfeito. Ainda assim, os cientistas estão confiantes de que este sistema pode ajudar na criação de uma ferramenta fácil e escalonável que permita facilitar a árdua tarefa dos cientistas de medir o risco de obesidade nos Estados Unidos.

Segundo os investigadores, as estimativas levadas a cabo a partir da análise de imagens de satélites permitiram chegar a estimativas mais precisas do que aquelas que já são feitas a partir do número de restaurantes e ginásios existentes numa determinada cidade. Ainda assim, defendem que esta deve ser uma técnica complementar face a outros métodos estatísticos.

“Perceber a associação de funções específicas do ambiente edificado e a prevalência da obesidade pode levar a mudanças estruturais que podem encorajar a atividade física e a prevalência da obesidade”, concluem os investigadores.

PARTILHAR

RESPONDER

Fotos mostram que o ARA San Juan sofreu uma implosão. Está a 907m de profundidade

O submarino argentino San Juan, que desapareceu a 15 de novembro de 2017, com 44 tripulantes e foi descoberto na sexta-feira no Oceano Atlântico, sofreu uma "implosão", avançou este sábado o comandante da base naval …

ADN antigo revela mistério do extinto macaco das Caraíbas

Uma análise de ADN do misterioso macaco extinto das Caraíbas revelou que estes animais tinham um maior grau de parentesco com os macaco-titis oriundos da América do Sul do que com qualquer outra espécie.  Há cerca …

"Queria? Já não quer?". Finalmente, o livro que revela se está ou não correto

Brevemente nas livrarias, o livro Dicionário de Erros Falsos e Mitos do Português, da autoria de Marco Neves, promete desmontar os mitos que foram construídos em redor da língua portuguesa. Não, este não é só mais um …

Itália vs Portugal | Empate valeu apuramento e primeiro lugar

Portugal foi a Milão arrancar um empate sem golos ante a Itália, em jogo do Grupo 3 da Liga das Nações, e garantiram o apuramento para a final four da Liga das Nações. Numa partida …

Vespa asiática está a propagar-se pelo centro do país

A vespa asiática, ou vespa velutina, uma espécie invasora predadora das abelhas, está a propagar-se pela região centro do país, com ninhos identificados em todo o norte do distrito de Santarém, disse hoje à Lusa …

Já há mais de mil desaparecidos nos incêndios da Califórnia

As autoridades dos Estados Unidos informaram nesta sexta-feira que o número de desaparecidos no gigantesco incêndio que queima há mais de uma semana no norte da Califórnia já superam o milhar. Em conferência de imprensa, o …

As orcas partilham traços de personalidade com humanos e chimpanzés

As orcas exibem características de personalidade semelhantes aos humanos e chimpanzés, como a brincadeira, a alegria e o afeto, de acordo com uma nova investigação divulgada pela Associação Americana de Psicologia (AAP). Investigadores em Espanha analisaram …

Manifestante morre atropelada por mãe desesperada em bloqueio dos “coletes amarelos” em França

Uma manifestante dos “coletes amarelos” morreu em Sabóia, sudeste de França, atropelada por uma condutora em pânico, disse este sábado o ministro do Interior francês, Christophe Castaner. A condutora, que levava a filha ao médico, teve …

A César o que é de César. Costa fica a saber quem manda nos deputados do PS

António Costa está "muito satisfeito" com a liberdade de voto concedida pelo líder da bancada parlamentar do PS, Carlos César, aos deputados na proposta do Governo sobre o IVA da tauromaquia. Mas o mal-estar entre …

Distracção de professora provoca lesões em 40 crianças na China

A distracção de uma professora que se esqueceu de apagar uma luz ultravioleta numa escola de Tianjin, perto de Pequim, causou ferimentos e queimaduras em mais de 40 crianças, informou esta sexta-feira a imprensa local. Os …