Entre rumores de espionagem, chinesa Huawei quer trazer 5G para Portugal

B!T

A Huawei está convencida a trazer o 5G, a quinta geração de internet móvel, para Portugal. A multinacional chinesa é acusada de usar a tecnologia para espionagem.

Os Estados Unidos, a Alemanha e a Comissão Europeia temem que a Huawei esteja a usar a tecnologia móvel 5G como estratégia de espionagem chinesa. Segundo as autoridades norte-americanas dizem que o Governo chinês pode espiar e roubar informações através da empresa de telecomunicações.

De acordo com o Expresso, o alerta foi dado pelos EUA, numa reunião de uma delegação norte-americana com jornalistas em Portugal, na qual os norte-americanos alertaram para os riscos de segurança que a adoção da tecnologia chinesa pode envolver.

Este não é o primeiro conflito entre os norte-americanos e a empresa chinesa. Ainda em janeiro deste ano, os EUA apresentaram uma queixa-crime contra a Huawei por roubo de segredos comerciais, fraude bancária e violação de sanções internacionais ao Irão.

Mesmo assim, numa declaração enviada à agência Lusa, a Huawei diz estar “determinada em continuar a trazer para Portugal as tecnologias e os produtos mais inovadores, incluindo a tecnologia 5G, que lidera em todo o mundo”.

A Huawei defende-se das acusações feitas, dizendo que “não registou qualquer ameaça de segurança cibernética nos últimos 30 anos” e que a empresa chinesa “opera em mais de 170 países e regiões”.

A Huawei tem sido acusada de ligação ao Governo de Pequim, e as suas redes 5G foram já banidas em alguns países devido a preocupações com a segurança nacional.

No entanto, a empresa de telecomunicações assegura que “não permite e nunca permitirá a existência de qualquer partilha indevida de dados através dos seus equipamentos”. A Huawei pede ainda para não se confundirem interesse geopolíticos com interesses económicos.

De acordo com o Público, durante a visita a Lisboa do Presidente chinês, Xi Jinping, em dezembro do ano passado, foi assinado entre a Altice e a empresa chinesa um acordo para o desenvolvimento da próxima geração da rede móvel no mercado português.

Em entrevista à Lusa, o presidente executivo da Altice, Alexandre Fonseca, afirma que a Huawei é uma das suas parceiras, mas que, caso se verifiquem “decisões políticas antagónicas”, a Altice terá de repensar a sua relação com a multinacional.

No entanto, Alexandre Fonseca garante que a Altice “não tem qualquer suspeita de qualquer tipo de atuação menos rigorosa por parte da Huawei”, razão pela qual manterá a sua palavra no acordo para o desenvolvimento da tecnologia 5G.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Os perigos para a saúde do 5G, disto ninguém quer saber… apenas querem descarregar o último filme mais rápido…
    Assim que implementarem este veneno, preparem-se para mais gente doente nos hospitais, mas que ninguém irá associar ao 5G.
    Pesquisem se não acreditam.

Responder a Jo Cancelar resposta

Rússia quer legalizar comércio de 'diamantes de sangue' africanos

Os diamantes exportados da República Centro-Africana estão associados à corrupção, à violência, à guerra civil, a violações e assassinatos. Agora, Moscovo anunciou que quer o fim do embargo internacional, buscando legalizar na totalidade a sua …

Economia abrandou, mas ainda é possível cumprir meta de crescimento

O Produto Interno Bruto cresceu 0,3% no terceiro trimestre, face aos três meses anteriores, metade do registado no segundo trimestre, mantendo o ritmo de crescimento, de 1,9%, na comparação com o mesmo período de 2018. Segundo …

Sporting vai avançar com ação de despejo das claques

A SAD leonina vai avançar com uma ação de despejo para que as claques Juventude Leonina e Directivo Ultras XXI deixem os espaços que ocupam no Estádio José Alvalade, avança A Bola esta quarta-feira. De …

"Ninguém quer trabalhar" na Casa Pia. Pais em protesto devido à falta de pessoal

Os pais e encarregados de educação do Centro Educativo e Desenvolvimento D. Maria Pia, em Lisboa, vão entregar na segunda-feira um abaixo-assinado à tutela para pedir a abertura de concursos externos para reforço de pessoal …

Trump elogiou Erdogan, depois de uma reunião que descreveu como "maravilhosa e produtiva"

O Presidente norte-americano, Donald Trump, elogiou na quarta-feira o seu relacionamento com o homólogo turco, Recep Tayyip Erdogan. Os dois líderes encontraram-se para tentar superar várias diferenças, incluindo a situação na Síria e a compra …

MH17. Novas provas revelam contactos frequentes entre a Rússia e separatistas ucranianos

A equipa internacional que conduziu a investigação sobre a queda do voo MH17 em 2014 no leste da Ucrânia divulgou novas provas que apontam para contactos muito frequentes entre a Rússia e os rebeldes separatistas …

Imunidade diplomática deixa em liberdade suspeito de tentar matar com ácido sulfúrico

O suspeito de homicídio, na forma tentada, ficou em liberdade depois de ter apresentado o passaporte diplomático às autoridades, que impede que seja detido ou constituído arguido. De acordo com a TVI24, um alto responsável da …

Zivkovic quer rescindir contrato com o Benfica

O extremo sérvio quer chegar a acordo com o Benfica para ficar livre a ano e meio do final do seu contrato mas, pelos vistos, a SAD encarnada nem quer ouvir falar dessa hipótese. De acordo …

Cigarros eletrónicos. Primeiro duplo transplante de pulmões feito em jovem de 17 anos em situação de "morte iminente"

Em risco de "morte iminente" por lesões causadas pelo uso de cigarros eletrónicos, um jovem de 17 anos foi submetido a um duplo transplante de pulmões, no estado norte-americano do Michigan. Este caso é considerado …

Parlamento Europeu levanta imunidade do eurodeputado José Manuel Fernandes

O Parlamento Europeu decidiu levantar a imunidade ao eurodeputado do PSD José Manuel Fernandes, após um pedido feito pela justiça e pelo próprio, relativo a uma eventual ação judicial por um alegado crime de prevaricação. Em …