Entre rumores de espionagem, chinesa Huawei quer trazer 5G para Portugal

B!T

A Huawei está convencida a trazer o 5G, a quinta geração de internet móvel, para Portugal. A multinacional chinesa é acusada de usar a tecnologia para espionagem.

Os Estados Unidos, a Alemanha e a Comissão Europeia temem que a Huawei esteja a usar a tecnologia móvel 5G como estratégia de espionagem chinesa. Segundo as autoridades norte-americanas dizem que o Governo chinês pode espiar e roubar informações através da empresa de telecomunicações.

De acordo com o Expresso, o alerta foi dado pelos EUA, numa reunião de uma delegação norte-americana com jornalistas em Portugal, na qual os norte-americanos alertaram para os riscos de segurança que a adoção da tecnologia chinesa pode envolver.

Este não é o primeiro conflito entre os norte-americanos e a empresa chinesa. Ainda em janeiro deste ano, os EUA apresentaram uma queixa-crime contra a Huawei por roubo de segredos comerciais, fraude bancária e violação de sanções internacionais ao Irão.

Mesmo assim, numa declaração enviada à agência Lusa, a Huawei diz estar “determinada em continuar a trazer para Portugal as tecnologias e os produtos mais inovadores, incluindo a tecnologia 5G, que lidera em todo o mundo”.

A Huawei defende-se das acusações feitas, dizendo que “não registou qualquer ameaça de segurança cibernética nos últimos 30 anos” e que a empresa chinesa “opera em mais de 170 países e regiões”.

A Huawei tem sido acusada de ligação ao Governo de Pequim, e as suas redes 5G foram já banidas em alguns países devido a preocupações com a segurança nacional.

No entanto, a empresa de telecomunicações assegura que “não permite e nunca permitirá a existência de qualquer partilha indevida de dados através dos seus equipamentos”. A Huawei pede ainda para não se confundirem interesse geopolíticos com interesses económicos.

De acordo com o Público, durante a visita a Lisboa do Presidente chinês, Xi Jinping, em dezembro do ano passado, foi assinado entre a Altice e a empresa chinesa um acordo para o desenvolvimento da próxima geração da rede móvel no mercado português.

Em entrevista à Lusa, o presidente executivo da Altice, Alexandre Fonseca, afirma que a Huawei é uma das suas parceiras, mas que, caso se verifiquem “decisões políticas antagónicas”, a Altice terá de repensar a sua relação com a multinacional.

No entanto, Alexandre Fonseca garante que a Altice “não tem qualquer suspeita de qualquer tipo de atuação menos rigorosa por parte da Huawei”, razão pela qual manterá a sua palavra no acordo para o desenvolvimento da tecnologia 5G.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Os perigos para a saúde do 5G, disto ninguém quer saber… apenas querem descarregar o último filme mais rápido…
    Assim que implementarem este veneno, preparem-se para mais gente doente nos hospitais, mas que ninguém irá associar ao 5G.
    Pesquisem se não acreditam.

RESPONDER

"Adiem a Liga dos Campeões", pede o Borussia Dortmund

Sorteio está marcado para esta quinta-feira mas Michael Zorc avisa: "Faltam requisitos legais para a fase de grupos arrancar". A fase de grupos da Liga dos Campeões vai começar, pela primeira vez, em outubro. A primeira …

Artista "ressuscita" 54 Imperadores Romanos com ajuda da Inteligência Artificial

Artista canadiano usou um ramo da Inteligência Artificial para criar retratos ultra-realistas de antigos Imperadores Romanos como, por exemplo, Calígula, Nero e Adriano. A aparência física destes antigos Imperadores Romanos foi preservada em centenas de esculturas …

Cantar pode ser uma má ideia durante a pandemia

Uma nova pesquisa revelou que cantar em grupo pode ser perigoso em termos de propagação de patógenos. Esta é só mais uma prova de que 2020 chegou para pôr um travão na diversão. A Universidade de …

Emirados Árabes Unidos anunciam missão espacial à Lua para 2024

Um alto responsável dos Emirados Árabes Unidos disse hoje que o país tenciona enviar para a Lua uma nave com um veículo não tripulado em 2024. O desejo de pisar a lua é uma ambição de …

Exército norte-americano quer ter acesso à rede de satélites da SpaceX

O exército dos Estados Unidos está de olho na Starlink, a constelação de satélites da SpaceX, cujo CEO é o multimilionário Elon Musk e que tem como objetivo levar Internet de banda larga a todos …

Portugal tem cada vez menos água disponível

Portugal tem cada vez menos água disponível e nos próximos cem anos a precipitação em certas regiões do país, como o Algarve, pode sofrer uma redução de até 30%, alertou esta terça-feira a Associação Natureza …

Tel Aviv vai ter estradas elétricas que recarregam autocarros em movimento

Tel Aviv, em Israel, está a trabalhar na criação de estradas elétricas sem fios para carregar e fornecer energia aos transportes públicos da cidade. As estradas elétricas são parte de um programa piloto liderado pelo município …

Suicídio entre militares norte-americanos aumenta 20% em época de covid-19

Os suicídios entre os militares subiram 20% este ano em comparação com o mesmo período de 2019, registando-se um aumento nos incidentes de comportamento violento à medida que as tropas lutam contra a covid-19 e …

Turista apanhado a gravar as suas iniciais no Coliseu de Roma. Arrisca ser condenado a prisão

Um turista foi apanhado a gravar as suas iniciais no Coliseu de Roma, em Itália, e arrisca ser punido com um até um ano de prisão. De acordo com o diário italiano La Repubblica, o turista, …

Função Pública. Fesap exige subida de remuneração mínima para 693 euros

A Federação de Sindicatos da Administração Pública (Fesap) exige que a primeira posição da Tabela Remuneratória Única avance para 693,13 euros em 2021 e uma atualização do subsídio de refeição para seis euros. Estas duas medidas …