Os humanos estão a pôr em causa a alimentação dos animais predadores

Os animais predadores que vivem perto de humanos estão a obter metade dos alimentos supostos e isso pode ser muito prejudicial, referem investigadores americanos.

De acordo com um novo estudo publicado no jornal Proceedings of the National Academy of Sciences no dia 12 de outubro, esta falha na alimentação dos animais predadores pode causar vários problemas, sendo um deles o conflito entre humanos e carnívoros.

Segundo Philip Manlick e Jonathan Pauli, da Universidade de Wisconsin-Madison, no reino animal a coexistência depende do controlo do espaço, tempo e recursos para limitar a competição entre as espécies. Os especialistas defendem que a divisão de recursos é muito importante e tem implicações nos ecossistemas dominados pelos predadores.

Para perceber melhor as implicações da presença de humanos num espaço que deveria ser destinado a animais, a dupla de especialistas investigou as dietas de sete espécies de predadores, incluindo linces, coiotes, pescadores, raposas vermelhas, martas e lobos cinzentos.

Com a ajuda de outros investigadores e caçadores experientes, a equipa reuniu amostras de ossos e cabelos de 684 carnívoros em sete comunidades diferentes, abrangendo áreas selvagens intocadas, como parques nacionais protegidos, quintas e áreas urbanas.

Como os alimentos deixam pegadas de carbono diferentes, a análise isotópica das amostras de ossos pode revelar o que os animais comeram. Por exemplo, as dietas humanas são ricas em milho e açúcar.

“Os isótopos são relativamente intuitivos: tu és é o que tu comes”, explica Manlick. Os resultados mostraram uma “resposta forte e consistente à perturbação humana”. Mais de 25% da dieta média dos animais predadores consistia em alimentos humanos nas regiões mais afetadas, embora isso também variasse tendo em conta a espécie.

Alguns carnívoros radicais, como os linces, comeram menos comida humana em comparação com outras espécies, como é o caso dos coiotes, raposas, pescadores e martas, sendo que 50% de sua dieta era baseada em alimentos humanos. Segundo os especialistas, estes predadores são os mais abundantes a nível global, e têm funções ecológicas vitais.

Como refere o Cosmos, a dependência dos animais por comida humana pode aumentar a sua vulnerabilidade ao ataque humano e criar mais conflitos entre carnívoros, aumentando a sobreposição para competir por comida humana em comparação com a presa.

Esta situação pode causar alterações na forma como os animais caçam, afetando a dinâmica predador-presa e potencialmente o ecossistema mais amplo, algo que a equipa de investigadores sugere que os ecologistas e biólogos precisam perceber melhor à medida que os humanos continuam a expandir-se.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Parque de esculturas subaquático vai ser inaugurado em Miami

Miami vai servir de casa para um novo parque de esculturas subaquático como nunca viu. O ReefLine é projetado para servir como um recife artificial e vai estar disponível a receber visitantes em dezembro de …

Da "política do filho único" a incentivos à natalidade: como a China tem mudado a sua estratégia populacional

A China está a planear incluir novas medidas para estimular a taxa de natalidade do país e lidar com o rápido envelhecimento da população. A estratégia passa pelo “plano de cinco anos” que deverá estar …

Vacinação será “grande prioridade” de presidência portuguesa da UE

O primeiro-ministro português, António Costa, referiu hoje que a vacinação contra a covid-19 deverá ser uma das “grandes prioridades” da presidência portuguesa do Conselho da União Europeia (UE), após um encontro com o presidente do …

No Cambodja, os aldeões usam "espantalhos mágicos" para afastar a covid-19

Os aldeões do Cambodja têm evitado a pandemia de covid-19 sem máscaras nem distanciamento social, mas sim com "espantalhos mágicos" que espantam o vírus mortal. Os dois espantalhos de Ek Chan, um aldeão de 64 anos, …

O Arecibo desabou. É o fim de uma era à procura de vida extraterrestre

O Observatório de Arecibo, em Porto Rico, morreu. Três semanas depois de um dos principais cabos de sustentação da sua cúpula ter desabado, danificado irremediavelmente o radiotelescópio, o icónico caçador de vida extraterrestre antecipou-se à …

O maior elevador panorâmico do mundo tem vista para os cenários de Avatar

Com o recente lançamento de fotografias subaquáticas dos bastidores do Avatar 2 e a notícia de que Avatar 3 está quase a terminar as filmagens, não há melhor momento para revisitar o parque nacional que …

Pandemia tirou comida da mesa, mas deu asas a startup que transforma plástico do mar em máscaras

A startup portuguesa Skizo transformou a pandemia numa oportunidade de crescimento. Quando faltava comida nalgumas mesas, a empresa de produção de sapatilhas e bolsas passou a fazer máscaras a partir de plástico retirado dos oceanos …

Na Irlanda, o Pai Natal é considerado um "trabalhador essencial"

A Irlanda fez esta semana um anúncio especialmente dedicado às crianças, afirmando que o Pai Natal é considerado um trabalhador essencial no país e, por isso, não terá as suas deslocações restringidas no período natalício. …

Mais 2400 novos casos. Portugal ultrapassa os 300 mil desde o início da pandemia

Portugal ultrapassou hoje a barreira dos 300 mil casos de covid-19 desde o início da pandemia no país, em março, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS). Portugal registou mais 2.401 novos casos, tendo passado a contabilizar …

Medidas para o Natal conhecidas no sábado. Passagem de ano com todas as restrições

O primeiro-ministro, António Costa, adiantou hoje que no sábado anunciará as medidas para o Natal “com as melhores condições possíveis”, mas avisou desde já que “a passagem do ano vai ter todas as restrições”. “O Governo …