Os humanos foram “superpredadores” durante dois milhões de anos

Viktor Vasnetsov (1848–1926)

Caçadores da Idade da Pedra

Uma nova investigação revelou que os humanos foram um predador de ponta durante cerca de dois milhões de anos. Só a extinção da megafauna e o declínio das fontes de alimentos de origem animal no final da Idade da Pedra levaram os humanos a aumentar gradualmente o elemento vegetal na sua nutrição, até que finalmente não tiveram escolha a não ser domesticar animais e plantas.

A equipa de investigadores decidiu analisar a memória preservada nos nossos próprios corpos para chegar a esta conclusão, ou seja, o metabolismo, a genética e a constituição física. “O comportamento humano muda rapidamente, mas a evolução é lenta. O corpo lembra-se”, disse Miki Ben-Dor, da Universidade de Tel Aviv, citado pelo Science Daily.

O novo estudo, publicado no dia 5 de março no American Journal of Physical Anthropology, mostra que os humanos eram, inicialmente, superpredadores que se especializaram na caça de grandes animais.

A equipa tentou responder à questão: “os humanos da Idade da Pedra eram carnívoros especializados ou omnívoros generalistas?”

Depois de analisarem cerca de 400 artigos científicos diferentes, a maioria das evidências foi encontrada em pesquisas sobre biologia atual: genética, metabolismo, fisiologia e morfologia.

A acidez do estômago humano, por exemplo, é um fator importante.

“A acidez do estômago é alta quando comparada com omnívoros e até mesmo com outros predadores. Produzir e manter uma acidez forte requer uma grande quantidade de energia e a sua existência é uma evidência para o consumo de produtos de origem animal”, explicou Ben-Dor.

A acidez fornece proteção contra bactérias nocivas encontradas na carne. Os humanos pré-históricos, que caçavam animais de grande porte, consumiam carne com grandes quantidades de bactérias, pelo que “precisavam de manter um alto nível de acidez”.

Outro fator que indica que os seres humanos eram superpredadores é a estrutura das células de gordura.

Nos corpos dos omnívoros, a gordura é armazenada num número relativamente pequeno de grandes células de gordura, enquanto nos predadores – incluindo nos humanos – ocorre o contrário: temos um número muito maior de células de gordura mais pequenas.

O genoma humano também foi citado entre as evidências. “Os geneticistas concluíram que ‘as áreas do genoma humano foram fechadas para permitir uma dieta rica em gordura, enquanto nos chimpanzés as áreas do genoma foram abertas para permitir uma dieta rica em açúcar'”, disse Ben-Dor.

“Muito provavelmente, tal como nos predadores atuais, a própria caça foi uma atividade humana focal durante a maior parte da evolução humana”, concluiu o investigador.

A equipa concluiu também que os humanos só começaram a comer uma dieta mais vegetal há cerca de 85 mil anos, provavelmente como resultado da extinção de animais maiores que eram uma fonte de alimento.

Liliana Malainho Liliana Malainho, ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Covid-19: Portugal com uma morte e 324 novos casos nas últimas 24 horas

Portugal registou hoje uma morte atribuída à covid-19, 324 novos casos de infeção pelo novo coronavírus e uma ligeira subida no número de internamentos em enfermaria, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o …

Roma já tem uma máquina de venda automática de pizza

A capital italiana tem agora uma máquina de venda automática que faz pizzas em apenas três minutos. Os preços variam de 4,50 aos seis euros (e as opiniões sobre esta ideia também). Raffaele Esposito, o napolitano …

Morreu Bo, o cão de água português de Barack Obama

Bo, o cão de água português que o ex-presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, adotou em 2009 morreu este domingo com 13 anos, em consequência de um cancro, anunciou o político nas redes sociais. O cão …

Futuro pós-vacinação entre reforço de dose, controlo de variantes e medicamentos

A incerteza sobre a duração da imunidade das vacinas contra a covid-19 deixa o futuro do combate à doença entre o reforço da vacinação, a monitorização de novas variantes e o desenvolvimento de terapêuticas alternativas, …

Presidente da República promulga Carta de Direitos Humanos na Era Digital

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, promulgou este sábado a Carta de Direitos Humanos na Era Digital, aprovada em abril na Assembleia da República, segundo uma nota divulgada no site da Presidência. A lei, …

Depois de 17 anos no subsolo, biliões de cigarras vão emergir nos Estados Unidos

Biliões de cigarras vão emergir nos Estados Unidos. O aviso é de um grupo de cientistas que alerta que, dentro de alguns dias ou semanas, as cigarras da Ninhada X vão surgir depois de 17 …

Foguetão chinês regressou à Terra (e a maior parte desintegrou-se)

Um importante segmento do foguetão chinês desintegrou-se este domingo ao reentrar na atmosfera terrestre e caiu no oceano Índico, perto das Maldivas, anunciou a agência espacial da China. "De acordo com o percurso e análise, pelas …

"Se eu encaixar, eu sento-me." Os gatos adoram caixas ilusórias

Qualquer amante de gatos sabe que estes animais têm uma predileção inata por se sentarem em espaços fechados, mesmo que o espaço seja apenas um contorno bidimensional de um quadrado no chão.  Os cientistas analisaram esta …

Jet pack da Marinha britânica. Fuzileiros navais testam macacão Gravity em exercício de embarque

Quem melhor do que as organizações militares para testar e usufruir dos jet packs? A Marinha Real Britânica e os Fuzileiros Navais reais testaram um macacão a jato, desenvolvido pela empresa Gravity Industries. Esta semana, a …

Marés de Júpiter podem ajudar a perceber a história do Sistema Solar

Uma equipa de investigadores detetou uma pequena perturbação gravitacional em Júpiter. A descoberta pode ajudar a investigar o interior do planeta e perceber melhor a história do Sistema Solar. "Se você tentasse mergulhar em Júpiter, nunca …