Os humanos estão a pôr em causa a alimentação dos animais predadores

Os animais predadores que vivem perto de humanos estão a obter metade dos alimentos supostos e isso pode ser muito prejudicial, referem investigadores americanos.

De acordo com um novo estudo publicado no jornal Proceedings of the National Academy of Sciences no dia 12 de outubro, esta falha na alimentação dos animais predadores pode causar vários problemas, sendo um deles o conflito entre humanos e carnívoros.

Segundo Philip Manlick e Jonathan Pauli, da Universidade de Wisconsin-Madison, no reino animal a coexistência depende do controlo do espaço, tempo e recursos para limitar a competição entre as espécies. Os especialistas defendem que a divisão de recursos é muito importante e tem implicações nos ecossistemas dominados pelos predadores.

Para perceber melhor as implicações da presença de humanos num espaço que deveria ser destinado a animais, a dupla de especialistas investigou as dietas de sete espécies de predadores, incluindo linces, coiotes, pescadores, raposas vermelhas, martas e lobos cinzentos.

Com a ajuda de outros investigadores e caçadores experientes, a equipa reuniu amostras de ossos e cabelos de 684 carnívoros em sete comunidades diferentes, abrangendo áreas selvagens intocadas, como parques nacionais protegidos, quintas e áreas urbanas.

Como os alimentos deixam pegadas de carbono diferentes, a análise isotópica das amostras de ossos pode revelar o que os animais comeram. Por exemplo, as dietas humanas são ricas em milho e açúcar.

“Os isótopos são relativamente intuitivos: tu és é o que tu comes”, explica Manlick. Os resultados mostraram uma “resposta forte e consistente à perturbação humana”. Mais de 25% da dieta média dos animais predadores consistia em alimentos humanos nas regiões mais afetadas, embora isso também variasse tendo em conta a espécie.

Alguns carnívoros radicais, como os linces, comeram menos comida humana em comparação com outras espécies, como é o caso dos coiotes, raposas, pescadores e martas, sendo que 50% de sua dieta era baseada em alimentos humanos. Segundo os especialistas, estes predadores são os mais abundantes a nível global, e têm funções ecológicas vitais.

Como refere o Cosmos, a dependência dos animais por comida humana pode aumentar a sua vulnerabilidade ao ataque humano e criar mais conflitos entre carnívoros, aumentando a sobreposição para competir por comida humana em comparação com a presa.

Esta situação pode causar alterações na forma como os animais caçam, afetando a dinâmica predador-presa e potencialmente o ecossistema mais amplo, algo que a equipa de investigadores sugere que os ecologistas e biólogos precisam perceber melhor à medida que os humanos continuam a expandir-se.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Meteorito atinge casa de homem indonésio e transforma-o em milionário

O caso insólito aconteceu em Kolang, na Sumatra do Norte, Indonésia. Um fabricante de caixões de 33 anos encontrou um meteorito no seu jardim, depois deste atingir o telhado da sua casa em agosto. O protagonista …

Há 20 anos que ninguém sabe do paradeiro de dois cadernos de Charles Darwin

Dois dos cadernos do naturalista Charles Darwin, um dos quais com o rascunho da “Árvore da Vida” (1837), estão desaparecidos há cerca de 20 anos e terão sido muito provavelmente roubados, anunciou esta terça-feira a …

Cientistas reconstruiram explosão de Beirute através das redes sociais

Cientistas forenses recorreram a imagens partilhadas nas redes sociais para reconstruirem a explosão de Beirute, em agosto, que matou 191 pessoas. A 4 de agosto, uma série de explosões causadas por 2.750 toneladas de nitrato de …

Professor alemão do ensino básico é suspeito de canibalismo e homicídio

Depois de uma pilha de ossos ter sido encontrada por transeuntes no parque de Berlim, as autoridades alemãs descobriram que se tratava de uma vítima de canibalismo. As pistas conduziram-nas, mais tarde, à casa do …

Marselha 0-2 FC Porto | Dragão vence e abre porta dos "oitavos"

Basta apenas um ponto para que o FC Porto carimbe uma vaga nos oitavos-de-final da Liga dos Campeões. Na noite desta quarta-feira, os “dragões” venceram o Marseille por 2-0 – com os contributos de Zaidu …

Mais de 100 mil crianças morreram com VIH e 320 mil ficaram infetadas. A pandemia pode piorar o cenário

De acordo com um relatório da UNICEF, a cada 100 segundos uma criança ou jovem com menos de 20 anos foi infetado pelo VIH no ano passado. Com os novos dados, o número total de …

Animação mostra como foram construídas as pontes do século XIV

Construir uma ponte sobre a água parece uma tarefa complicada e a verdade é que, apesar dos inúmeros avanços tecnológicos, os fundamentos pouco alteraram desde os tempos medievais. A Ponte Carlos tem 618 anos, mas não …

Médicos sem Fronteiras deixam hospital da Venezuela devido a restrições

A Médicos sem Fronteiras (MSF) vai se retirar de uma colaboração com um hospital venezuelano que visa tratar pacientes com covid-19 devido a restrições na entrada de especialistas no país, informou a organização na terça-feira. A …

O novo amplificador de guitarra tem maior capacidade de encaixe (e é mais poderoso)

Em 2016, o engenheiro eletrónico Chris Prendergast lançou um projeto Kickstarter para o amplificador de guitarra portátil JamStack. Este encaixava-se num pino de correia e emitia sons gerados por um smartphone. Agora foi lançada a …

Etiópia. Comissão de direitos humanos denuncia massacre de 600 civis na região de Tigré

A organização independente que investiga acusações de violência contra civis na Etiópia corroborou o relatório da Amnistia Internacional que denunciou a chacina de pelo menos 600 pessoas na região de Tigré, no Norte do país. Segundo …