Somos insignificantes: humanos representam apenas 0,01% da vida na Terra

Frank Tasche / Flickr

Um estudo recente, a primeira estimativa abrangente da biomassa da Terra, conclui que as 7,6 mil milhões de pessoas do mundo representam apenas 0,01% de todos os seres vivos no planeta.

De acordo com um estudo recente, conduzido por Ron Milo, do Instituto Weizmann de Ciência, em Israel, as 7,6 mil milhões de pessoas do mundo representam apenas 0,01% de todos os seres vivos no planeta.

No entanto, por muito insignificantes que sejamos, já causamos a perda de 83% de todos os mamíferos selvagens e metade das plantas do mundo, revela o estudo publicado recentemente na Proceedings of the National Academy of Sciences.

O estudo, que tem em consideração cada classe de seres vivos, muda algumas suposições que tínhamos sobre a biomassa do nosso planeta. As bactérias, por exemplo, são de facto uma forma de vida principal. Representam 13% da vida no planeta, mas as plantas ofuscam todos os outros seres, representando 82% de toda a matéria viva.

As restantes criaturas – insetos, fungos, peixes e outros animais – representam uns pequeníssimos 5% da biomassa mundial.

Mas as surpresas não ficam por aqui. A vida abundante dos oceanos, que ainda mal conhecemos, representa apenas 1% de toda a biomassa do planeta Terra. A maioria da vida está em terra e grande parte dela – um oitavo – são bactérias que vivem no subsolo.

Certo é que, apesar da nossa supremacia, em termos de peso, o Homo sapiens é irrelevante. Os vírus são três vezes mais do que os humanos, assim como os vermes. Os peixes são 12 vezes mais; insetos, aranhas e crustáceos 17 vezes mais; fungos 200 vezes mais; bactérias 1.200 vezes; e, por fim, as plantas, que são 7.500 vezes mais do que os seres humanos no planeta.

No entanto, apesar de insignificantes, transformamos de tal forma o planeta que os cientistas estiveram muito perto de declarar uma nova era: o Antropoceno, um termo usado para descrever o período mais recente na história do Planeta Terra.

O novo estudo revela que a avicultura representa atualmente 70% de todas as aves no planeta, com apenas 30% de aves selvagens. A imagem é ainda mais gritante para os mamíferos: 60% de todos os mamíferos da Terra são pecuários, principalmente bovinos e suínos, 36% são humanos e apenas 4% são animais selvagens.

Estes 4% devem-se à destruição do habitat selvagem para agricultura, extração de madeira e desenvolvimento por parte da ação humana. Muitos cientistas consideram que esta é a sexta extinção em massa da história.

Em relação aos animais silvestres, como ratos e elefantes, apenas um sexto ainda vive, número que surpreendeu até mesmo os cientistas. Nos oceanos, três séculos de pesca intensiva deixaram apenas um quinto dos mamíferos marinhos.

Para chegar a estas conclusões, os investigadores calcularam as estimativas de biomassa usando dados de centenas de estudos que usaram técnicas modernas, como o sequenciamento genético, por exemplo. Depois, avaliaram a biomassa de uma classe de organismos e determinaram em que ambientes esse vida poderia existir, para criar um total global.

Os cientistas usaram também o carbono como medida fundamental e descobriram que toda a vida contém 550 mil milhões de toneladas deste elemento.

Ainda assim, os cientistas reconhecem as incertezas substanciais destas estimativas, especialmente no que diz respeito às bactérias que vivem no subsolo. Ainda assim, acreditam que esta investigação apresenta uma visão geral e útil da distribuição da biomassa na Terra.

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. O ser humano pode ser insignificante, mas, faz mais estragos que os restantes 99,99% das espécies. Dito isto, é o ser relevante neste planeta!

  2. Caramba, que raio! Leio as notícias do ZAP mas estas estão SEMPRE de alaguma forma INCORRECTAS: afinal as pessoas do mundo representam apenas 0,001% de todos os seres vivos no planeta – ou 0,01???????????? Faz MUITA diferença não?….que raio…

    • Caro fmolina,
      Segundo pudemos perceber, e como tal contar, o humanos representam 0,01% da vida na Terra.
      Em que local encontrou referido o valor de 0,001% ?

      • Caro Zap,
        estava no sitio onde vocês corrigiram.

        Primeiro parágrafo no corpo do texto:
        “De acordo com um estudo recente, conduzido por Ron Milo, do Instituto Weizmann de Ciência, em Israel, as 7,6 mil milhões de pessoas do mundo representam apenas 0,001% de todos os seres vivos no planeta.”

        Não se lembram de terem actualizado a página entretanto?

        Cumprimentos,
        Filipe Silva

        • Caro Filipe,
          Quando um leitor nos aponta um erro, é nosso hábito corrigi-lo e reportar a correcção ao leitor, agradecendo-lhe o reparo. Poderá ter faltado este passo ao editor.
          Obrigado então pelo reparo.

  3. O ser humano é o mais destrutivo do seu meio ambiente, daí ser o mais prejudicial para o planeta, e enquanto não destruir o seu habitat não vai descansar. É pena é os restantes seres vivos pagarem com as asneiros do “Ser Humano”

Sporting CP 1-0 Marítimo | Borja dispara rumo ao pódio

O Sporting sofreu, mas levou a “água ao seu moinho”. Na recepção ao um Marítimo consistente, mas pouco perigoso, o “leão” venceu por 1-0, numa partida com poucas ocasiões de golo, mas com domínio claro …

Reino Unido vai tornar públicos registos de avistamentos de OVNIs

A Força Aérea britânica vai disponibilizar todos os documentos sobre os avistamentos de OVNIs online. Até então, os registos eram mantido sob segredo. A Força Aérea Real do Reino Unido decidiu tornar públicos os registos de …

Sobreviventes a um cancro na infância têm maior probabilidade de vir a ter outro

Sobreviventes a um cancro têm uma maior probabilidade cinco vezes maior de vir a ter outro em comparação com a população em geral. O risco vai diminuindo ao longo do tempo desde o primeiro diagnóstico. Pessoas …

Lineker: "Se pusessem a minha equipa de 1990 a jogar contra uma moderna, seríamos assassinados"

"Se pusessem a minha equipa de 1990 a jogar contra uma moderna, seríamos assassinados", disse Gary Lineker, antigo internacional inglês, que agora é comentador da BBC. Em entrevista ao The Guardian, o antigo avançado da seleção …

Bater com um cutelo e espezinhar. A massagem que promete livrar de todas as dores

Santiago Terrases oferece uma massagem única, na qual calca as pessoas com os pés e bate-lhes com um cutelo. O norte-americano garante que consegue tirar todas as dores. No estado de Nevada, nos Estados Unidos, está …

"Choveram" propostas de empréstimo por Marega

O emblema portista recebeu vários proposta de empréstimo por Moussa Marega, mas acabou por as rejeitar. O FC Porto apenas abre mão do jogador caso seja paga a cláusula de rescisão. A imprensa francesa avança esta …

Crise de saúde mental nos jovens. Há um sexo mais em risco do que o outro

O uso regular de redes sociais pode afetar a saúde mental dos jovens. No entanto, os seus efeitos podem-se manifestar mais drasticamente em raparigas do que em rapazes. Desde 2010, as taxas de depressão, automutilação e …

PS quer limitar "vistos Gold" aos municípios do interior e às regiões autónomas

O PS entregou hoje uma proposta de alteração ao Orçamento em que limita a concessão dos "vistos Gold" a investimentos feitos por estrangeiros em municípios do interior ou nas regiões autónomas dos Açores e da …

Mais acidentes, afogamentos e suicídios num mundo mais quente

As temperaturas mais elevadas vão provocar mais acidentes rodoviários, afogamentos, agressões e suicídios, revelou uma nova investigação. Até ao momento, a grande parte das pesquisas em torno das alterações climáticas centrou-se nas mortes por doenças transmitidas …

Jóias de ouro e prata com plástico. Justiça não vê mal nenhum e iliba marca Tous

O processo de investigação aberto à marca TOUS por alegada fraude com jóias de ouro e plástico contendo plástico no seu interior, foi arquivado. A Justiça espanhola entende que, apesar de as jóias conterem plástico, …