“Não esqueceremos esta humilhação”. Índia liberta última líder da Caxemira, detida há 14 meses

BMN Network / Flickr

Mehbooba Mufti, líder do Partido Democrático Popular e ex-ministra-chefe de Caxemira

A Índia libertou o último dos líderes políticos da Caxemira, em prisão domiciliar há 14 meses, desde que o antigo estado teve o seu estatuto autónomo especial revogado unilateralmente.

Segundo noticiou na quarta-feira o Independent, na sua primeira declaração pública depois de ter sido libertada, na noite de terça-feira, Mehbooba Mufti atacou as autoridades de Deli e descreveu as ações do governo como antidemocráticas e ilegais.

A ex-ministra-chefe do estado agora dividido em dois “territórios sindicais”, controlados centralmente, Mufti compartilhou uma mensagem de áudio nas redes sociais a pedir “uma solução para o problema da Caxemira” e a libertação de todos os prisioneiros políticos.

“A Caxemira nunca deve esquecer o roubo e a humilhação”, afirmou a líder do moderado Partido Democrático Popular. “Tudo o que Deli levou deve ser trazido de volta”, sublinhou.

Mufti ficou detida durante 14 meses apesar de nunca ter defendido o separatismo violento. Numa entrevista ao Independent, em 2019, descreveu uma visão para um futuro em que a Caxemira fosse unificada como uma zona única económica, com a Índia e o Paquistão a manterem a soberania sobre as suas áreas na região.

A 05 de agosto de 2019, depois de reforçar as forças paramilitares na região e cortar o acesso à Internet, o governo indiano, liderado por Narendra Modi, revogou dois artigos constitucionais que consagraram o estatuto especial da Caxemira. O primeiro dava ao estado a sua própria constituição. O segundo garantia direitos de propriedade na região.

Desde então, a área tem estado sob bloqueio, com limites de comunicação e deslocação. O governo vinha a diminuir gradualmente as restrições desde início do ano, até ao momento em que surgiu a pandemia de covid-19, fechando mais uma vez a região.

A Caxemira tem sido disputada entre a Índia e o Paquistão, desde 1947, e entre a Índia e a China, a partir de 1962. A zona administrada pela Índia regista episódios de separatismo militante. A Índia acusa o Paquistão de fomentar esses protestos.

Mufti, que esteve em duas prisões antes de ser transferida para a sua residência, não foi a única líder a ser detida sob o Ato de Segurança Pública, legislação da era colonial que permite ao governo indiano deter qualquer pessoa por até dois anos sem julgamento.

Dois outros ex-ministros-chefes do antigo estado, Farooq e Omar Abdullah, também foram detidos. Ambos foram libertados em março deste ano – momento em que a Índia entrava no bloqueio para travar a propagação do coronavírus.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Dinamarca. Reclusos condenados a prisão perpétua proibidos de iniciar novos romances

Os reclusos que cumprem prisão perpétua na Dinamarca serão proibidos de iniciar novos relacionamentos amorosos, decisão proposta pelo governo após uma jovem de 17 anos se apaixonar por Peter Madsen, que assassinou a jornalista Kim …

Casal queria que o seu filho se chamasse Vladimir Putin. A Suécia não deixou

Na Suécia, os pais são obrigados a comunicar os nomes dos seus filhos recém-nascidos ao Skatteverket nos primeiros três meses a partir do nascimento. Um casal sueco, que vive na cidade de Laholm, foi proibido pela …

44 jogos seguidos sem ganhar. Mas o presidente não está preocupado

O Atlético Mogi não vence qualquer jogo oficial há mais de quatro anos. Perdeu em 42 desses 44 duelos. 17 de Junho de 2017 foi o último dia em que o Atlético Mogi venceu um jogo …

Autárquicas: António Costa promete que os municípios terão mais mil milhões de euros

O secretário-geral do PS, António Costa, indicou hoje, em Celorico de Basto, no distrito de Braga, que os municípios “vão passar a ter, a partir de abril, mais mil milhões de euros que acompanham a …

Mais de trinta anos após ter sido lançada ao mar no Japão, mensagem em garrafa é encontrada no Hawaii

Durante uma viagem ao Hawaii, uma jovem de apenas 9 anos encontrou uma garrafa que foi lançada ao mar há mais de trinta anos. Esta continha uma mensagem que, posteriormente, acabou por revelar uma experiência …

Mais 939 infeções, sete mortes e nova redução nos internamentos

Portugal registou nas últimas 24 horas mais 939 casos de infeção pelo coronavírus SARS-CoV-2, sete mortes atribuídas à covid-19 e nova redução nos internamentos em enfermaria e cuidados intensivos. De acordo com o boletim epidemiológico da …

Milionário norte-americano Robert Durst condenado por matar melhor amiga

O milionário norte-americano Robert Durst, tornado famoso por um documentário do canal HBO, foi condenado na sexta-feira num tribunal de Los Angeles, nos Estados Unidos, por matar a melhor amiga, um crime que remonta a …

Em Inglaterra, há crianças de 16 anos que vão passar a viver em alojamentos não regulamentados

A 9 de setembro, foi aprovada uma nova lei em Inglaterra, segundo a qual as crianças com 16 e 17 anos podem ser colocadas em alojamentos não regulamentados. O sistema de acolhimento de crianças inglês está …

Suspeitos numa mota sem matrícula dispararam na direcção de candidata do CDS

A candidata do CDS à Junta de Freguesia de Palmela, em Setúbal, foi surpreendida, na noite de sexta-feira, por disparos de caçadeira, protagonizados por "duas pessoas sem capacete", numa mota sem luzes, nem matrícula. O incidente …

Jerónimo diz que conquista de Guimarães só é possível "milho a milho"

O secretário-geral do PCP defendeu, esta sexta-feira, que a presença da CDU na autarquia de Guimarães só pode ser reconquistada “milho a milho”, na noite em que a dirigente do PEV Heloísa Apolónia integrou a …